Game of Thrones, Season Premiere, 8ª temporada

Crítica: Última temporada de Game of Thrones estreia com bom episódio e muitas referências

Que emoção! A última temporada de Game of Thrones começou!

Depois de tanto tempo, é uma honra vir aqui comentar sobre o retorno de Game of Thrones. O mundo parou para ver Winterfell e não se decepcionou.

Assim, há quem diga que o episódio foi parado e nada aconteceu. Porém, eu digo o contrário. O primeiro episódio da oitava temporada foi essencial para o desenvolvimento da história. Contextualizou e fez diversas referências à primeira temporada.

Quem não vibrou com o reencontro de Arya e Jon? Amigos-irmãos que não se viam faz tempo… Enfim, foi tão lindo ver todo mundo reunido em Winterfell. Arya dizendo para Jon sobre a valorização da família, defendendo Sansa. A menina sempre foi muito arisca e tinha uma birrinha com a irmã. Dá um conforto no coração ver estas meninas unidas!

Imagem: HBO/Divulgação

Esperando um velho amigo…

Outro encontro que esperávamos bastante e que encerrou com suspense a estreia foi de Jaime e Bran/Corvo de Três Olhos. Depois de ter jogado o menino da janela e tanto tempo ter passado, Jaime não esperada encontrar logo de cara o moço em Winterfell. O que será que vai rolar?

Além disso, entre outras referências ao começo da série, houve o encontro de Sansa e Tyrion, que bateram um papo legal sobre acreditar no que a Cersei diz. A menina Stark tem hora que é bem sensata e esperta, mas não entendi ela ter ciúme do irmão com Daenerys. Ela não vê a necessidade de união pela guerra? Enfim… Ainda sobre o anão, Tyrion anda ganhando muitos conselhos, o que normalmente acontecia o contrário.

Tramas que se encaixam

Ademais, no geral, o episódio foi bem redondinho, tentando costurar a sétima temporada na nova, nos contando como os personagens estão e dando andamento na trama. As novidades já começaram com a abertura, quem reparou? Mostrando apenas as três casas, Stark, Lannister e Targaryen. A arte da abertura foi toda reformulada, com detalhes próprios da última temporada, como a Muralha derrubada, por exemplo.

Já em Porto Real, Cersei deu uma decepcionada… Eita mulher que tem dedo podre para macho, hein?! Euron Greygoy, sério? Além de fazer planos estratégicos com ele, ela ainda se envolveu com o pilantra. Não deu para acreditar que ela está entrando nessa… Espero que ela tenha um plano muito bom, porque senão ela vai se dar muito mal!

Agora, que cena macabra e aterrorizante que foi a da morte de Ned Umber. Primeiro que a Casa Umber deu um bolo nos Stark e decidiram que não iam mais ajudar na guerra contra os Caminhantes Brancos. Daí, logo em seguida, acontece isso… O menino – Senhor da Última Lareira – morto pregado na parede, com corpos em volta formando um símbolo. Este símbolo já foi visto outras vezes na série, quem lembra? Ele, assim como os outros, representa os desenhos que estavam pintados nas cavernas dos Filhos da Floresta, da época que o primeiro White Walker foi criado. Muito louco, né?!

Vai uma dose de Jonerys aí?

O episódio também foi marcado pelo romance. Muita gente não gostou do excesso de Jonerys na tela, mas acaba que foi necessário. GOT sempre foi uma série com romance e como os dois pombinhos da vez são os protagonistas, não há outra saída a não ser mostrar mais química entres os dois. Eles são os herdeiros do Trono de Ferro. Eu não curto muito Jon e Daenerys juntos, mas respeito o fato de que juntos são bem mais poderosos. Além disso, achei o máximo ele montando no dragão e dando um passeio por aí. Tenho certeza que veremos isso acontecer mais vezes.

Ainda em Winterfell, Samwell fica sabendo que Daenerys matou seu pai e irmão. Ele é um cara muito sentimental, então chorou e logo foi até Jon, na cripta. Achei importante ele perguntar ao seu amigo se ele faria o mesmo. Tudo pelo Trono? Complicado, hein?! Daenerys é muito determinada e sempre pensou assim. Não sei se Jon faria isso…

You know nothing, Jon Snow!

Finalmente Jon Snow, digo, Aegon Targaryen, fica sabendo da sua verdadeira origem. Acredito que foi o momento mais importante do episódio. Talvez nos livros não seria revelado a ele tão diretamente assim. Mas foi essencial para a série, para o desenrolar da trama. Porém, ao invés do cara ficar preocupado que está se relacionando com a sua tia, ele desconfiou do amigo… Como Ned Stark, o homem que ele mais admirava na vida, mentiu para ele todo este tempo?

Agora resta saber se Jon vai assumir o seu verdadeiro posto e vai ser considerado “traidor” como Ned, ou vai se manter fiel a Dany. Ele sempre honrou sua palavra e provavelmente vai continuar ajoelhado diante de Dany. A minha curiosidade maior é saber o que ela vai achar de tudo isso…

Enfim, com um episódio mais calmo, mas bem contextualizado, Game of Thrones inicia sua jornada final. O alívio cômico foi mais presente desta vez, mas esteve na medida certa, ao meu ver. Fato é que uma grande série inicia o seu fim de forma satisfatória e vai ficar marcada por muito tempo no mundo pop!

Obs.: 20 mil homens, 2 mil cavalos? Cersei só queria elefantes…

O próximo episódio parece que vai ser mais agitado. Será que já teremos o início da guerra?

Leia também: Inimigos se tornam aliados no trailer do episódio 8×02 de Game of Thrones

Nota do episódio10
Review do 8x01 de Game of Thrones, da HBO, intitulado "Winterfell".
10

Share this post

Paula Reis

Paula Reis

Advogada e concurseira de plantão, no Mix, é editora de reviews e colunas. É viciada em tudo sobre Game of Thrones e adora séries jurídicas.