Crítica: 3×04 de Killing Eve entregou narrativa diferente e morte chocante

Narrativa diferenciada agitou episódio de Killing Eve

O episódio de Killing Eve trouxe uma narrativa diferente de tudo o que vimos até agora na série, e cada personagem ganhou seu POV (point of view/ponto de vista). Fazendo deste um ótimo episódio.

Niko

Começamos com Niko, que se mudou para Polônia e está tentando viver uma vida normal, deixando Eve para trás. Eu entendo o motivo dele ter abandonado tudo. É algo que todos os personagens querem fazer, mas que não tem coragem para fazer isso. Foi interessante ver um personagem seguindo um caminho de “felicidade”. 

Eve 

Após Villanelle invadir sua casa, Eve está dormindo no prédio do jornal. Eve não sabe se Villanelle ainda está na cidade e não quer se arriscar.

Eve acaba fazendo uma ligação com o método que Villanelle usou em um assassinato à um caso frio de quarenta anos atrás. Mais uma vez, assim, Eve mostrou que é a melhor no seu ramo de trabalho. Além disso, é o aniversário de Eve e Villanelle mandou um bolo em formato de ônibus para comemorar o aniversário dela e o reencontro das duas. O que acaba causando um pequeno ataque em Eve.

Continua após a publicidade

Vendo a situação, Paul decide ceder um quarto para Eve e temos um diálogo em que os dois contam tudo de ruim que já fizeram. A cena serviu para desenvolver a relação dos dois e mostrar como Eve está ou não está lidando com tudo o que ela fez desde que se envolveu com Villanelle e com Os Doze.

Por fim, Eve recebe uma mensagem de Niko e decide ir atrás dele para resolver as coisas de uma vez por todas.

Konstantin

Tivemos a primeira cena de Konstantin com a filha, onde vimos a relação entre os dois e ela até fala como que o pai trabalhar para os dois lados vai acabar matando ele.

Konstantin fala para a filha que tem um plano, reforçando minha teoria de que ele pegou o dinheiro da conta. Outra coisa que reforçou essa hipótese foi o encontro que ele teve com a esposa de Serguei, a quem pede para ela mandar as informações para ele e, logo depois, Villanelle matar a mulher. Isso garantiu que nenhuma informação vazasse.

Konstantin sempre jogou para se salvar, nunca para favorecer o MI6 ou Os Doze, mas até quando ele vai conseguir se safar com esse comportamento?

Villanelle

Descobrimos que antes de enviar o bolo para Eve, Villanelle tentou assar um bolo caseiro, por ser uma personagem excêntrica e isso é de se esperar. Dasha vem com a notícia de que os membros dos Doze querem marcar uma reunião com ela para conversar sobre o cargo de guardiã.

A parte mais interessante foi ver a reação de surpresa dela, mostrando como, de certa forma, Villanelle sabe que Os Doze não são uma organização que atende a pedidos de alguém tão problemático como ela.

Konstantin vai até Villanelle com a informação de que achou sua família, mas ela precisa matar a mulher de Serguei antes.

Isso leva a uma das melhores cenas do episódio, com Villanelle embarcando na brincadeira de pega pega de uma mulher recentemente viúva que procurava qualquer tipo de felicidade. Acontece que a psicopata acabou usando aquilo para matá-la. Tal fato mostra como Villanelle pode trocar de personalidade em um piscar de olhos e não pode ser de confiança.

Carolyn

Carolyn está tentando retomar o controle, primeiro pedindo o escritório de volta. Ela não precisa dele, mas o quer só para mostrar algum poder alí. Depois, tivemos Geraldine chorando para a mãe, implorando para ela falar dos seus sentimentos sobre a morte de Kenny, mas ela a silencia e diz que cada um lida com luto de maneira diferente.

Terminamos a montagem de Carolyn com ela gritando no travesseiro, uma maneira de lidar com tudo o que está acontecendo.

Carolyn está com um arco muito interessante na temporada, lidando com o luto e a raiva que ela sente e toda a situação de uma maneira pouco vista em outras séries. Espero que continue assim.

Dasha

Pela primeira vez na temporada, tivemos a perspectiva de Dasha e, na conversa com um membro dos Doze, percebemos que ela enxerga Villanelle apenas como uma maneira de voltar para Rússia. Por isso, não é possível deixar Villanelle falhar ou se distrair.

Ela até sugere matar Eve se isso for resolver o problema. De mãos atadas, Dasha vai até Polônia atrás de Niko e nós percebemos como os POV dos dois estão ligados. Dasha finge ser uma senhora e rouba o celular de Niko e revela que foi ela que enviou a mensagem para Eve, o que leva a ir até lá. Para afastar Eve de Villanelle, Dasha faz a coisa mais eficaz e mata Niko. Mesmo que Eve não acredite que fora Villanelle, Dasha espera que a morte de Niko assuste Eve de uma vez por todas.

Fiquei triste com a morte dele. Algo aconteceu nessa temporada e passei a me importar muito com o personagem. Essa é a segunda morte importante na temporada. Será que outra chegará antes da finale?

Casa

O episódio termina com Villanelle feliz chegando na cidade da sua família, enquanto Eve está despedaçada ao lado do marido morto. Não é a primeira vez que a série usa as duas personagens com extremos. Na segunda temporada tivemos Villanelle em uma situação horrível enquanto Eve crescia no trabalho. É algo que a série vem utilizando e que funciona muito bem.

Vocês acham que mais algum personagem vai morrer? Deixem nos comentários. Além disso, acompanhem a TAG de Killing Eve aqui no Mix de Séries para saber de todas as novidades.

Abaixo, o vídeo do promocional do próximo episódio de Killing Eve.

Nota do episódio8
Crítica do quarto episódio da terceira temporada de Killing Eve, exibido nos Estados Unidos pela BBC America e intitulado Still Got It.
8
Avatar

Leonardo Souza

Séries, animes e cartoons.

No comments

Add yours