Crítica: Epidemia rouba os holofotes do episódio 2×12 de The Resident

The Resident trouxe nesta semana um episódio sem igual. Diferente da maioria de formatos apresentados em séries médicas, o rotineiro episódio sobre “epidemia” chegou a The Resident de forma atraente e interessante.

Continua após as recomendações

Em “Fear Finds a Way”, o hospital fica no centro de uma possível epidemia de gripe ainda desconhecida, quando pacientes começam a apresentar os mesmos sintomas graves. Então, começa uma corrida contra o tempo para que eles fossem salvos.

Isolamento

Tudo no episódio funcionou muito bem. As conexões dos pacientes com os médicos, ou no caso da guarda da prisão com Nic. O diagnóstico, a busca por respostas e o isolamento dos pacientes. Eles estavam pisando em campos desconhecidos e tudo precisava ser tratado com cautela.

Continua após a publicidade

Inclusive, foi necessária a ajuda de Alec, que tinha especialidade em doenças infecciosas. Claro, a situação serviu para que ele se aproximasse ainda mais de Nic, mas comentaremos disso mais pra frente.

Dentro desses momentos no isolamento, destaco a forma como Nic agiu por impulso. Claro, ela estava pensando no bem estar do paciente. Mas me pergunto se ela teria a mesma rapidez se fosse algum paciente sem qualquer conexão com ela. Achei a cautela de Conrad extremamente necessária e ética, e esse cenário mostra que Nic não é uma pessoa tão fácil de lidar. Prova disso é que ela ainda ficou furiosa com a reação de Conrad. Sério?

Problemas no paraíso

Já que citamos os pombinhos, parece que a relação dos dois acaba de ficar estremecida. Já havia cantado a pedra na semana passada, mas isso aconteceu mais rápido do que eu imaginei. Conrad chamou Nic para morar com ele, a ponto dele querer comprar uma casa linda para os dois. Conrad estava com os dois pés no relacionamento, e Nic aparentemente não.

Assim, ela ficou receosa de aceitar o convite do rapaz. Ele entendeu, eu penso. Tanto que ele resolveu desistir da casa, deixando claro que quando ela quisesse ele procuraria uma nova. Porém, essa atitude de Conrad também irritou Nic. Qual é a da enfermeira então? Tudo precisa ser, exatamente, feito do seu jeito? Como e quando ela quiser? Tudo bem que ela tem motivos para ficar desconfiada de Conrad. Mas não acho nem um pouco justificável essa atitude dela.

No final das contas, eles acabaram se estremecendo, e Conrad já havia notado que ela não estava de cabeça no relacionamento. Tudo o que o médico pediu foi a verdade da namorada e ela mandou na lata. “Não acho que gosto de nenhuma das suas versões agora”. Ouch, essa doeu. O resultado disso tudo? É que ela vai cair nos braços de Alec, que visivelmente está desenvolvendo sentimentos por ela. Logo agora que tudo tava dando certo para Nic e Conrad. Por favor roteiristas, voltem com nosso casal fav”.

QuoVadis – um pé no sapato do Chastain

Parece que a QuoVadis se tornou mesmo um pé no sapato de muita gente no Chastain Park. Primeiro, em relação ao Dr. Austin, achei incrível Mina lutando por ele. Claro, ela estava lutando pelo lado profissional dele, mas vimos que há uma relação recíproca entre eles. Ela viu que ele não tinha culpa no cartório, e ficar palestrando em faculdades não era a sua missão.

Além disso, ela ajudou o médico a desmascarar seu tutor, que havia lhe convencido de seu “erro”. Seu mestre, na verdade, era mais um beneficiado pela QuoVadis, que começa a se tornar um câncer os personagens de The Resident.  Mas ainda bem que AJ descobriu isso e voltará, mais arrogante – e brilhante – como nunca, para o hospital.

Já o Dr. Bell está vendo que se meteu em uma enrascada. Enquanto ele estava infernizado Nic e Conrad sobre os gastos do tratamento dos pacientes endêmicos, ele tinha outros problemas maiores. Ele começou a entender os riscos que a QuoVadis pode trazer e começou a cavar sobre seus antigos parceiros. Sua intenção era conversar com essas pessoas para ver o nível que essa empresa podia descer, digamos assim. Acontece que o SEO do hospital que trabalhava com a QuoVadis, antes do Chastain, “se matou”. Que coincidência, em? Ao que tudo indica, assim como Julian, tivemos outras vítimas da empresa. Será que Bell está na mira? Pelo menos foi essa a cara que ele fez ao final do episódio.

Caminhos a seguir

O episódio terminou com um terreno bastante preparado para boas histórias. Após conseguirem tratar dos pacientes, Nic e Conrad tiveram a relação balançada. A enfermeira poderá ter algo com Caleb, e honestamente estou receoso por isso. Além disso, o cerco está se fechando – mais uma vez – para Bell. Seria hora dele passar para o “lado bom da força” antes que ele se queime de vez?

Enfim, mais um grande capítulo de uma temporada que está fazendo jus à The Resident. Manda mais episódios assim, por favor!

 

Anderson Narciso

Anderson Narciso

Criador, editor e redator do site Mix de Séries, é apaixonado por séries desde sempre. Fã incondicional de One Tree Hill, ER, Friends, e não perde um episódio da Franquia Chicago.

No comments

Add yours