Crítica: Se preparando para a despedida, 9-1-1 capricha na comédia no 1×09

Imagem: Fox/Divulgação

Já está na hora do Felizes Para Sempre?

Mostrando-se irregular em alguns momentos importantíssimos da temporada, 9-1-1 acertou nessa reta final. Seja em relação aos casos, aos problemas dos personagens e até mesmo ao tom cômico, uma das grandes dificuldades do roteiro até aqui. A insistência em focar apenas no casal formado por Buck e Abby me incomoda um pouco, uma vez que eles aparecerem mais em detrimento dos demais. Todavia, reconheço que aquela reviravolta nos últimos minutos do episódio pode significar uma mudança significativa nesse núcleo. E sem chorumelas, de preferência.

Imagem: Fox/Divulgação

O que também me preocupa é a incapacidade de focar em apenas uma ideia e desenvolve-la bem. Particularmente em Trapped, tivemos diversas emergências. Todas elas, entretanto, cheias de furos. A mãe e filho presos no elevador estavam com sérios problemas de comunicação e relacionamento. Num passo de mágica eles trocam algumas palavras e o telespectador é obrigado a acreditar que aquilo é uma resolução aceitável. Um cego cuja casa serviria de cenário para um episódio de Acumuladores, é resgatado e esquecido em seguida. Tudo bem que nem eu nem você nos importamos com um personagem esquecível, mas isso não é desculpa para elaborar um desenvolvimento capenga.

Continua após a publicidade

Se na resenha anterior elogiei o espaço que Athena recebeu, me frustra afirmar que todo trabalho foi em vão. Se Angela Bassett aproveitou suas poucas cenas de qualidade para acertar nas nuances dramáticas, desta vez ela está numa audição para o próximo filme do Tyler Perry. Isso porque ao invés de investir numa comédia que funcione com tiradas leves e humor negro, preferiram o pastelão. Me empolguei pensando que veríamos algo ousado, mas o que tivemos foi uma tentativa (bem) frustrada de fazer humor. Ainda temos um episódio pela frente, quem sabe não exista uma redenção por aí.

O futuro parece ser bom

Outra personagem que ainda precisa encontrar luz é Hen. Vimos uma proposta muito interessante sobre suas paixões no episódio anterior florescer, mas que rapidamente acabaram em lugar comum.  O roteiro tentou fazer uma amarração em Trapped, mas que infelizmente não surtiu efeito. Porque não fazem um flashback para mostrar sua infância difícil? Outra questão muito importante: porque ela não é simplesmente uma socorrista? Porque ela precisa de um amor e de uma família disfuncional? Não faz sentido.

Para concluir, afirmo com total certeza que a morte da mãe de Abby foi necessária. Será uma injeção de frescor e aberta de inúmeras possibilidades para o núcleo. Será uma lástima perdermos Carla, visto que sequer tivemos a oportunidade de conhece-la melhor.

Há muitas partes se movendo às vésperas da Season Finale, por isso minha expectativa é alta.

Tags 9-1-1
Avatar

Bernardo Vieira

Catarinense e estudante de direito. Escrevo sobre entretenimento desde 2010, mas comecei com política internacional depois da campanha americana de 2016. Adoro uma premiação e um debate político, mas sempre estou lendo ou assistindo algo interessante. Quer saber mais? Me pague um café e vamos conversar.

No comments

Add yours