Crítica: Precisamos conversar sobre o 3×16 de Riverdale

Imagem: CW/Divulgação

Tudo bem, respira fundo e vamos lá!! Mais uma vez, Riverdale encontra High School Musical/Glee e o resultado é um tanto quanto conflitante. Vou abrir o jogo e dizer que sou um eterno fã de musicais e isso é um dos maiores guilty pleasures que existe. Digo mais, eu realmente gostei do episódio como um todo pelas músicas. Tudo bem que o tempo ocupado pelas mesmas evoluiu muito pouco a trama. Mas já não é de hoje que eu venho acompanhando o estilo musical da série e parabenizo os mesmos pela qualidade. Tem algumas versões que eu prefiro na série do que a original.

Continua após publicidade

Vamos ao que interessa, o desenrolar da trama. Se é que teve algum impacto significativo. A fazenda ainda é um mistério, mas pelo menos tivemos um rosto ao seu maior defensor. Chad Michael Murray, o queridinho de One Tree Hill, está um pouco mais sombrio como antagonista. O olhar com o sorriso misterioso já entregou que seus planos não são dos melhores. Aquele final macabro com os integrantes da fazenda levantando sozinhos e aplaudindo foi de arrepiar. Pensar que em muitos lugares, esses cultos bizarros disfarçados de bons moços são tão realidade quanto na série…

Continua após a publicidade

Riverdale cada vez mais estranha!

Primeiro, tivemos a boa ação semanal de Hiram com Archie, dando a academia de presente para ele. Até então estávamos desconfiados, mas deixamos passar. Entretanto, agora parece que o buraco tá mais em baixo. A separação dele e de Hermione é um caso sem pé nem cabeça. Tudo bem, ela fez de tudo pra destruir seu império de drogas, mas eu tenho outra impressão. Não sei se querem colocar um Hiram mais sombrio ou se querem tirar ele de vez da série. FP está “voltando” com a família, mas Gladys tem seus segredos. Será que isso seria uma aproximação de Hermione e FP?? Seria um plot twist bem interessante e já vimos que ambos planejaram o golpe para o ex-líder das serpentes assumir a posição de xerife. Aguardamos os próximos detalhes…

Continua após publicidade
Imagem: CW/Divulgação

A Garota da Capa Vermelha!

Como já bem esperava na última semana, Cheryl não aceitou seu término da melhor forma. Claro que a personagem é super divertida e o simples fato de ser mimada/independente já cria as melhores cenas. Ela desafiou Toni até o último segundo, mas é claro que o coração ia falar mais alto no final. Até que foi mais rápido do que imaginei. O orgulho dessa vez falou alto mas não gritou!! O melhor de tudo foi a referência implícita e, as vezes sem intenção, que fizeram de Três Espiãs Demais com as meninas usando as cores do desenho. Pode ter sido uma total coincidência, mas que deu certo, deu…

Quem ainda duvidava que Betty é uma Blossom, agora não tem mais questionamento. A garota sai tacando fogo em tudo que vê pela frente. Manobra ousada de atacar o antigo trailer dos Jones, porém, eficaz. Acho que dessa vez Gladys entendeu que seu filho não está pra brincadeira e vai fazer ela beber do próprio veneno.

Continua após publicidade

Aguardamos as informações do próximo episódio que vem cheio de novidades, confira a seguir!

Continua após a publicidade
O MIX DE SÉRIES atingiu 10 milhões de visitas mensais e vamos ensinar tudo que aprendemos nessa caminhada! Aumente o tráfego do seu site com técnicas avançadas de SEO.
Faça seu pré-cadastro aqui!