Crítica: Lucifer explora relações entre irmãos no episódio 3×14

Imagem: FOX/Reprodução

Depois do ótimo episódio semana passada, tivemos mais um dos que atenderam a expectativa nessa temporada. Em My Brother’s Keeper, conhecemos mais um integrante da família Lopez, que não é melhor do que o apresentado anteriormente.

Um vendedor de diamantes morreu e o irmão de Ella é que era testemunha ou assassino desse crime. Primeiro, amei Ella ainda mais nesse episódio. Como ela foi fiel ao seu irmão (mesmo ele não valendo nada), foi lindo de se ver. Aparentemente, ela é a única que presta da família.

O destaque não foi Lucifer nesse episódio, o que acabou sendo uma surpresa boa.

Quem voltou com força total foi Maze, que já tem uma aprendiz muito fofa, não acharam? O que foi a Trixie esfaqueando o boneco? Eu chorei de rir, gente. Estava sentindo bastante falta das duas e dessa amizade totalmente inusitada que amamos.

Continua após a publicidade

Ella pediu a ajuda de Maze que agiu como a gente ama e foi até o fim no seu objetivo. Achar o suspeito foi difícil, mas não suportei o Jay mentindo pra irmã, isso não se faz. A legista só queria defender a honra do irmão e o mais bonito foi Maze entendendo isso, essa mulher só surpreende. Ainda bem que tiraram aquela chatice da história com o Amenadiel.

Por outro lado, Lucifer e o irmão não estão se entendendo muito bem. O diabo quer ajudar Caim, enquanto o anjo foi o responsável pela marca da imortalidade. Aquela briga entre os dois foi um pouco decepcionante, não vou mentir. Esperava algo mais empolgante, enquanto foi só ok.

Não preciso nem dizer que Lucifer estava certo e o irmão Lopez não era totalmente inocente na história, achei fofo da parte dele defender a legista e não quis se gabar em cima dele, parece que no fundo ele está mesmo evoluindo.

Sobre Linda e Charlotte não consegui formar uma opinião, só sei que não adicionaram nada de interessante ao episódio. Chloe também ficou meio de lado, mas fiquei triste por ela falando que queria muito um irmão, mal sabe que ela foi um milagre, né.

Nota: “Isso é tão Maze”.

Nota 2: Já podemos chamar a Ella de Ellen a partir de agora? Ri horrores com isso.

Nota 3: Luci realmente se sentiu ofendido pelo mão de vaca.

Com isso, Caim permanece vivo e a gente sem nem ideias de como ele vai morrer. Aliás, será que isso realmente vai acontecer? A série entra em pausa por três semanas, mas já confiram a promo do próximo episódio aqui em baixo e nos encontramos na próxima review, até lá!

Tags Lucifer
Avatar

Gabriela Scampini

Paulista, estudante de Direito e geminiana. Apaixonada por livros e séries, mesmo sem ter tempo pra nenhum dos dois. No Mix, escreve a coluna #MixAudiência, além das reviews de American Crime Story, Black Mirror, Chicago Fire e The 100.

No comments

Add yours