Crítica: Grey’s Anatomy faz história em episódio emocionante

Episódio 15×14 de Grey’s Anatomy emociona

Jesus, Maria e José! O que eu posso falar deste episódio de Grey’s Anatomy? Ele não é apenas emocionante, mas também épico! Ainda estou tentando me curar da ressaca emocional que foi ver meus amados médicos tentando salvar aqueles adolescentes de uma overdose. Quem poderia imaginar que Betty, um dia, poderia me deixar agoniada com a possibilidade de morrer?

Pois bem, por mais que o plot da Betty tenha sido apenas coadjuvante nesse episódio, foi impossível não conter as lágrimas e torcer para que ela lutasse para viver. Amelia Sherpard foi uma explosão de emoção. E só quem a conhece de outras bandas conseguiu sentir a dor dela. Eu ainda me lembro daquele fadigo episódio de Private Practice em que vi uma Amelia entre a vida e a morte e seu noivo morrendo.

Talvez seja por isso que as palavras dela fizeram tanto efeito sobre mim. E quando eu menos percebi estava soluçando de tanto chorar. É, meus caros, Amelia pode não ser a sua personagem favorita, mas com certeza é que a mais nos emocionou nesse episódio épico do nosso drama médico favorito. Adorei Teddy lutando para salvar a Betty e mostrando o porquê eu amo essa personagem. Sério, ela dizendo para Maggie ficar com a Amelia porque a sua irmã precisará de você foi lindo!

Owen: o azarado

Além disso, como eu já previa, Owen é o personagem mais sem sorte de Grey’s Anatomy. Além de perder todas as suas mulheres e não ter sorte em construir a sua própria família, ele acabou de perder a guarda do fofo do Leo. Meu Deus, eu ainda não me conformo com tudo isso! Sério, não havia necessidade de tudo isso acontecer para, num passe de mágica, testemunhássemos Owen perdendo Leo.

Continua após a publicidade

Eu ainda acho que os pais da Betty não tem condições nenhuma de cuidar daquele bebê e eu queria mesmo ver um episódio com Owen lutando pela guarda do Leo com unhas e dentes. Porém, os roteiristas discordam de mim e eu tenho apenas que aceitar. Pelo menos ele poderá se agarrar na esperança da filhinha que está por nascer. Isso se os roteiristas não aprontarem mais nada e deixarem o personagem a ver navios.

Sem mencionar que já vejo e prevejo um novo rompimento entre ele e Amelia. Não sei vocês, mas, em apenas 5 minutos de episódio, senti mais química entre ela e Link do que em duas temporadas entre Amelia e Owen. Se os roteiristas escutarem minhas preces, poderemos ter um novo casal em Grey’s Anatomy. E vocês, já estão shippando Amink? Ou seria Lamelia?

Memorável

De outro modo, não seria um episódio histórico de Grey’s Anatomy se não víssemos Meredith Grey quebrando o recorde cirúrgico. Gente, eu amei ver minha Wonder Woman Meredith detonando na cirurgia e sendo reconhecida por todos. É claro que depois de anos trabalhando naquele hospital, Mer tinha tudo para alcançar mais voos. Só não sei se ainda ganharemos mais surpresas com ela. Sei lá, para mim, tudo o que ela poderia almejar, ela conseguiu.

Ademais, eu estou adorando seu romance com DeLucca. E nem preciso dizer que achei super fofo a maneira como ele a tratou nos momentos finais do episódio. Meredith precisa de alguém que cuide dela e dê um pouco de sossego. Pois o que essa mulher já sofreu em Grey’s Anatomy não é brincadeira. Tenho até medo de ficar feliz por ela. Afinal, a médica já enfrentou oceanos e tempestades, perdendo tantas pessoas importantes que, se ela não fosse uma fortaleza, com certeza já teria enlouquecido.

Enfim, num episódio brilhante, Grey’s Anatomy fez história mostrando que ainda há muito para se ver. Teddy e Amelia foram os verdadeiros destaques nesse episódio. Entretanto, todos os personagens de um forma contribuíram para tornar esse episódio memorável. Ainda não sei quais serão os planos dos roteiristas para o futuro do seriado. Porém, ficarei eternamente contente se tivermos mais episódios como este. E que venha mais Grey’s Anatomy!

Avatar

Gabriella Siggia

Quem eu sou? Eu sou uma em um milhão: escritora nas horas vagas, seriadora de coração, cinemática de plantão e amante da literatura. Divertida, alto astral e bastante bem humorada. Só não achei ainda minha outra pessoa. Ah, música faz parte da minha vida.

No comments

Add yours