Crítica: 4×06 de Riverdale expande para dúvidas

Já não sei mais definir o que é real e o que é imaginário em Riverdale

Venho falando há semanas quanto o plot da Cheryl em Riverdale está massante com essa ideia sobrenatural. Contudo, agora tudo pode ser parte do conto de Jughead e isso nos deixa a deriva de informações. A teoria da última semana abriu espaço para o tudo pode acontecer, inclusive nada. No geral a série se reinventa bem, consegue sedimentar seus plots sem muita informação que atrapalhe a desenvoltura dos personagens.

Continua após a publicidade

Por mais que falte uma lógica até o momento, a temporada segue como o guilty pleasure preferido de muitas pessoas. Não tem bem o que entender, basta acompanhar e se revoltar junto com a gente. Um belo exemplo disso, foi o suicídio de Mr. Chipping. Segundos antes dele pular da janela, acreditei que ele se revelaria um corrupto assim como grande parte do elenco daquela escola. Agora, pular da janela foi um pouco demais para mim, não via isso como uma solução viável nem nos meus pensamentos mais loucos.

De gênio e louco, todo mundo tem um pouco!

Loucura por loucura, temos Cheryl e seu dilema familiar. Não vou me estender aqui porque nem merece muitos comentários. Para falar de um bom dilema familiar, acho melhor irmos aos Lodge. A receita é perfeita para o drama. Primeiro, família com descendência latina que já conta pontos extras para a dramaturgia. Segundo, uma personagem que ora se mostra empoderada, ora se mostra submissa às vontades do marido. Se tem algo que infelizmente retrata tão bem a realidade quanto isso, eu nem sei mais.

Imagem: CW/Divulgação

Já que comentamos de Hiram, porque não falar daquele finalzinho de Archie que nos remete a uma boa suspeita. Vimos que a disputa com Dodger estava cada vez mais intensa e uma hora a corda ia arrebentar pra um dos dois lados. Foi só o ruivo correr para o auxílio do seu ex-sogro, que recusou a oferta de ajuda com classe, que o seu rival já aparece todo espancado à sua porta. Se foi Hiram o responsável por esse coro, não sabemos, mas que isso vai pesar sobre Archie podemos ter certeza.

Uma suspeita nada impactante em Riverdale

Para sedimentar os comentários da semana, vamos ao núcleo investigativo e psicopata da série. Betty está vivendo esse dilema pessoal há um bom tempo e sua intuição não costuma falhar, principalmente ao apontar um suspeito inusitado. Dessa vez, foi Charles o alvo na mira e, não muito surpreendente, ela estava certa. Seu relacionamento com Chic foi algo já um pouco premeditado, principalmente pal série estar retomando com o personagem para a série. Ainda tenho leves esperanças de que tudo seja um plano, como foi Alice na Fazenda, mas só iremos saber nos próximos meses…

A promo da próxima semana segue com cenas impactantes e os mesmos dilemas já esperados. Acho que já está na hora de dar uma evoluída nessas histórias, pois os personagens estão cada vez mais infiltrados em seus plots e pouco interativos com a história central – se é que ela existe até então…

Aguardo vocês na próxima semana com mais uma review e na luta por uma série mais coesa. Um grande abraço a todos e até lá!

Nota do Episódio7.5
Review do sexto episódio da quarta temporada de Riverdale, da CW, intitulado: "Chapter Sixty-Three: Hereditary'.
7.5
Tags Riverdale
Lucas Franco

Lucas Franco

Mineiro, Escorpiano, 20 Anos, Estudante de Medicina. Direto do Arkham Asylum para o Mix. Eterno fã de Chuck, E.R. e Friends (RIP). Por entre as madrugadas vive a dualidade dos estudos e das séries. No Mix, escreve as reviews de Quantico, The Good Doctor e Legends of Tomorrow.

No comments

Add yours