Crítica: The Flash estreia 7ª temporada amarrando pontas soltas

Sétima temporada de The Flash ainda está com gostinho de sexta temporada

The Flash finalmente está de volta depois do grande hiatus causado pela pandemia, que provocou o encerramento da sexta temporada mais cedo e atrasou o início da sétima.

Continua após as recomendações

A tirada que os roteiristas deram na primeira cena do episódio quando despertaram Barry de um longo sono em uma câmara especial foi divertida.

Quase como uma “justificativa” para a longa espera de 10 meses entre um episódio e outro. Ainda sem sabermos quantos episódios teremos neste sétimo ano, os três primeiros episódios terão como foco a conclusão do arco da Mestre dos Espelhos iniciada na metade da temporada passada. Ainda no episódio anterior, o team Flash enfrentava problemas que se prolongaram demais ao longo do arco. Mas que enfim começam a se resolver nesta season première.

Continua após a publicidade

A volta do Flash

Barry Allen/Flash é, e sempre será, o personagem central da série. Ele não é só um dos personagens mais importantes desse universo como também de toda a galeria de super-heróis da DC.

Então vê-lo constantemente perdendo seus poderes e/ou sendo guiado ou aconselhado por alguém nos bastidores, tira toda a grandeza do herói. Então nada mais justo que vermos o personagem enfim recuperando seus poderes nesta première. Mas com isso, tivemos o sacrifício de um personagem, ou melhor, de múltiplos personagens.

Nash Wells deu sua vida para fazer funcionar o novo acelerador de partículas e, dessa forma, a consciência e existência de todas as outras versões de Harrison Wells que foram fundidas nele após a Crise nas Infinitas Terras. A despedida trouxe um momento bem emocional para o episódio, mas pode ser que essa não seja a última vez que veremos Tom Cavanagh no papel. Ainda acredito que sua consciência viva no acelerador e dê as caras de vez em quando na série.

Ausências e substituições

Outro detalhe, é que senti a ausência de Cisco e Caitlin nessa première. Apesar da justificava da ausência de ambos dentro da história funcionar neste que originalmente seria o episódio 6×20, aqui como première, depois de 10 meses sem um episódio inédito, fez diferença. Não sei se veremos Caitlin já nos próximos dois episódios, mas Cisco ao menos retornará de sua viagem a Atlântida e esperamos que com isso o clima original da série volte também. Além, é claro, de algum bom easter egg em relação a Aquaman e seu reino.

Em contrapartida, a inclusão oficial de Chester P. Runk e Allegra Garcia no elenco principal fez com que neste episódio os dois fossem provisoriamente os substitutos para a ausência de Cisco e Caitlin na trama. Os dois personagens foram incluídos em The Flash aos poucos, e agora tem ganhado mais espaço.

Ambos têm suas qualidades e são sim bons personagens. O problema está no número cada vez maior de membros no team Flash. Já não temos mais aquele roteiro bem espaçado e trabalhado na equipe como tínhamos lá na primeira temporada, por exemplo. E acho que só voltaríamos a ver isso na série caso ela corte metade do elenco – o que a essa altura dificilmente aconteceria.

Mais sobre Mestra dos Espelhos

Por fim tivemos mais algumas boas informações e revelações sobre a Mestra dos Espelhos. A vilã descobre ser na verdade um reflexo da verdadeira Eva morta durante a explosão do acelerador de partículas há 6 anos. Além disso, encaixaram bem uma boa explicação para a existência do Mestre dos Espelhos antigo como sendo sua primeira criação, uma cópia-reflexo, que teve seu fim neste episódio. Com isso, deixando sua ex-parceira Pião sozinha, mas aliada à nova Mestra das Espelhos.

Por outro lado, o ponto que mais queríamos que tivesse finalmente se resolvido, acabou sendo deixado para o próximo episódio, onde veremos enfim a fuga de Íris do mundo dos espelhos. Foi interessante ver as versões do passado de Íris a perseguindo e também seus diálogos com Eva. Contudo, a ansiedade para que a trama se conclua logo é alta para enfim entrarmos de cabeça na nova trama. Ainda não sabemos o que esperar dessa sétima temporada, mas a esperança é de que venha um bom ano para que The Flash recupere seus bons tempos de entretenimento.

Imagem: The CW/Divulgação

Curiosidades:

– Este episódio seria originalmente o episódio 20 da sexta temporada.

– A sequência de abertura teve a inclusão de Allegra Garcia e Chester P. Runk, ambos promovidos para o elenco principal, e a exclusão de Ralph Dibny após a demissão do ator Hartley Sawyer.

– Durante a cena de jantar entre Íris e Barry, é possível ver uma sacola escrito “I S2 Gotham”.

E então, o que você achou da estreia? Deixe nos comentários e, igualmente, continue acompanhando as novidades do Mix de Séries.

  • Além disso, siga nossas Redes Sociais (InstagramTwitter, Facebook).
  • Baixe também nosso App Mix de Séries para Android no Google Play (Download aqui) e fique por dentro de todas as matérias do nosso site.
Nota do Episódio8
Review da season première, primeiro episódio da sétima temporada de The Flash, da The CW, intitulado "All’s Wells That Ends Wells"
8
Tags The Flash