Crítica: Episódio 1×06 de 9-1-1 vai do bizarro ao clichê pelo amor

Imagem: Fox/Divulgação

Continua após a publicidade

Dia dos Namorados Macabro encontra Mensagem Pra Você.

Quando tive a oportunidade de ver a promo deste episódio na semana anterior, tive certeza de que o tom do roteiro seria essencial. O porquê? Heartbreaker é um daqueles episódios que podem dar super certo ou muito errado. A boa notícia é que o resultado final desviou dos extremos e acertou no lugar comum, onde a história ora flertou com o bizarro ora com o clichê para agradar desde o telespectador mais conservador até o mais liberal.

Imagem: Fox/Divulgação

Sinceramente? Nunca me encaixei sob nenhum rótulo, muito menos quando o assunto é assistir televisão. Todavia, já que a proposta era “Dia dos Namorados” e não há como fugir disso, a ideia de uma versão light de Dia dos Namorado Macabro pareceu muito mais interessante daquela do casal que teria uma noite perfeita arruinada por um pedaço de pão.

A necessidade de atacar em várias frentes, que tanto consagrou quanto mostrou os problemas de Ryan Murphy, foi o que prejudicou todo o desenvolvimento de Heartbreaker. Não há porque ignorar o amor num episódio temático de amor. Entendo perfeitamente. O problema é que a proposta sai completamente do esquadro quando o episódio começa com um acidente de avião e termina com um quase-banho de sangue.

Algo soa familiar.

Os problemas apresentados aqui me lembraram exatamente o porquê Scream Queens não deu certo. Ideias muito boas que, em razão de uma enorme falta de organização e concentração, não deram certo. Há um dito pontual na política americana que diz que quando determinado candidato possui argumentos fracos contra seu oponente, ele joga tudo na parede para ver o que cola. Infelizmente, exatamente o que acontece aqui.

Assim como na semana passada, o grande momento aqui era o encontro entre Buck e Abby. Para minha surpresa, o momento romântico foi ignorado por boa parte do episódio. Veríamos os dois apenas na metade, o que me deixou extremamente frustrado por razões óbvia. É um charme que o roteiro fez? Sem dúvida alguma. É bom argumentativamente? Com certeza não, principalmente colocando em perspectiva que o casal é a principal força de 9-1-1.

Outra coisa que me deixa extremamente nervoso é quando desafiam nossa inteligência. É sério que os produtores querem que a gente acredite que Chimney, pouco após ter sua cabeça furada no meio, está ótimo e pronto para trabalhar? Por favor. E o irmão de Abby, sumiu? Assim como o plano de internar a matriarca numa casa de repouso?

Pela gravidade dessas falhas e desses esquecimentos no meio da primeira temporada, fico preocupado com o futuro.

Tags 9-1-1
Avatar

Bernardo Vieira

Catarinense e estudante de direito. Escrevo sobre entretenimento desde 2010, mas comecei com política internacional depois da campanha americana de 2016. Adoro uma premiação e um debate político, mas sempre estou lendo ou assistindo algo interessante. Quer saber mais? Me pague um café e vamos conversar.

No comments

Add yours