Crítica: 7×13 de The Flash faz bom uso de personagens secundários

Critica The Flash 7x13

The Flash ainda não apresentou a trama central dessa segunda parte da sétima temporada, mas entregou um episódio filler divertido e interessante.

Continua após publicidade

Com a saída de Cisco, Chester mais uma vez deu um passo à frente em meio ao grupo. O personagem que vem ganhando destaque aos poucos nos últimos anos, ganhou um posto de responsabilidade na equipe. Brandon McKnight mostrou ser uma boa adição a série, tem o alívio cômico necessário, apesar de em poucos momentos ultrapassar esse limite, mas nada que estrague o personagem.

Continua após a publicidade

A vez de Cecile Horton

No entanto, o grande destaque deste episódio foi de Cecile. Danielle Nicolet, que participa da série desde a terceira temporada, se tornando parte do elenco fixo de The Flash desde a quinta temporada, raramente tem algum papel importante nos episódios.

Continua após publicidade

Fora quando seus poderes são de grande auxílio frente a algum vilão da semana ou da temporada.

Mas um episódio inteiro em torno da história da personagem são ainda mais raros. Por isso foi muito interessante descobrir um pouco mais de seu passado, assim como ver seus poderes sendo usados pela máscara do Pirata Psíquico. Vilão este, que não dá as caras desde sua introdução no crossover Elseworlds.

Continua após publicidade

A Íris que todos gostariam

Íris é outra personagem que enfim teve uma boa abordagem dentro da história nesta temporada. Como não tinha há tempos. Isso porque conseguiram trazer leveza e humor para ela. Foi visível a melhoria tanto para a personagem quanto a atriz, ficou estampado em seu rosto.

Seja nos momentos cômicos ao ser flagrada com Barry nos arquivos, ou mesmo tendo que enfrentar Cecile possuída pela máscara. São de momentos e participações como esta que provam que a personagem merecia uma melhor abordagem dentro de The Flash como um dia já teve.

Continua após a publicidade
O MIX DE SÉRIES atingiu 10 milhões de visitas mensais e vamos ensinar tudo que aprendemos nessa caminhada! Aumente o tráfego do seu site com técnicas avançadas de SEO.
Faça seu pré-cadastro aqui!

Apesar de The Flash contar com um extenso elenco, é sempre bom quando conseguem aproveitar seus personagens em histórias mais profundas e interessantes. Só poderiam conseguir fazer isso mais vezes ao invés de deixá-los de lado como frequentemente acontece. Portanto, “Masquerade” pode servir de exemplo para futuros episódios fillers, ou mesmo episódios centrais. Ou esse grande número de membros para um elenco se torna dispensável.

Imagem: The CW/Divulgação

Curiosidades:

– Nos quadrinhos, o Pirata Psíquico é um vilão que usa a Máscara Medusa para manipular as emoções dos outros. Teve um papel importante durante a Crise nas Infinitas Terras onde consegue parte dos poderes do Anti-Monitor. O vilão apareceu no Arrowverso durante o crossover “Elseworlds”, em 2018, e era para ter aparecido em “Crise”, em 2019, mas os roteiristas o cortaram por falta de espaço na história.

E então, o que você achou do episódio? Deixe nos comentários e, igualmente, continue acompanhando as novidades do Mix de Séries.

REVER GERAL
Nota do Episódio