Crítica: 3×03 de Westworld questiona quem está em Charlotte Hale?

Critica Westworld 3x03

O mundo real ganha destaque em Westworld

Após um episódio dedicado exclusivamente a realidade em que Maeve estava vivendo, Westworld retornou para o mundo real. Em “The Absence of Field“, tivemos questões bem esclarecedoras sobre o que está acontecendo no mundo que Dolores pretende dominar, e como a história de Caleb irá se enquadrar dentro dos propósitos da robô. Além disso, compreendemos um pouco mais sobre o que Charlotte Hale (a robô) está pensando – ou o que a série quer que a gente pense – mas ainda estamos com a dúvida: afinal, quem está ali, dentro do corpo dela?

Infelizmente, a série voltou a seguir a dinâmica de focar em personagens e deixar outros de lado então, por hora, ficamos sem atualização do que está acontecendo com Maeve e Bernard.

Mesmo assim, deu para ter uma clara noção sobre como a trama irá se desenvolver. Querendo ou não já nos aproximamos da metade da temporada e as cartas precisam ser dadas.

Quem está em Charlotte Hale?

O episódio brincou bastante com essa possibilidade e fica até um pouco complicado comentar o enredo da personagem sem realmente saber quem está ali dentro. Após este terceiro episódio, uma teoria surgiu na internet de que ali está uma versão básica de Dolores, algo como se fosse a Dolores 1.0, enquanto a personagem interpretada por Evan Rachel Wood é de fato quem tocou a revolução no parque. “É como se ela estivesse tentando retomar o controle, como se estivesse tentando cortar a pele e me arrancar da cabeça“, disse Charlotte.

Continua após a publicidade

No entanto, em certa altura do episódio, percebemos que Charlotte tem uma determinada lembrança do que aconteceu no parque, o que nos leva a pensar que pode ser sim algum anfitrião que presenciou toda a revolução. Os mais óbvios? Teddy… Clementine… Mas desde quando Westworld se permitiu ser óbvia? Não sei, mas ainda espero surpresas em relação a este enredo.

De qualquer forma, a carência e fraqueza de Charlotte em algumas das cenas lembraram muito Teddy. Sem ressaltar os diálogos trocados como “ninguém me conhece como você” ou “você pertence a mim“, completados por uma cena das duas deitadas na cama.

Aprofundando a trama de Charlotte em Westworld

Esse episódio dedicado à Charlotte era realmente necessário. Não só pela personagem em si – embora a verdadeira tenha morrido na temporada passada, mas para fazer jus ao peso de Tessa Thompson na série. A evolução dela é destacável, a ponto dela agora dividir o protagonismo com Evan Rachel Wood e Thandie Newton.

O episódio nos apresentou a família da personagem e como era a relação dela com o filho. Mesmo quando Charlotte era Charlotte, ela negligenciava o filho. Ignorava a relação maternal que, de alguma forma, a robô tentou contornar. Talvez seja resultado da “humanização” dessas máquinas, mas Hale mostrou que está apta a assumir uma posição que a verdadeira personagem deveria ter tomado há tempos. Prova disso é quando ela se dá conta de que um pedófilo estava “brincando” com o seu filho no parque, trazendo um cachorro. Ela então o mata, a sangue frio, no meio do dia. Essa cena, inclusive, serviu para dar mais uma pista de quem possa estar no corpo de Charlotte. “Quanto mais eu aperto [seu pescoço], mais lembro. Lembro como é ser eu. Você não é o único predador aqui.”, diz ela.

A espiã

Tirando todo esse envolvimento familiar, Charlotte também teve uma grande cena no episódio que é quando ela se encontra com Serac – o magnata por trás da Incite, a principal concorrente da Delos e, consequentemente, do Westworld. Havia um espião dentro da empresa de James Delos, passando diversas informações para o criador do Roboão. E não é que era Charlotte? Tudo bem, já imaginávamos, mas a cena dela descobrindo que era ela mesmo a espiã que estava buscando… Palmas para Tessa Thompson.

Mas aqui, temos uma reviravolta, já que não se trata mais de Charlotte e sim de um anfitrião. Com Charlotte estando infiltrada na Incite, Dolores tem informações preciosas: que Serac a está caçando e que, além disso, Maeve está no mundo real.

Uma última nota: vimos neste episódio Charlotte sendo apresentada a uma espécie de robô (que parece um Megazord dos Power Rangers). Foi nos dada a informação de que existem 300 deles, e que eles são como robôs policiais. Certamente, eles deverão ser usados em algum momento chave, e deverão causar muitos estragos…

Dolores e Caleb

Neste episódio vimos o que aconteceu imediatamente após Caleb salvar Dolores. A cena na ambulância, completamente futurista, serviu para que um elo entre os personagens fosse criado. Mais tarde, quando já estava recuperada, Dolores foi quem salvou Caleb, e a partir dali esclareceu ao personagem o que estava acontecendo. Ela viu nele uma pessoa diferente. Ele não era qualquer ser humano. Ele era um homem revoltado com a humanidade e com as mazelas impostas pelo destino. É então que ela passa explicar para ele que Caleb, assim como Dolores, era um homem preso em um local pré-escrito, comandando e desenhado por outro homem. Ela está falando da forma como Roboão comanda o destino da humanidade e que, de certa forma, ela também vivenciou isso no Westworld.

Pronto. A amizade (ou romance) está selado. Mas essa explicação para Caleb foi proveitosa para o público também entender como a tecnologia da Incite funciona. Basicamente, se eles tiveram uma mínima informação do que aconteceu no seu passado, eles rapidamente traçam uma linha sobre o que a pessoa irá fazer. Caleb então percebe que ele não consegue arrumar emprego porque o sistema já o atribuiu como um perdedor que se matará em 12 anos.

Dolores, dessa forma, oferece a ele uma oportunidade de se juntar a rebelião contra a humanidade que o controla. “Você foi a primeira coisa real que aconteceu comigo há muito tempo”, diz Caleb. “Eu sou um homem morto de qualquer maneira. Pelo menos assim, eu posso decidir quem eu quero ser.“.

Que venha a guerra!!

E você, o que achou deste episódio de Westworld? Deixe nos comentários. Além disso, siga a TAG de Westworld e saiba de todas as novidades da série.

Semana que vem temos a volta de William, que você confere no vídeo promocional abaixo. Até lá!

 

Nota do Episódio9
Crítica do terceiro episódio da terceira temporada de Westworld, intitulado "The Absence of Field", exibido mundialmente pelo canal HBO.
9
Tags westworld
Anderson Narciso

Anderson Narciso

Mestre em História, criador de conteúdo, é o editor responsável e idealizador do Mix de Séries. Eterno órfão de Friends, One Tree Hill e ER, acompanha séries desde que se entende por gente. No Mix é editor de colunas e de notícias e resenha séries semanalmente.

Post a new comment