Crítica: 7×16 de The 100 encerra a história da série dividindo opiniões

Critica The 100 7x16

Depois de muitos altos e baixos dessa sétima temporada, The 100 chegou ao fim

Nesta quarta, 30, foi ao ar o último episódio de The 100 nos Estados Unidos, pela CW. A série, que estava há sete anos na ativa, se encerrou com a cara dessa temporada: confusa e não agradando muitos.

Como esperado, foi um episódio bastante corrido para que tudo se encaixasse e finalizasse. E isso acabou acarretando alguns erros, falta de explicações e soluções aparecidas praticamente do nada. Assim, como a temporada inteira, esse episódio final viveu de momentos bons, ruins e alguns desnecessários. “The Last War” não foi excepcional, mas dado todo o desenrolar da temporada foi coerente.

Não se esqueçam que essa resenha contém spoilers!

E no fim não era uma guerra!

Isso mesmo, Jordan estava de fato certo! Não era uma guerra e, sim, um teste. Teste do qual, em um primeiro momento, a humanidade não passou, Clarke acabou falhando. Contudo, Raven e Octávia salvam a pátria e a humanidade consegue passar e, enfim, transcender.

Continua após a publicidade

Sim, eles transcenderam. Algo um tanto incoerente para uma série de ficção cientifica, Bellamy Blake também estava certo. A transcendência era real! O mais curioso é que o personagem em si não transcendeu, pois apenas os vivos poderiam conquistar esse local no “céu”, sem dor e sem sofrimento.

Com sua falha, Clarke não transcende e ela então vê todos se transformarem em seres de luz a deixando sozinha.

O que de fato é essa Transcendência?

Bom, a série não explicou isso de maneira cientifica. Foi basicamente se você for bom e se arrepender de tudo, parar de lutar uns contra os outros, você então vai para o “céu”. Se quiser, porque vimos mais para frente que transcender é uma escolha.

A pedra da anomalia não só faz as pessoas viajarem entre planetas, mas pelo visto entre planos existenciais. Mas isso também não foi explicado. Como também ninguém sabe quem foi que criou essas pedras, se tem alguém por trás disso ou é apenas essa luz misteriosa mesmo…

No final, todos, exceto Clarke, acabaram transcendendo. Não só o povo de Bardo, como todo mundo que estava nos outros planetas. Até mesmo Murphy e Emori que estavam dividindo um corpo, pois a Emori “morreu” no começo do episódio.

Não teve um desfecho?

Ressaltando aqui que “o ser de luz”, que aparece para aplicar o teste, assume a forma da pessoa que foi mais importante na vida daquele que está o enxergando. Para Cadogan, foi sua filha, para Raven a Abby e para Clarke, foi a Lexa.

Muito bem, explicado isso podemos ir para o final. Nas cenas finais dá a entender que a Clarke vai ficar sozinha no universo, porém “Lexa” (que é apenas o ser de luz tomando sua forma) aparece para Clarke já na Terra e explica porque ela não transcendeu. Entretanto, seus amigos escolheram voltar por ela. Exceto a Madi, pelo motivo de que ela não possuía mais corpo, já que ele “morreu” no episódio passado.

Clarke então encontra seus amigos e a cena finaliza com um pequeno detalhe. A própria Clarke está desenhando na Arca, lá no primeiro episódio da temporada, nos fazendo pensar: foi tudo imaginação ou é apenas ele dizendo que no fim ela acabou encontrando a paz na Terra como sonhava?

The 100 final spoilers

Imagem: Divulgação.

Foi um final digno de The 100?

Quero deixar claro que a partir de agora, é meramente uma opinião de fã, como todos os outros fãs.

Acredito que pela temporada toda ter sido problemática, cheia de erros, com muitas coisas desnecessárias e uma promessa de algo surpreendente o último episódio foi, sim, aceitável. Ainda levando em consideração que tinham apenas quarenta e cinto minutos para encerrar tudo, foi um final aceitável por conta da temporada em si.

Agora, vendo em um contexto geral da série, foi não só um final, mas uma temporada muito a quem das outras. Transcender foi algo completamente inverso do que The 100 sempre mostrou nas outras temporadas, que não existiam “good guys”, boas pessoas; que não existia um céu ou um inferno. Acredito que se eles tivessem explicado cientificamente a transcendência iria ficar muito mais claro.

Contudo, tem algumas pessoas que acreditam que faz o total sentido, pois todas às vezes que algum deles “pessoal do espaço” morria, eles recitavam aquele poema sobre se encontrarem novamente em uma nova vida. Será que na verdade, a Arca tinha algum tipo de crença ou tecnologia que os fizessem acreditar nisso? Ou foi apenas algo bonitinho para se dizer na morte de alguém?

Bom, infelizmente, nós nunca teremos respostas, pois The 100 acabou em seu centésimo episódio e não tem chances de ter uma outra temporada. E você, gostou do final? Deixe seus comentários aqui no Mix de Séries.

  • Além disso, siga nossas Redes Sociais (InstagramTwitter, Facebook).
  • Baixe também nosso App Mix de Séries para Android no Google Play (Download aqui) e fique por dentro de todas as matérias do nosso site.
Nota do episódio7.5
Crítica do décimo sexto episódio da sétima temporada de The 100, da CW, intitulado, "The Last War".
7.5
Tags The 100

1 comment

Add yours
  1. Avatar
    Alessandra 6 outubro, 2020 at 23:10 Responder

    Ou era realmente a última guerra e a raça humana pereceu ao encontrar alienígenas com tecnologia mais avançada.
    A raça humana foi extinta. Os últimos humanos foram agregados a uma “consciência” ou esterilizados. O final é sombrio e a maior parte dos fãs não percebeu.
    Clarke foi reprovada no exato momento em que contestou estes seres juizes. Que estavam dissimando raças por não passarem em um teste. Ela não foi reprovada por não ser boa o suficiente para transcender mas sim por representar um perigo.

Post a new comment