Crítica: Mesmo com nevasca, The Resident tem episódio morno

THE RESIDENT: L-R: Emily VanCamp and guest star Shannon Wilcox in the "Snowed In" episode of THE RESIDENT airing Monday, March 25 (8:00-9:00 PM ET/PT) on FOX. ©2018 Fox Broadcasting Co. Cr: Guy D'Alema/FOX.

Tudo ficou frio em The Resident… Literalmente!

O inverno chegou, e olha que não estamos falando de Game of Thrones, não é mesmo, The Resident? A série médica veio com um episódio que prometia ser eletrizante, com uma nevasca daquelas em Atlanta. Mas, ao contrário da temperatura, o episódio foi bem morno.

Continua após publicidade

Tivemos três principais casos, todos até interessantes. Mas algo não fluiu muito bem neste episódio. Talvez seja o fato de ter tido “menos adrenalina” em muitas de suas cenas.

Continua após a publicidade

Uma velinha a beira da morte…

De longe, o caso da velinha que tinha uma doença terminal foi o mais interessante. Nic defendeu sua cirurgia, tudo isso para que ela pudesse falar com um grande amor que ela não via há 30 anos. Foi muito bonito o esforço dela durante todo episódio.

Continua após publicidade

Entretanto, o mais engraçado foi no final quando eles se encontram. Quando achávamos que haveria uma declaração apaixonada, de “tudo que ela não falou”, veio a surpresa: ela mandou ele “ir para inferno”, por ter deixado ela. Até Nic fez cara de espanto, e foi hilário. Adorei essa “reviravolta”, que só deixou o caso mais interessante.

Mina salva vidas!

O desenvolvimento de Mina é, de longe, o mais atrativo em The Resident. Ela é sem dúvidas uma das melhores médicas da série, e trabalhar ao lado de AJ só faz isso melhorar. Esse episódio foi uma grande prova disso.

Continua após publicidade

Ela atendeu o rapaz “congelado”, que foi levado pelas filhas. A cirurgia foi de bastante risco, e ela necessitava do auxílio de AJ, que estava preso a 6 km de distância do hospital, por conta de nevasca. Ele tentou auxiliá-la por telefone, mas no final das contas ela conseguiu fazer tudo por si só. O melhor foi ele chegando, depois de todo o sacrifício que fizeram, no hospital. Ele se deparou com a cirurgia já terminada, e Mina feliz por ter conseguido realizá-la. E ao invés de ficar bravo, ele comemorou. Ele sabia do potencial dela, sempre soube. E isso é o mais legal nesta relação entre os dois.

Espero que AJ continue investindo em Mina como profissional, melhorando-a ainda mais. Tudo isso, antes dele tentar alguma coisa amorosa com ela.

Além disso, vale ressaltar a participação de Bell neste caso, bem como sua relação com os filhos do paciente. Estão mesmo tentando humanizar o personagem, e eu até que estou gostando. Nunca pensei que fosse sentir isso pelo “médico vilão”.

Irmã de Nic em perigo

A reação da irmã de Nic ao estudo que ela participou no Chastain serviu de pano de fundo para alimentar a competição de Conrad e Alec por Nic. Na verdade, creio que ainda não há competição. Nic é segura de si, gosta de Conrad, e o mesmo é apaixonado por ela. Entretanto, eles possuem muitos atritos. É uma briga de egos, digamos assim. Um precisa ser mais “acariciado” do que o outro, e isso coloca-os de frente o tempo todo.

Alec está notando esse atrito, e no fundo deve achar que tem alguma chance com Nic. E o meu medo é que tenha mesmo. O final do episódio mostrou que Nic e Conrad ainda possuem suas diferenças e eles preferiram marcar para conversar sobre. Por favor, Nossa Senhora dos Shipps das Séries, protegei meu casal. Não quero ter que ver The Resident sem Nic e Conrad juntos.

Enfim, foi um episódio bem água com açúcar. Não foi ruim, mas também nada demais. Talvez, esteja aquecendo terreno para os episódios finais da temporada. Estão preparados?