Crítica: The Walking Dead estreia 10ª temporada com novidades, mas retomando conflitos

Além disso, personagens foram elevados no retorno de The Walking Dead

The Walking Dead completa uma década no ar, e retorna para uma temporada que se demonstrou, ao mínimo, curiosa em sua estreia. Pela primeira vez na série, nós vimos o espaço através de um satélite que perde forças e cai na terra, bem em Oceanside, comunidade que estava desaparecida desde o salto temporal.

Com todos reunidos em uma coreografia de batalha, os sobreviventes treinam táticas contra walkers de maneira que não só os eliminem, mas que os diferencie dos Sussurradores, que estão há bons meses desaparecidos, desde aquele terrível inverno.

Judith (Caley Fleming), no entanto, foi a responsável por encontrar uma máscara de zumbi diretamente do mar, o que indica que os vilões não estão tão longe assim como imaginam. Preocupados, Aaron (Ross Marquand) e Michonne (Danai Gurira) enviaram um sinal de alerta aos colegas de Alexandria. Além disso, os dois saíram em busca de pistas junto de Magna (Nadia Hilker), Yumiko (Eleanor Matsuura), Luke (Dan Fogler) e Alden (Callan McAuliffe) e chegaram, inclusive, a encontrar um acampamento abandonado com restos de mortos pelo local. Seria esse um dos esconderijos dos Sussurradores?

Aaron inclusive não está nada feliz em relembrar a perda de Eric (Jordan Woods-Robinson) e Jesus (Tom Payne), chegando a confrontar Michonne sobre eles serem de fato os mocinhos ou não. Ao que tudo indica, teremos uma liderança poderosa para ele, o que seria muito bom, pois o personagem não teve muito desenvolvimento desde a quinta temporada.

Novas e velhas alianças em The Walking Dead

Ao longo do episódio podemos ver importantes relações se desenvolvendo. Em Oceanside, por exemplo, Luke conhece Jules e os dois flertam de maneira bem engraçada, enquanto em Alexandria vemos como Rosita (Christian Serratos), Eugene (Josh McDermitt), Gabriel (Seth Gillian) e Siddiq (Avi Nash) estão lidando com a bebê Coco.

É interessante também vermos como Lydia (Cassidy McClincy) está se integrando pela primeira vez em sociedade. A dificuldade dela em aprender a ler indica o sofrimento e o abuso que sofreu por sua mãe durante toda sua infância.

Além da menina, temos Negan (Jeffrey Dean Morgan) participando ativamente de alguns trabalhos na comunidade. Ele tem uma breve conversa com ela, o que nos deixa curiosos pra saber o que será da relação dos dois ao longo dos episódios, já que são “os vilões” da história.

Imagem: AMC/Divulgação

O massacre das estacas deixou sequelas

Pudemos ver claramente que Siddiq ainda está abalado com o que aconteceu durante a feira. Ele vê flashs de Alpha (Samantha Morton) e seus amigos mortos, não conseguindo nem responder ao chamado de Dante (Juan Javier Cardenas) um novo personagem.

Voltando para Oceanside, podemos ver que Kelly (Angel Theory) está com problemas em escutar pessoas ao seu redor e comandos, o que deve piorar gradativamente até perder completamente a audição. Connie (Lauren Ridloff) chegou a animar a irmã, mas acredito que, se tratando de The Walking Dead, a trama está planejando separá-las cruelmente. Será o fim de Kelly?

Vale destacar que Kelly ainda brinca com a irmã sobre Daryl, indicando um possível interesse amoroso aí. É notável que Daryl cresce muito em cena com a personagem, algo que fazia com maestria apenas ao lado de sua melhor amiga (e talvez possível interesse amoroso, vai saber) Carol (Melissa McBride).

Falando da nossa querida Carol, a guerreira passou um longo tempo navegando por aí e pescando. Mas Daryl desconfia que ela estava era atrás da mulher que matou seu filho, Henry (Matt Lintz). Os dois parceiros conversam, brincam entre si e ainda questionam se viver daquela maneira é tudo o que restou para o mundo.

Juntos, decidem fugir de moto para o Novo México e descobrir o que há por lá, mas neste momento o satélite cai e aí a coisa esquenta de vez. O grupo se reúne e, para salvar Oceanside, são obrigados a passar pelo território de Alpha e apagar o fogo.

O dia foi salvo, mas o perigo está à espreita em The Walking Dead

Alguns walkers aparecem, mas tudo consegue ser resolvido e, de quebra, Eugene ainda leva os destroços do satélite para a comunidade. Carol e Daryl retomam seu plano mas, no momento em que estão no topo da pedreira, Carol e Alpha trocam olhares de pura raiva.

Portanto, décima temporada voltou aquecendo o telespectador para a possível batalha que os grupos traçarão, contextualizando e, principalmente, deixando muitas perguntas em aberto, ainda mais se tratando da saída de Danai Gurira do Show e, recentemente, da volta de Maggie (Lauren Cohan).

E aí, gostou do retorno de The Walking Dead? Conta pra gente quais são suas expectativas e fique ligado nos próximos episódios! Não deixe também de conferir semanalmente nossos comentários, aqui no Mix de Séries.

No Brasil, a atração continua sendo exibida todos os domingos pela FOX.

Nota do Episódio7
Review do primeiro episódio da décima temporada de The Walking Dead, da AMC, intitulado "Lines We Cross".
7
Avatar

Rodrigo Sodre

Rodrigo é um rapaz que cresceu, mas manteve todas as alegrias da infância consigo. Com 24 anos, é formado em Jornalismo e joga videogame desde quando usava fraldas. Apaixonado por zumbis, começou a se interessar pelo gênero quando viu a primeira intro de Resident Evil 2. Hoje é fã fiel de The Walking Dead, e continua jogando, lendo, vendo filmes e séries.

No comments

Add yours