Crítica: 6×14 de How To Get Away With Murder teve volta de personagem e morte

Critica 6x14 How To Get Away With Murder

O que poderíamos esperar do penúltimo episódio de  How To Get Away With Murder?

Eu respondo pra vocês, julgamento, traição, surpresas e morte. Que o inicio do julgamento de Annalise em How To Get Away With Murder não seria fácil a gente já sabe. Mas foram tantas reviravoltas e traições que eu fiquei sem ar. Chegamos ao ponto de não saber o que vai acontecer no series finale. Tudo que construímos até aqui vem desmoronando e de forma nenhuma isso é uma critica.

Por dentro da cabeça de Annalise Keating

Primeiramente, quero dizer que amei estar um pouco dentro da cabeça de nossa advogada. Esse foi um dos grandes diferenciais do episódio, saber exatamente o que ela está pensando antes de agir. E entender mais do que nunca o quanto ela é humana e rancorosa igual a todos. Principalmente, diante de injustiças que ouviu. Era incrível ver que ela estava a dois passos de se descontrolar e acabar com todos, mas o quanto ela se recompunha quando saia dos próprios pensamentos.

Ter afastado Tegan da defesa do caso também foi um ponto a mais. Assim, tivemos o prazer de ver Annalise de volta aos tribunais. Ai, gente, eu amo as cenas dos tribunais! É inegável o quanto Annalise tem presença, garra e poder quando está defendendo alguém. Imagine defendendo a si mesma, mesmo que ela tenha certeza que está andando rumo à derrota. Desistir? Jamais! Afinal, ela é a Annalise fucking Keating!

Finalmente a traição dos Keating quase Five

Antes de mais nada, vamos falar um pouco de Michaela. Ver a aluna mentir no tribunal para se safar e condenar Annalise, mudando totalmente a narrativa do assassinato de Sam,  foi digno de um dos maiores ódios que já senti por ela. Dizer que Annalise transava com Wes foi a cereja do bolo. Mas, definitivamente, vê-la mentir olhando nos olhos de Connor que não fez um acordo melhor que o dele, foi digno de desprezo!  Que as atitudes de Michaela já não condizem com nada do que ela prega isso é fato velho. Mas chegar ao ponto de trair um amigo e cegar com tanta ambição é  ver a personagem se perder. Ela tem que comer muito arroz e feijão para chegar perto de Annalise. Ainda mais quando se trata de lealdade!

Continua após a publicidade

Pequena menção a Connor que não decepcionou em nada no quesito mentira e traição. Foi fiel a história que inventou com Michaela, não sabendo ele que estava levando chumbo grosso da amiga e do FBI.

A volta de Laurel

Assim como os outros Keatings, Laurel voltou com o intuito de mentir e condenar ainda mais Annalise. Como se já não bastasse tudo que ela e sua família fez com todo mundo. A linda sumiu e agora volta pra mentir. Ai, gente, por mim tinha nem voltado!

Annalise e Frank em uma jogada desesperada encontram Laurel e pedem para que ela fale a verdade. Em outras palavras, eu salvei seu filho e você me deve muita coisa. O que imediatamente pareceu não funcionar, mas depois sim. Laurel acabou fazendo o mínimo e negando as acusações pra cima de Annalise, inclusive o fato dela ter transado com Wes.

Salvando a pátria

Nate e seu complexo de salvador disfarçado de egoísmo e ódio. Para mim, a história de Nate já deu faz tempo. Espero que ao menos dessa vez ele esteja fazendo o certo. Com o propósito de ajudar Annalise, ele vai atrás de Jorge Castillo usando a morte de Xavier ao seu favor e pedindo para o pai de Laurel depor contra a governadora. Matando dois coelhos com uma cajadada só, tira a morte de Xavier dos seus ombros e dá o que Annalise quer. Uma confissão contra Birkhead. Se isso vai dar certo, não sabemos. Mas vamos concordar que ele pensou bem.

Imagem:ABC/Divulgação

Os efeitos colaterais da relação Sam + Hannah

Enquanto o episódio se desenrolava. Annalise corria de um lado para o outro tentando fechar um acordo com Hannah. Ela seria a testemunha chave para seu caso e para sua vitória. Desesperada, Annalise faz Bonnie fechar um acordo que Hannah iria depor a favor de Annalise contra a governadora. Mas Annalise assumiria que matou Sam e jamais contaria sobre o filho dos dois irmãos.

O que a gente não contava era que nesse meio tempo, num surto de ciúmes, ou sei lá o que, Bonnie revelaria para Frank a verdade sobre seus pais.  Chegamos ao final do episódio com a informação de que Hannah se suicidou. Aí fica o questionamento no ar, foi Frank? Foi a governadora Birkhead? O que a gente sabe é que nada é por acaso. Como isso vai implicar diretamente no caso de Annalise e quais as medidas drásticas que ela vai tomar para se safar de mais um assassinato?

Não sei como o series finale vai dar conta de resolver tanta coisa. E nem vou ter a ousadia de dar algum palpite no que Peter Noalk está preparando pra gente. Apertem os cintos, esse ícone de série está chegando ao fim!

Confira o vídeo promocional do último episódio abaixo, e deixem nos comentários: o que você espera do final de How To Get Away With Murder?

 

 

Nota do Episódio 9
Crítica do décimo quarto episódio da sexta temporada de How To Get Away With Murder, da ABC, intitulado " Annalise Keating is Dead".
9
Renata Ribeiro

Renata Ribeiro

Publicitária, Alagoana e arretada!

1 comment

Add yours
  1. Avatar
    Erik Christopher 14 maio, 2020 at 10:42 Responder

    Ótimo Review como sempre. Mas infelizmente acho que vai terminar de uma forma ruim. Tanta coisa pra resolver e ainda matam mais um? 43 minutos é muito pouco pra esses series finale. Eu nem tô criando expectativas, pq ao meu ver já tinha que ter acabado faz tempo. Já estou me preparando pro pior, vamos ver se vai conseguir me surpreender. Mas no mínimo deveria ter uns cinquenta minutos, uma hora, pra encerrar com calma né. A temporada em si está boa, mas acho que enrolaram demais e a consequência disso vai ficar pro final…
    Não acho que a Annalise vai morrer, mas se acontecer vou ficar surpreso com a coragem dos roteiristas. E quero ver quem que vai se dar bem e quem vai se ferrar…

Post a new comment