Crítica: Carga dramática invade episódio 3×14 de This is Us

A bruxa está solta em This is Us

Faltando apenas quatro episódios para o fim da temporada, This is Us começa apostar alto em desentendimentos, dramas e vícios. Misturando esses três ingredientes, boa coisa não sairia…

Porém, são essas coisas que movimentam a história e faz o público ficar vidrado em frente a telinha, torcendo para que tudo volte a ser como era antes. Convenhamos que tudo isso é essencial para os episódios finais.

Mas vamos ao que realmente interessa, os pontos altos desse episódio!

Recordações para a vida toda!

Sempre achei interessante a ideia de Jack ter uma filmadora e sair registrando qualquer momento de sua família. Posso compactuar com essa ideia por ter um pensando de que fotos e filmagens são lembranças para além do tempo.

Já se questionaram que por uma filmagem teremos a voz eternizada de uma pessoa que gostamos? Pois, dizem, que com o tempo, mesmo gostando da pessoa, a tendência é irmos esquecendo da voz, do cheiro… Então a filmagem é um meio para preservarmos algumas coisas.

Nesse episódio, vimos o quão importante essas filmagens foram! Rebecca e Kate foram duas que se recorreram a essas filmagens em momentos difíceis.

Bola fora…

O que aconteceu com Randall nesse episódio? Alguém poderia colocá-lo sentado em um sofá para ele assistir o episódio passado e ver o quão feliz Beth estava?!

Um personagem com pensamento sempre a frente do seu tempo que acabou voltando várias casinhas nesse episódio, ao questionar que Beth deveria abandonar seu novo trabalho para cuidar das meninas. Perdeu vários pontinhos comigo, eis aqui os motivos: Beth trabalhou duro na companha por um momento. Esse era o sonho de Beth desde criança. Já não bastou ser barrada pela mãe, agora será barrada por macho?

Sem dúvidas, o relacionamento deles começa a desandar por aqui…

Porém, se nos próximos episódios ele continuar com essa postura sem noção, mais que certo Beth ter escolhido fazer o que gosta e não ficar a mercê de homem algum! Século XXI, , pessoal!

Raízes do passado

Não podia deixar de destacar nessa review a conversa marcante entre Deja e Randall. Aparentemente a menina não quer ser lembrada pelo seu passado igual ao pai. Entendo o lado de Deja em não querer receber méritos por “vitimismo”.

Porém, em nenhum momento ela foi destaque se passando por vítima, mas, sim, por mérito próprio. Sendo assim, compreendo o que Randall faz. Aliás, o passado faz parte do que somos hoje. É a nossa história nua e crua!

Um monstro chamado vício!

This is Us sempre acerta nos temas relevantes tratados. O vício está em pauta desde o começo, sendo representado por Jack e depois por Kevin.

Talvez a abordagem soe um tanto “saturada”, mas estranho seria Kevin não ter mais nenhuma recaída, ainda mais passando por tudo aquilo envolvendo o irmão de seu falecido pai.

Resta sabermos como será o fio condutor dessa vez. Zoe estará disponível para ajudar o amado? Kevin continuará tendo recaídas? Um personagem azarado que sempre, ao encontrar a felicidade, acaba se afundando em alguma coisa.

Para finalizar…

Enfim, se não bastasse todas as coisas ruins já apontadas, temos a cereja do bolo: Kate corre sério risco de perder seu bebê!

Por que isso, This is Us?! Ficaremos aqui agonizados, torcendo para que nada de ruim aconteça. Aliás, acompanhamos todo o processo árduo que Kate e Toby passaram para que tudo isso fosse possível.

PS.: Namorem alguém igual ao Toby… Ele move céus e terras para ver Kate sentir-se especial!

Com o coração na mão, até a próxima!

Tags This Is Us

Share this post

Rodrigo Chechi

Rodrigo Chechi

Pedagogo formado pela Unesp e Pós-Graduado em Tecnologia Educacional. Apreciador de café, séries, filmes, livros e músicas. Um coração igual de mãe, sempre cabe mais uma série! rs No Mix escreve as reviews de This is Us, Pretty Little Liars (RIP), Orphan Black (RIP).