Crítica: Jesse recebe uma proposta tentadora no 4×07 de Preacher

Preacher no inferno, Tulip e Cass ameaçando Humperdoo e um novo projeto de criatura, esse episódio foi muito bom!

O inferno de Jesse

Nosso Preacher recebendo uma proposta de assumir o trono divino? Eu não imaginava que ali tinha coisa, mas tinha! Foi uma feliz surpresa ver a participação de Fiore nesse episódio. Confesso que sua morte foi uma das coisas que mais me deixou triste. Só não foi mais triste do que a vida que ele vinha tendo de excessos e drogas, incentivada pelo nosso amigo Cassidy.

Desde o trailer desse episódio eu fiquei pensando sobre o que seria aquela proposta do Fiore. Foi uma sacada muito boa mostrar que isso era apenas o inferno do Preacher. Como a série tem seu nome, por mais loucos que os produtores sejam, não creio que Custer ficará lá por muito tempo. Mas esperemos para ver, afinal de contas, é de Preacher que estamos falando, não é mesmo?

A vingança de Tulip

Crítica: Jesse recebe uma proposta tentadora no 4x07 de Preacher

Almoço e vingança. Imagem: IMDb/Divulgação

Essa parte da trama está ficando cada vez mais interessante. Após a morte de Jesse, parece que Tulip sente não ter nada a perder, algo que ela tem em comum com Cassidy. Essa jornada deles em busca de vingança tem me deixado bastante curioso. Até que ponto eles estão dispostos a ir com essa história? Será que eles vão mesmo atentar contra a vida de Humperdoo, o queridinho de Deus?

Tulip, com seu jeito único, até busca tentar trocar ideia com Deus, mas é ignorada. Pensando em todos os momentos reflexivos da série, Jesse pode até ter o título de pastor, contudo, a Tulip parece muito mais espiritual do que ele. Ela aconselhou Jesus, enfrentou Deus cara a cara e usou de toda a sua sinceridade com o Criador. Isso sem falar nas visões que ela recebe e na sua franqueza dela ao tentar contato com Deus.

As missões secretas

Achei hilária a cena na sinagoga. Eu bem que achei o rosto daquela mulher bem familiar. Ela já havia aparecido, anteriormente. Na segunda temporada, e também tem relação com o passado de Jesse e Tulip. Embora tenham esses laços, isso não impediu Dany de levar umas boas porradas de Tulip, antes de revelar o paradeiro do queridinho de Deus. E no final de tudo, ele até quis ir com Tulip.

Já a agente Lara Featherstone tem se saído muito bem com seu disfarce de atendente da Starbucks do Graal. Ela deu uma de agente dupla e foi tão bem sucedida que conseguiu até desmascarar o Hoover 2, que era um agente duplo também. Eu não fui muito com a cara dele, então até foi bom ele ter morrido. Quem sabe isso não abre portas para clonarem o primeiro Hoover, que era bem melhor.

As dúvidas que ficam

Quem era aquele cara que foi visitado por Cass e Tulip? Apenas um azarado que estava no caminho dos dois ou será que ele era alguém?

O que será aquele novo projeto de Deus para substituir os humanos?

A proposta de Fiore é real ou apenas uma artimanha do inferno para aumentar ainda mais a punição de Jesse?

De onde veio aquela inspiração para o lindo discurso de Cass na sinagoga?

A cada episódio a série impressiona mais! Aquele final mostrando as últimas ações de Deus antes de largar o trono foi muito esclarecedor. Estou animado pelo que virá por aí!

Enquanto esperamos, veja aqui as cenas do próximo episódio!

Até a próxima!

Nota do episódio9
9
Tags Preacher
Albert Moura

Albert Moura

Jornalista e seminarista, além de pai de primeira viagem. Casado com a Ana, mas amante das séries. Atualmente acompanha Outcast, Better Call Saul, American Gods, Lucifer, Gotham, o universo Marvel, Arquivo X e mais algumas, além de também ser um eterno fã de Friends. No Mix, escreve sobre Preacher e Lethal Weapon.

No comments

Add yours