Crítica: The Flash apresenta grande vilão da temporada em 5×02 – “Blocked”

Imagem: The CW/Divulgação

A quinta temporada de The Flash tem mostrado aos poucos suas diferenças em relação aos anos anteriores

O grande vilão da temporada já não só deu as caras sem a máscara como já apareceu e enfrentou o team Flash. Parece que esse ano vão deixar as coisas acontecerem mais “rápido”, sem todo aquele lenga-lenga de esconder sua identidade que dura quase sempre metade da temporada.

O mais interessante dessa quinta temporada é a presença de Nora na trama. Por ela vir do futuro e ter um alto conhecimento de Flash e cia, ela estará sempre um passo à frente nas informações necessárias ao grupo. Como é o caso de Cicada. Teremos que esperar o próximo episódio para descobrir o que ela sabe sobre ele, mas parece não ser nada bom. Da mesma forma que parece que ele conhece XS.

Cicada não só se diferencia por ser mais um vilão velocista, mas por ter uma áurea mais sombria e assassina que o Pensador. Ao menos o que foi mostrado nesse episódio se mostrou bem interessante e instigou os fãs a quererem saber mais sobre sua história. Chris Klein promete ser uma grata adição ao elenco.

Continua após a publicidade

The Flash voltou muito bem, mas precisa tomar certo cuidado

Isso porque alguns erros do passado costumam se repetir na série. São dramas excessivos, personagens que quando parecem ter evoluído, dão um passo pra trás para preencher roteiro, alívios cômicos que mais dão vergonha alheia que risada, entre outros. Entendo que por ser uma série da The CW ela precisa atender o público em geral, mas isso cansa. Os roteiristas precisam notar que a alta carga dramática não combina com um personagem como Flash e cia.

Como eu já esperava, Ralph não faz nada a não ser tentar – ênfase no “tentar” – trazer alívio cômico para o episódio. Mas se na temporada passada a coisa não funcionou por um ano interior, o que eles pensavam que aconteceria em um segundo ano? Todo o drama de Cisco até a ideia de seguirem os planos de Ralph para ajudá-lo foi tão desnecessário que passa a ser revoltante. Afinal até quando Cisco irá ficar se lamentando por Gipsy? Bola pra frente, roteiristas.

O passado de Caitlin começa aos poucos ser investigado. Seus temores em desenterrar o passado são aceitáveis, afinal ela não sabe o que poderá vir disso.

Como dito, Nora foi uma boa adição, por mais que tenha seus momentos bobinhos e infantis. Mas até que se enquadra na personagem. Foi bom também que abriram o jogo e mostraram o jornal do futuro para todos do team Flash. A reação de Iris também foi condizente. É essa Íris que gostamos de ver na série. Uma personagem otimista, independente, que vai atrás do seu próprio caminho e faz seu trabalho a sua maneira. Por mais que não esteja 100% feliz com o tratamento que tem recebido de sua filha do futuro.

The Flash continua muito bem e tem mostrado grande potencial para este quinto ano. Isto é inegável. Só esperamos que a série não caia em suas próprias armadilhas de novo. Mas temos visto uma melhor cuidado com certos pontos narrativos. Podemos então esperar grandes momentos para esta temporada. Que Cicada faça um bom “trabalho”.

Imagem: The CW/Divulgação

CURIOSIDADES:

– Referências Nerds:

  1. Cisco diz: “Santo Kafka” ao ler “Metamorfose” na lista de ajuda de Ralph. “A Metamorfose” (1915) é o título de um livro do autor Franz Kafka.
  2. Ralph sussurra para Cisco “Han atirou primeiro”. Referência a uma controvérsia em relação à versão editada de “Star Wars: Episódio IV – Uma Nova Esperança” (1977).
  3. Checando se ainda tem seus poderes, Ralph diz “Negativo, Ghost Rider”. Pode ser referência a duas obras diferentes. Uma fala do filme Top Gun (1986), e ao herói da Marvel, o Motoqueiro-Fantasma.
  4. Cisco compara a adaga em forma de raio do Cicada ao Mjolnir, o martelo de Thor da Marvel.
  5. Um dos passos da lista de Ralph ele tirou de Zé Colmeia. Tom Cavanagh estreou o filme de 2010.
Tags The Flash
Avatar

Álefe Cintra

Jornalista e apaixonado por séries. Tem a mesma profissão de Clark Kent, usa óculos parecido, mas infelizmente não é super-herói. Grande fã de séries de super-heróis e fantasia. No Mix de Séries escreve as reviews de Arrow e The Flash.

No comments

Add yours