Crítica: Sussurradores buscam vingança no 10×15 de The Walking Dead

Assim como no episódio anterior, Princesa (Paola Lázaro) chegou com a corda toda para mostrar aos sobreviventes uma nova perspectiva de vida.

Com uma apresentação digna que só The Walking Dead consegue proporcionar, descobrimos que Princesa esteve sozinha todo este tempo durante o apocalipse. Muito falante e extrovertida, a moça conhece melhor Ezekiel (Khary Payton), Yumiko (Eleanor Matsuura) e Eugene (Josh McDermitt), que já não demonstram muita confiança.

Continua após as recomendações

Sem transporte, o trio é obrigado a comprar a ideia da Princesa de que ela pode arrumar novos veículos para compensar os cavalos que perderam. Contudo, o que conseguem é arriscar suas vidas em um campo minado, obra de sua mais nova companheira.

O grupo passa um bom tempo parado no mesmo lugar e, se antes desconfiavam de Princesa, agora estavam furiosos em terem dado um voto de confiança para ela. Felizmente, ela conseguiu tirá-los de lá, mas terminou em confusão ao descobrirem que ela aumentou o percurso por não querer ficar mais sozinha.

Continua após a publicidade

Devidamente desculpada, momentos mais tarde, Princesa os levou até a prometida garagem. O que ninguém esperava era que os tais “veículos” que ela tanto falava eram bicicletas. Entretanto, o grupo dá finalmente o voto de confiança, com Princesa inclusive sendo surpreendida pelo convite de Yumiko para ir embora com eles.

Rumo à batalha final

Beta (Ryan Hurst) leva sua horda diretamente para Alexandria. No entanto, para a surpresa do vilão, todos os sobreviventes se mudaram para a “torre”: um hospital abandonado. Foi impressão minha ou este hospital é o mesmo de Atlanta, onde Beth (Emily Kinney) perdeu sua vida? Revisitando mais um local em The Walking Dead…

Assim, enquanto os sussurradores traçam um novo plano, desta vez em Oceanside, Aaron (Ross Marquand) e Alden (Callan McAuliffe) são os únicos que continuaram em Alexandria, observando o inimigo atentamente. Além disso, a dupla segue de olho na horda, comunicando seus companheiros de grupo sobre cada passo deles.

No meio do caminho, entretanto, Beta vê um gato de passagem, o mesmo que Lydia acariciava dentro do hospital. De alguma forma, o vilão entendeu o recado e redirecionou a horda direto para lá. Já Aaron e Alden levaram a pior, pois foram cercados por sussurradores no momento em que tentaram avisar ao grupo.

Crítica: Sussurradores buscam vingança em 10x15 de The Walking Dead

Imagem: AMC / Divulgação

Momentos de redenção

Vale ressaltar os importantes diálogos neste episódio, como a conversa sobre mães entre Judith (Caley Fleeming) e Lydia (Cassidy McClincy), a redenção de Negan (Jeffrey Dean Morgan) ao pedir desculpas à filha de Alpha (Samantha Morton) por matar sua mãe. Uma cena bela, com uma carga emocional gigantesca, já que dificilmente vemos o lado mais humano do ex-vilão.

Carol (Melissa McBride) e Kelly (Angel Theory) também saíram em missão, mas com aquela bela torta de climão entre elas, depois do que houve na caverna, principalmente pelo sumiço de Connie (Lauren Ridloff). Carol então pediu desculpas pelo que fez e foi confortada por Kelly, que disse entender sua postura.

“Loba solitária”, foi o que Carol escutou sobre si mesma, e que fez o que achou necessário. Certamente as palavras de Kelly darão um novo rumo à personagem.

Judith seguindo os passos de Daryl

Enquanto a maioria buscava refúgio, Daryl (Norman Reedus) estava pela mata conversando via rádio, quando foi surpreendido por Judith, que decidiu segui-lo com a intenção de aprender a rastrear. Mesmo preocupado com a garota, o arqueiro aceitou a companhia.

A dupla matou alguns Walkers pelo caminho, entre eles uma sussurradora que, visivelmente ferida pela flecha de Daryl, terminou confessando que Beta enlouqueceu após a morte de Alpha e procurará pelos sobreviventes a todo custo.

Além disso, os dois têm uma conversa importante sobre Michonne (Danai Gurira), e Judith oculta a informação de que seu pai possa estar vivo, com medo de que Daryl vá embora, assim como a mãe. O rapaz então explica que a menina possui uma grande família que faria tudo por ela. Mais uma bela lição em The Walking Dead.

O desfecho virá mais tarde

E então o episódio termina com Daryl recebendo uma chamada de Gabriel (Seth Gilliam) no rádio, indicando que Beta está a caminho. Infelizmente, devido aos problemas com o COVID-19, o último episódio da temporada foi adiado para mais tarde, ainda este ano.

Por enquanto não temos uma data definida, mas já pudemos sentir o gostinho da batalha final na promo abaixo. Além disso, temos finalmente a volta de Maggie (Lauren Cohan), que já está sabendo tudo o que houve e promete chegar com fúria nos olhos.

E você, o que achou do episódio? Não deixe de comentar conosco e fique ligado tanto no canal FOX, quanto aqui no Mix De Séries!

 

 

 

Nota do Episódio7
Review do décimo quinto episódio da décima temporada de The Walking Dead, da AMC, intitulado "The Tower".
7
Avatar

Rodrigo Sodre

Rodrigo é um rapaz que cresceu, mas manteve todas as alegrias da infância consigo. Aos 25 anos, é formado em Jornalismo e joga videogame desde quando usava fraldas. Apaixonado por zumbis, começou a se interessar pelo gênero quando viu a primeira intro de Resident Evil 2. Hoje é fã fiel de The Walking Dead e continua jogando, lendo, vendo filmes e séries.

1 comment

Add yours
  1. Crítica: 10x16 de The Walking Dead encerra com batalha furtiva e Nova Ordem - Mix de Séries 28 outubro, 2020 at 14:33 Responder

    […] Leia também: Sussurradores buscam vingança no 10×15 de The Walking Dead […]

Post a new comment