Dark: série se torna a produção de língua “não-inglesa” mais assistida da Netflix

Imagem: Netflix

90% do público da série é de fora da Alemanha

Parece que a Netflix tem uma nova queridinha no mercado internacional.

De acordo com Greg Peters, chefe-executivo de produto da plataforma, a série alemã Dark se tornou o produto mais assistido de origem “não-inglesa”. Além disso, Peters afirmou que 90% de Dark vem de outros países, e não da Alemanha (Via Variety). Em 2017, o posto foi ocupado pela série brasileira 3%.

Peters também compartilhou algumas estatísticas do público global da Netflix, dizendo que os 117 milhões de assinantes do serviço agora criaram mais de 300 milhões de perfis. “Essencialmente, criamos 300 milhões de versões diferentes da Netflix“, disse ele. Além disso, os assinantes da Netflix acessaram o serviço de mais de 450 milhões de dispositivos individuais no mês passado, de acordo com Peters.

Trama…

Dark é ambientada na Alemanha e acompanha o desaparecimento de duas crianças, fato que traz à tona os problemas entre as famílias das vítimas. Porém, de forma misteriosa, este caso está conectado a um outro evento daquela mesma cidade, mas que ocorreu em 1986. A série trabalha com teorias complexas e viagens no tempo…

Leia mais: 6 novidades da Netflix para você maratonar

Os 10 episódios da primeira temporada estão disponível na plataforma. A segunda temporada já está sendo produzida.

Anderson Narciso

Anderson Narciso

Mestre em História, apaixonado por mídias, é o editor responsável e idealizador do Mix de Séries. Eterno órfão de Friends, One Tree Hill e ER, acompanha séries desde que se entende por gente. No Mix é editor de colunas e de notícias, escreve a coluna 5 Razões e resenha a série Gotham.

No comments

Add yours