Crítica: 7×04 de The Flash introduz interessante trama central

Crítica The Flash 7x04

A saga Cruzada da Força tem início

The Flash, enfim, deu início a trama oficial de sua sétima temporada, mostrando já um pouco o que o herói irá enfrentar. Isso porque, quando Barry recuperou seus poderes através da nova Força de Aceleração, como visto no episódio anterior, ele desencadeou outras novas Forças.

Continua após as recomendações

Tais Forças foram, por enquanto, representadas por raios de outras cores. Nos quadrinhos, estas outras Forças partem em busca de um avatar que a represente, tal como o Flash representa a Força de Aceleração. Só que na série uma delas parece já ter encontrado seu conduíte: Força da Força.

Quão surpresa foi, tanto para os personagens no episódio quanto para os fãs, quando Fuerza deu as caras no episódio e já na pancadaria! Ainda não se sabe se a personagem em The Flash será a mesma dos quadrinhos, mas o visual ficou bem parecido, mesmo que os efeitos visuais não tenham sido dos melhores. A participação da representante da Força da Força foi rápida, mas já foi uma boa introdução a trama central da temporada.

Continua após a publicidade

Abra Kadabra está de volta

O vilão Abra Kadabra fez seu retorno à série ao vir do futuro com lembranças de suas versões extintas na Crise das Infinitas Terra. Apesar de não se conectar diretamente à nova trama, foi divertido vê-lo participar dentro deste que deveria ser a season première.

O personagem infelizmente foi morto por Fuerza, mas antes de causar a destruição de Central City, foi impedido por Barry. Os roteiristas usaram mais uma vez como recurso o fato de Barry ser o Paragon do Amor e o discurso motivacional para impedir o ataque de seu inimigo.

Apesar disso, até que dessa vez funcionou melhor do que o que vimos no episódio anterior com Eva. Mas precisam parar. The Flash não irá funcionar, se continuarem usando tal recurso toda vez que o protagonista for “encarar” um novo vilão. Não condiz com o super-herói velocista.

O problema com Íris West

O maior ponto fraco do episódio infelizmente foi mais uma vez Íris. Seu trauma por ter passado um tempo no Mundo dos Espelhos e seu grupo de ajuda soou excessivo e desinteressante para a personagem e para a trama. Os roteiristas precisam trazer de volta a força e audácia que a personagem teve no início da sexta temporada. Íris irá funcionar muito mais dentro de The Flash como uma grande jornalista e parceira de Barry.

Fato é que essa sétima temporada de The Flash tem a trama certa para um bom ano na série. Vai depender dos roteiristas separarem o que tem e o que não tem funcionado, assim como adicionar algo novo e interessante. Os quadrinhos atuais são uma boa fonte de inspiração, então a série tem tudo para resgatar o fator heroico e divertido que The Flash teve um dia. A ansiedade para descobrir o que está por vir na série é grande. Basta agora esperar os próximos episódios para se ter uma ideia.

Imagem: The CW/Divulgação

CURIOSIDADES:

– Nos quadrinhos, Alexa Antigone é conhecida como Fuerza. Como conduíte da Força da Força, ela viaja entre dimensões, controla gravidade, é invulnerável a diferentes danos e tem superforça. Ela se alia ao Flash para entender melhor suas conexões com a Força da Força e Velocidade, respectivamente.

– Referências Nerds:

  1. Chester pergunta se uma TARDIS está envolvida com Abra Kadabra (Doctor Who).
  2. Cisco e Chester comentam sobre as sequências de Star Wars.
  3. Cisco reclama de Chester o derrotar em Fortnite, o jogo de videogame.

E então, você gostou deste episódio de The Flash? Deixe nos comentários e, igualmente, continue acompanhando as novidades do Mix de Séries.

Nota do Episódio8
Review do quarto episódio da sétima temporada de The Flash, da The CW, intitulado "Central City Strong".
8
Tags The Flash