Crítica: 1×08 de The Resident apresenta “casos de família”.

Imagem: FOX/Divulgação
Imagem: FOX/Divulgação

[spacer height=”20px”]

Continua após publicidade

Nenhuma família é perfeita.

Continua após a publicidade

O episódio de The Resident, Family Affair, mostrou que mesmo que uma família se ame, ela tem suas dificuldades. Gostei das apresentações e do desenrolar dos fatos apresentados. O episódio foi bem dinâmico e não deixou a peteca cair.

Continua após publicidade

Dr. Parvesh, mesmo sendo um filho amoroso com seus pais, às vezes também os julga por seus próprios defeitos. Problemas e discussões acontecem, mas sua atitude ao honrar sua família e sua origem deixou claro o orgulho que o médico sente deles. Todos temos que nos dobrar um pouco para que as coisas deem certo, na relação familiar, não é diferente.

Já no pronto-socorro, um paciente nada convencional mostrou que ninguém foi feito para ser solitário e que as pessoas estão dispostas a pagar por companhia. Isso me fez pensar quantas pessoas estão diariamente acometidas pela depressão simplesmente não ter alguém com que dividir a vida. Um amigo, um parceiro ou parceira, alguém com quem conversar e se divertir. Dizem que a solidão é a maior causa de morte entre os idosos. Deve ser bem difícil ver que sua vida passou e você não tem ninguém para compartilhar suas vitórias. Claro que, as vezes, é ótimo estar sozinho, mas ninguém merece uma vida solitária. Não concordam?

Continua após publicidade

Nic com Conrad ficaram agarradinhos nesse episódio. Lutaram com unhas e dentes pela paciente que, no final, também havia tido problemas com a família. Achei interessante o cuidado que os os pais dela tiveram e as preocupações. Mas a pergunta que ficou foi: E se ela não fosse uma mulher rica? Será que o hospital a teria tratado da mesma maneira? Claro que não, né pessoal! Já ficou claro que estes médicos estão muito mais interessados no bolso do que na saúde. Aquele final com o dr. Bell dizendo que “esperaria um dia” para pedir dinheiro aos pais de Sara deixou claro que o interesse ali nunca foi o verdadeiro diagnóstico da moça. Não por parte dele, ao menos.

Os efeitos da série na vida real…

Espero realmente que as críticas de The Resident estejam afetando o departamento de saúde americano (onde a série é originalmente exibida). Pelo que pudemos perceber, casos de erros e de estrito interesse financeiro são recorrentes naquele país. A série vem recebendo várias críticas destas organizações, chegaram a dizer que ela era “um desserviço à comunidade”. Infelizmente, essa é a realidade da saúde de muitos países, inclusive do Brasil, e deve sim ser mostrada. Quem sabe mesmo que, por muito pouco, ela possa ajudar a mudar um pouco esse cenário?

PS: Não podia deixar de comentar a fala maravilhosa da Mina no evento de gala. Ela deixou o Bell de cara grande e deu um tapa de luva nos hipócritas que querem usar as pessoas por sua cor para parecerem inclusivos! #ArrasouMina

E vocês? O que estão achando desta série que ganha mais espaço e público a cada dia? Deixem sua opinião e curtam a promo do próximo episódio. Até semana que vem, povo!

Mãe de 3 princesas, de 2 anjos de 4 patas e esposa dum homão da porra! Mantenho a mente sã legendando e assistindo série. Sempre tento ver as coisas pelo lado bom e espero sempre o melhor dos outros. Brasileira, mineira e feliz, Uai!