Critica: 5×09 e 5×10 de Murder nos entrega os episódios mais lentos da temporada

Elenco Gi

Murder voltou em ritmo mais lento e sem muita coisa que acrescente nos enredos

Vamos lá…finamente em How To Get Away With Murder tivemos a conversa entre Gabriel e Annalise, e ficamos por dentro de tudo que aconteceu na época sombria em que nossa advogada perdeu o baby. Só comprovando que Sam não era flor que se cheire desde sempre. Foi só perder o bebê que já foi correndo preencher o vazio e tentar conhecer seu outro filho.

Além disso, de presente, tivemos uma atuação daquelas de arrepiar de Viola Davis. Quando penso que ela não pode nos surpreender, vem uma dor palpável. Uma dependência daquele  homem que a gente não imaginava, não é mesmo?Gabriel pergunta mas não quer ouvir as respostas. Quer dizer, não gosta do que escuta. E meio que engole o que Annalise fala. Sabemos que não é bem assim que a banda toca.

Do outro lado, temos Bonnie e Nate tentando lidar com as consequências dos atos impensados, jogando tudo que aconteceu para Frank. Canto a bola que isso foi um erro faz é tempo. Os outros personagens passam despercebidos no episódio.

Entretanto, tivemos a revelação de quem era “the one” que Frank tanto ligava. Um regresso que a gente nunca ia imaginar. Quando vi Eve fiquei sem saber o que pensar, deu um nó na cabeça. A volta da temporada foi arrastada, dando respostas de forma calma. Só não sei por quanto tempo a gente vai aguentar essa massada.

Continua após a publicidade

Enrolação

Imagem: ABC/Divulgação

Finalmente, chegando em “Don’t Go Dark on Me”, vimos o motivo da volta de Eve, e tudo que envolvia aquela adoção misteriosa que a governadora usou para chantagear Annalise. Afinal, será que foi o karma que matou Sam? Não quis Wess quando Annalise tentou e levou sabemos o quê.

Aliás, Gabriel segue mexendo com quem não está nem aí pra ele e vai contar aos colegas quem é. O que eu achei desnecessário. Quer dizer… achei metade do episódio uma chatice só. Rodando e rodando sem dizer nada.

Já a sessão coração partido é por conta de Bonnie. Aí, minha gente, quem não chorou vendo Bon Bon recolhendo os recados de Miller? Meu Deus, que vontade de abraçar aquela coitada.

De outro lado, temos Nate mostrando um lado frio e calculista sem tamanho. Amarrando todas as suspeitas que possam cair sobre ele, montando o plano perfeito, mesmo que a gente saiba que alguma coisa vai dar muito errado. Já sabemos até o quê. A notícia caindo na boca dos KeatingsMeu senhor, que raiva eu tive da Michaela e da Laurel. Fiquem na de vocês, poxa. Eu estou exausta desse círculo deles descobrirem as coisas e colocarem tudo a perder.

A verdade

Por fim, quando eu já estava perdendo as esperanças vem Asher salvando o episódio e jogando a sementinha que a gente precisava pra descobrir a verdade. MILLER NÃO MANDOU MATAR NATHANIEL! E AGORA, NATE? ONDE ESTÁ SUA JUSTIÇA? EU NÃO ACEITO ISSO!

Ressalta-se que, quando alguma coisa é muito óbvia em Murder, tenha certeza que está errada. Fico me perguntando depois de todas as pontas amarradas e todos os rostos mostrados o que vai ser agora?

Enfim, o que a reta final nos reserva? A ligação entre Maddox e Miller? É fato que os sinais de cansaço na série estão grandes. Mas ainda dá pra nos mandar algo bom. Que essa ligação entre os dois dê pra gente ter uma raivinha do Miller. Assim a gente não passa o resto da temporada sofrendo mais que Bonnie.

P.S.: Teegan e o chefe donos da série! Amei os dois falando sobre Annalise.

P.S. 2: Shippo muito Annalise e Teegan!

P.S. 3: Keatings estão insuportáveis!

Renata Ribeiro

Renata Ribeiro

Publicitária, Alagoana e arretada!

No comments

Add yours