Crítica: 21×14 de Law & Order: SVU foi um dos melhores da temporada

I Need Some Loving Too, Law & Order: SVU

Episódio de Law & Order: SVU contou com inteligência e tenacidade

Semana passada este que vos escreve não poupou críticas a preguiça do roteiro em sair da zona de conforto. Faltou a força costumeira de Law & Order: SVU, aquele impacto que faz o telespectador pesar por semanas a fio.

Porém, em I Need Some Loving Too, a série apresentou tudo aquilo que faltou no episódio anterior e com inteligência e tenacidade, o drama surpreendeu com uma narrativa perspicaz e capaz de prender o telespectador do início ao fim.

Ainda comentaremos os elementos que tornaram o 21×14 um dos melhores desta temporada, mas num momento que Hollywood se debate para criticar a retórica de Donald Trump de uma forma inteligente sem ser óbvia, I Need Some Loving Too é uma verdadeira aula de como atingir tal objetivo.

Continua após a publicidade

I Need Some Loving Too, Law & Order: SVU

Imagem: NBC/Divulgação

O episódio começa com uma cena que se repete no Brasil diariamente: assédio no transporte público. A polícia, e mais precisamente o departamento de vítimas especiais, contudo, já está de olho no suspeito. Para o alívio de três mulheres, o jovem é pego. O problema é que durante a abordagem, iniciai-se um tumulto por suspeita de brutalidade policial. Afinal, o acusado é negro. Logo descobre-se que ele está envolvido num esquema ainda pior, e mais sujo, no Departamento de Segurança Nacional. Isso porque, tal órgão federal é responsável, dentre outras coisas, de proteção de fronteiras, emissão de vistos e combate a terrorismo doméstico. Após investigação, descobre-se que há um predador sexual no comando numa das áreas do departamento.

Mesmo que o início do episódio pareça interessante do ponto de vista de discutir abordagem policial e tudo mais, logo entende-se que esse não é um episódio sobre isso. A proposta vai um pouquinho além: discutir os abusos, mandos e desmandos e abusos de poder presentes no controle migratório dos Estados Unidos. Algo que sempre aconteceu, seja com Clinton, Bush ou Obama, mas que piorou drasticamente na atual administração. Violações de direitos humanos das mais diversas, como crianças em jaulas, separação de famílias e bebês sendo ‘arguidos’ em tribunais de imigração. Mas qual melhor forma de tratar de um tema tão complexo e deplorável?

Por onde a gente começa?

I Need Some Loving Too, Law & Order: SVU

Imagem: NBC/Divulgação

Embora The Good Fight represente a melhor série anti-Trump do momento, são raros os exemplos de séries e/ou filmes que conseguiram criticar o presidente sem usar argumentos fáceis e/ou datados. Só nesta temporada, All RiseRoswell New MexicoParty of Five e tentas outras tentaram, mas sem muito sucesso ou repercussão. Law & Order: SVU é cirúrgica na sua crítica social. Abdica de clichês e situações corriqueiras para mostrar ao telespectador o quão prejudicial é o discurso anti-imigração do presidente. Permite-se que racistas vomitem seu preconceito sem medo de retribuição e que cometam as maiores atrocidades em nome de manter o país ‘limpo’ e de coibir a ‘desordem’.

O julgamento é outro espetáculo a parte. A direção é quem merece meus cumprimentos por construir sequências tão boas e carregadas de sentimento. Me vi completamente vidrado durante todo o julgamento, perplexo com os argumentos da defesa, mas ao mesmo tempo admirando o trabalho dos roteiristas pelas sacadas jurídicas. Destaque para o sempre ótimo Delaney Williams, que interpreta o seboso John Buchanan com maestria. Além disso, não posso deixar de citar o excelente Ari’el Stachel, que aqui vive o Sargento Hasim Khaldun. Espero, sinceramente, que ele se torne um membro do elenco regular o quanto antes.

Em suma, reforço que I Need Some Loving Too é excelente. Narrativa, proposta, mensagem, interpretações, direção e roteiro. Tudo funciona de uma forma espetacular. São raros os episódios que me deixam com tamanha euforia, mas este fez isso e muito mais.

Quem diria que depois de 21 temporadas, Law & Order: SVU ainda consiga me deixar assim.

Confira abaixo o vídeo promocional do próximo episódio. Além disso, continue acompanhando todas as novidades do mundo das séries aqui no Mix de Séries. Até a próxima!

Nota do Episódio 10
Crítica do décimo quarto episódio da vigésima primeira temporada de Law & Order SVU, intitulado I Need Some Loving Too. Episódio foi exibido nos Estados Unidos pelo canal NBC.
10
Avatar

Bernardo Vieira

Catarinense e estudante de direito. Escrevo sobre entretenimento desde 2010, mas comecei com política internacional depois da campanha americana de 2016. Adoro uma premiação e um debate político, mas sempre estou lendo ou assistindo algo interessante. Quer saber mais? Me pague um café e vamos conversar.

2 comments

Add yours
  1. Avatar
    Juliettelewis 24 fevereiro, 2020 at 07:50 Responder

    Essa Olivia Benson é uma traumatizada,porquê nasceu de um estupro,todo homem que fica com uma menor independente se o cara não a estuprou,só não perguntou se a moça queria e se depois ela se arrepende,e,vai falar com a Benson vira estupro.
    Por isso tomei raiva dessa vagabunda (Benson).
    O Willian Lewis deveria ter estuprado essa Vadia(Benson)foi o melhor personagem da série,Willian Lewis realmente humilhou a Benson e a estuprou psicologicamente,adorei ve-la sendo espancada e sendo destruída publicamente na audiência do Willian Lewis.
    Nas temporadas de 1 a 3 ela têm uma aparência e atitude antipática,tomei nojo dessa personagem e não assisto mais aa série por causa da Benson

Post a new comment