Crítica: Mesmo com nevasca, The Resident tem episódio morno

Tudo ficou frio em The Resident… Literalmente!

O inverno chegou, e olha que não estamos falando de Game of Thrones, não é mesmo, The Resident? A série médica veio com um episódio que prometia ser eletrizante, com uma nevasca daquelas em Atlanta. Mas, ao contrário da temperatura, o episódio foi bem morno.

Continua após as recomendações

Tivemos três principais casos, todos até interessantes. Mas algo não fluiu muito bem neste episódio. Talvez seja o fato de ter tido “menos adrenalina” em muitas de suas cenas.

Uma velinha a beira da morte…

De longe, o caso da velinha que tinha uma doença terminal foi o mais interessante. Nic defendeu sua cirurgia, tudo isso para que ela pudesse falar com um grande amor que ela não via há 30 anos. Foi muito bonito o esforço dela durante todo episódio.

Continua após a publicidade

Entretanto, o mais engraçado foi no final quando eles se encontram. Quando achávamos que haveria uma declaração apaixonada, de “tudo que ela não falou”, veio a surpresa: ela mandou ele “ir para inferno”, por ter deixado ela. Até Nic fez cara de espanto, e foi hilário. Adorei essa “reviravolta”, que só deixou o caso mais interessante.

Mina salva vidas!

O desenvolvimento de Mina é, de longe, o mais atrativo em The Resident. Ela é sem dúvidas uma das melhores médicas da série, e trabalhar ao lado de AJ só faz isso melhorar. Esse episódio foi uma grande prova disso.

Ela atendeu o rapaz “congelado”, que foi levado pelas filhas. A cirurgia foi de bastante risco, e ela necessitava do auxílio de AJ, que estava preso a 6 km de distância do hospital, por conta de nevasca. Ele tentou auxiliá-la por telefone, mas no final das contas ela conseguiu fazer tudo por si só. O melhor foi ele chegando, depois de todo o sacrifício que fizeram, no hospital. Ele se deparou com a cirurgia já terminada, e Mina feliz por ter conseguido realizá-la. E ao invés de ficar bravo, ele comemorou. Ele sabia do potencial dela, sempre soube. E isso é o mais legal nesta relação entre os dois.

Espero que AJ continue investindo em Mina como profissional, melhorando-a ainda mais. Tudo isso, antes dele tentar alguma coisa amorosa com ela.

Além disso, vale ressaltar a participação de Bell neste caso, bem como sua relação com os filhos do paciente. Estão mesmo tentando humanizar o personagem, e eu até que estou gostando. Nunca pensei que fosse sentir isso pelo “médico vilão”.

Irmã de Nic em perigo

A reação da irmã de Nic ao estudo que ela participou no Chastain serviu de pano de fundo para alimentar a competição de Conrad e Alec por Nic. Na verdade, creio que ainda não há competição. Nic é segura de si, gosta de Conrad, e o mesmo é apaixonado por ela. Entretanto, eles possuem muitos atritos. É uma briga de egos, digamos assim. Um precisa ser mais “acariciado” do que o outro, e isso coloca-os de frente o tempo todo.

Alec está notando esse atrito, e no fundo deve achar que tem alguma chance com Nic. E o meu medo é que tenha mesmo. O final do episódio mostrou que Nic e Conrad ainda possuem suas diferenças e eles preferiram marcar para conversar sobre. Por favor, Nossa Senhora dos Shipps das Séries, protegei meu casal. Não quero ter que ver The Resident sem Nic e Conrad juntos.

Enfim, foi um episódio bem água com açúcar. Não foi ruim, mas também nada demais. Talvez, esteja aquecendo terreno para os episódios finais da temporada. Estão preparados?

Nota do Episódio8
Crítica do episódio 2x19 de The Resident, Snowed In.
8
Anderson Narciso

Anderson Narciso

Criador, editor e redator do site Mix de Séries, é apaixonado por séries desde sempre. Fã incondicional de One Tree Hill, ER, Friends, e não perde um episódio da Franquia Chicago.

No comments

Add yours