Crítica: Episódio 7×12 de Chicago PD sugere substituta de Voight

Crítica: Episódio 7x12 de Chicago PD sugere substituta de Voight

Upton demonstrou extrema determinação

Gosto muito de pensar que quando Chicago PD terminar, pois um dia irá, uma pessoa substituirá Voight e nos dará a sensação de continuidade. E que essa pessoa tenha montado um legado. Só que para substituir Voight é preciso ser um policial que ultrapasse alguns limites. Nesse episódios encontramos essa pessoa: Upton!

Continua após publicidade

Com zero drama sobre o baby Burzek, entramos em um ótimo episódio de Chicago PD sobre corrupção policial. Achei super importante eles mostrarem essas ações, onde nem sempre o juramento de servir e proteger é levado a sério. Tyler, Gibbs e Packer, 3 policiais, de diferentes escalões, estavam vendendo drogas que seriam queimadas. Jay notou que uma droga marcada por ele estava circulando. Já Hailey notou durante uma abordagem que era um policial envolvido e começou a história.

Continua após a publicidade

Além disso, com um desenrolar rápido, Darius Walker também mostrou envolvimento. Ele comprava as drogas dos policiais há muito tempo. Agora, me pergunto: Por que ele não os denunciou antes? Aqui é sacramentada a falta de vergonha na cara de Walker, ele não era um traficante informante da polícia. Só trabalhava por interesse próprio, para o seu poder supremo. E eu realmente fico me perguntando, como os policias de Chicago não se conhecem. Eles caem em armadilhas de outros policiais muito facilmente.

Continua após publicidade

O fim trágico de Darius Walker

Upton tinha aquele assunto mal resolvido com Walker, e nesse episódio tivemos sua maior transformação. Vocês lembram que essa mulher era a maior militante da ética quando entrou? Então, depois que Walker conseguiu matar seu informante, Upton pegou raiva dele, e nessa situação ela viu a oportunidade. Quando Darius se vê ameaçado ele ataca. Com seu nome na boca da polícia, ele mandou matar os três policiais das drogas. Enfim, acabou com o caso de Voight, total, mas deu justificativa para Hailey.

E ela não poupou carão! Mandou logo para Voight que ela estava trabalhando naquilo de modo desconfortável e que AQUILO NÃO ERA UMA DEMOCRACIA! Traduzindo, se dependesse apenas dela, Walker já estaria caminhando no inferno há tempos. Ela fez o que Voight faria naquela situação, se não fosse o informante dele. E ela jogou na cara de Voight, QUE ELA APRENDEU COM O MELHOR! Assim, Voight ficou dividido entre orgulho e preocupação.

Continua após publicidade

Nota-se que Hank Voight já é velho nesse jogo. Como ele mesmo disse, teve que desligar sentimentos para fazer o que ele faz bem. E ele tem medo que ela faça isso também. Mas pelo que notamos ela já está fazendo. A cara dela olhando Darius morto, sabendo que foi consequência do seu trabalho… Ela foi nos inimigos, falar que Walker era responsável pela chacina. Eles se vingaram, acabaram com o rei do pedaço.

Futuro promissor?

Depois de tudo isso, sinceramente, eu acho que de todos do time de Chicago PD, só ela pode assumir com propriedade o lugar de Voight no futuro. Se ela fizesse teste de aptidão profissional hoje, daria Hank Voight. Upton consegue fazer acontecer o que ela quer. E como ela mesmo disse, “Se alguém ruim morreu em decorrência do seu trabalho, ok”. Ela só deve cuidar de Jay, ele irá policiar seus passos.

Continua após a publicidade
O MIX DE SÉRIES atingiu 10 milhões de visitas mensais e vamos ensinar tudo que aprendemos nessa caminhada! Aumente o tráfego do seu site com técnicas avançadas de SEO.
Faça seu pré-cadastro aqui!

Ademais, nada mantém Voight acordado a noite, pois na cabeça dele, ele realiza seu trabalho, e tira das ruas os piores, de uma forma ou de outra. Acredito que Upton dormirá melhor sem Walker por aí.


Enfim, se eu amei? Sim! E vocês, o que acharam do episódio? Deixem nos comentários e continuam acompanhando as notícias de Chicago PD aqui no Mix de Séries. Até o próximo episódio!

Todavia, palavras. Além disso, brancas são necessárias.

nbc