Crítica: 7×10 de Chicago PD traz reviravoltas e recuperação de Jay

Critica do episódio 7x10 de Chicago PD

Série tem desfecho de tramas e lança novas oportunidades

Feliz ano novo para os fãs da franquia Chicago, especialmente de Chicago PD. Retornamos para mais um ano de sofrência (ou será que não?), com os inéditos sendo exibidos novamente nos Estados Unidos pela NBC.

Confira o que rolou no episódio 7×10!

Com o desfecho de 2019, nós estávamos entre duas opções: Jay morre ou vive?

Respondendo de forma curta: ele vive! Poderia ser o presente de Natal dos fãs, se isso não fosse tão óbvio, pois caso ele fosse morrer, a saída do ator já teria sido noticiada de alguma maneira.

Continua após a publicidade

O fato é, que uma ponta vai ficar solta. A palavra de Voight tem força e, aparentemente, ele deu um jeito na Angela ao ameaça-la. Mas Jay contou a verdade para ela, e isso pode “explodir” a qualquer momento. Jay precisava de “Piedade” (nome do episódio) e ele até estava tentando se redimir com a família, porém Angela não teve pena nenhuma.

Nota-se que Jay é bastante querido pelo time, sempre lutando pelo que é certo, dentro da lei. Upton não saiu do lado dele e, em seus momentos de reflexão no hospital (ela teve muito tempo), conseguiu enxergar o que nós já vimos faz tempo: ela ama o Jay Boy Scout. Ruzek era apenas um passatempo na época. Bem, Upton quase contou a ele seus sentimentos, mas foi salva pela ligação do filho de Angela, Billy, e já estabeleceu uma barreira. “Deixe eles de lado, eles quase mataram você!”. Ainda bem que ele é forte, resistente, ex-combatente e permanece conosco, não que eu seja fã.

Mas será que o casal vai ficar junto em breve? Teremos de esperar!

E fora da novela Jay

Falando em Ruzek, ele anda com preocupações em dobro. Kim decidiu ter o filho, e falou assim na lata para ele. E durante a operação da investigação em andamento, ele estava em cólicas super preocupado com a segurança dela e do baby. Eu achei fofo. Só não será fofa a cara do Voight quando receber as novidades, ou quem sabe ele anima e vira um padrinho? Acredito que esse será um grande plot da temporada, envolvendo Kim e sua gravidez.

E para que o retorno não fosse só hospital e espera, Jordan – o irmão de Kevin – voltou já metido em encrenca das pesadas. O personagem esteve envolvido no principal caso do episódio, que mostrou a venda de armas do exército nas ruas de Chicago. O rapaz voltou de surpresa, não avisou o irmão, foi atrás de uma namorada, que é metida com gangue, e o tal do Trey que vendia as armas. Aí já disse tudo, não é mesmo? Jordan acabou sendo visto com arma, deixando a cena do crime, e fez isso para proteger a mulher.

Existe limite para lealdade?

Esse é o tipo de lealdade destrutiva que Chicago PD não cansa de mostrar. Já matou alguns, prendeu outros, e eles ainda mostram essa lealdade cega. Seja pela família, ou pelo amor… Existe um limite que PD não conhece. Isso ocorre na vida real? Sim, as pessoas são movidas muito mais pelas emoções que pela razão. Só por isso eu aceito que eles mostrem isso. Mas algumas vezes já começa a dar raiva das decisões das pessoas. Mesmo que sejam personagens fictícios.

Jordan sumiu novamente e Angela está solta com o segredo. Portanto, duas bombas prontas para estourar no colo de Voight. Seguimos a temporada para ver onde isso tudo nos leva em 2020.

Confira abaixo o vídeo promocional do próximo episódio, com o retorno de Jay na Inteligência.

E vocês, o que acharam do episódio de retorno de Chicago PD? Todavia,

 

Nota do Episódio8.5
Review do décimo episódio da sétima temporada de Chicago PD, intitulado "Mercy". Episódio foi exibido pela NBC nos Estados Unidos.
8.5
Tags Chicago PD
Caroline Marques

Caroline Marques

Engenheira de Alimentos, mestre em química de alimentos, um tanto quanto viciada em séries, filmes e livros. Fã de Hannibal, Dexter, Grey's Anatomy, Demolidor, Sherlock e Stranger Things. Reviewer de Chicago PD.

No comments

Add yours