How To Get Away With Murder acaba hoje: saiba a importância da série

How To Get Away With Murder importância

Hora de se despedir de How To Get Away With Murder

Hoje vai ao ar nos Estados Unidos o último episódio de How To Get Away With Murder. Após seis temporadas, o público irá se despedir da icônica Annalise Keating, interpretada de forma magistral por Viola Davis.

E mesmo que a série não termine no seu auge, ou não seja uma arrebatadora de audiência, é preciso ressaltar o quão ela é importante na história da TV. Seja por seu formato, por prender o espectador, e também por ter conquistado um prêmio que, até o seu lançamento, ninguém antes havia alcançado.

Criada por Peter Nowalk, How To Get Away With Murder estreou em 2014, acompanhando a trama de Annalise, uma advogada de renome que também era professora, ensinando seus alunos de direito a matéria que dava título a série. Mas, no meio disso tudo, um caso real de assassinato envolvendo estes alunos traz um mistério e um rastro de sangue, que poderia levar diretamente a professora Keating.

A importância da série

O formato de How To Get Away With Murder acabou fazendo escola para muitas atrações recentes. Mesmo que não seja algo inédito – afinal, uma outra série de advogados, Damages, já tinha utilizado tal recurso anos antes – a atração trouxe para atualidade uma excelente forma de manter o espectador pronto para o próximo episódio. A cada nova temporada, era nos entregue um flash do futuro que nos deixava intrigados, quase sempre com uma morte. E, a partir dali, íamos desbravando o que poderia acontecer. Certamente, muitas séries que vieram depois de Murder acabou copiando esse jeitinho de prender o público (oi, Elite!).

Continua após a publicidade

Claro que, a trama da primeira temporada foi imbatível. Tudo era sincronizado, e fazia jus ao título da atração de “Como sair impune de um assassinato“. De qualquer forma, nas temporadas seguintes, ainda nos foi entregue momentos icônicos que trouxeram para a série uma carga de extrema importância e responsabilidade.

Foi graças à How To Get Away With Murder, por exemplo, que Viola Davis ganhou o Emmy de Melhor Atriz em Série Drama. Na ocasião, em 2015, ela foi a primeira atriz negra a conquistar o prêmio, dando um show no seu discurso sobre como que até aquele momento atrizes negras não tinham ganhado por falta de oportunidade. “Não se ganha um Emmy por papéis que não existem”, ressaltou. Assista o vídeo completo abaixo.

E basicamente foi isso. How To Get Away With Murder abriu portas para que muitas séries dessem espaço para mulheres negras mostrarem seu talento como protagonistas. Além disso, nas palavras de Davis, redefiniu o conceito do que é ser “mulher, sexy, uma mulher protagonista e negra”. Somente por isso, a série já merece nos cumprimentos.

Cenas icônicas

Se pudéssemos realmente transmitir tudo o que Viola Davis disse neste discurso, resumiríamos a uma cena exibida na primeira temporada, em que a atriz senta diante de um espelho e retira toda a sua maquiagem.

Na série, por vários momentos, a personagem usou perucas diferentes e estilos diferentes. Mas, de alguma forma, Viola Davis fez com que ela mais fosse lembrada pelo momento em que se “desmonta” do que quando ela mostra uma “beleza padrão” para o mundo exterior. Sem dúvidas, é sobre essa redefinição da mulher que a atriz tanto falou.

Viola Davis também foi apta de gravar cenas sensuais ao lado de inúmeros parceiros ao longo da série. Mas, em uma reviravolta mais inesperada ainda, a personagem se revelou bissexual na segunda temporada e, mais uma vez, revolucionou ao protagonizar cenas de amor com outra mulher. Se tal fato ainda era um tabu na televisão, certamente se fez natural através da interpretação desta magnífica atriz.

Basicamente, Viola virava para os produtores e dizia, “me dê algo para desafiar, que eu farei”. Certamente, eles levaram essa expressão a sério, a ponto de colocar grande parte do significado da série na bagagem da atriz. Também, não é para menos. Trazer uma atriz do cinema, do calibre de Davis, para uma série de TV, deveria mesmo ser somente para um projeto que faria história de alguma forma. E fez.

Legado e Shonda Rhimes

Outro peso que a série carregou foi ser produzida por Shonda Rhimes. Mesmo que a autora de Grey’s Anatomy nunca tenha escrito sequer uma cena, a importância de Rhimes em financiar o projeto tornou-se um exemplo na TV sobre como que, as vezes, só falta alguém para acreditar em uma história. Shonda, com sua produtora, viu potencial em How To Get Away With Murder e apostou as fichas corretas.

A sincronia foi tamanha que, há dois anos, How To Get Away With Murder acabou fazendo um crossover com Scandal – série criada por Shonda Rhimes. O que parecia impossível de acontecer, mostrou-se natural, com duas titãs (Davis e Kerry Washington) dividindo cena em momentos arrebatadores.

Aliás, por alguns anos, essas três séries citadas (Murder, Scandal e Grey’s) formaram um poderoso bloco de séries produzidas por Rhimes, trazendo o primeiro lugar na audiência para o canal ABC, e deixando claro que as quintas da TV eram dominadas por esses três fenômenos.

Hoje tem o crossover de Scandal e How to get Away with Murder ...

Kerry Washington e Viola Davis no encontro de Scandal e HTGAWM. Imagem: Divulgação/ABC.

How To Get Away With Murder fará falta

Sem dúvidas, sua falta será sentida. Ver Viola Davis com suas diversas perucas – ou mesmo, com o cabelo natural – durante os episódios tornou-se um hábito. Além disso, poucas séries se arriscam a tratar de assuntos com tamanha importância envolvendo as mazelas que a raça negra sofre em qualquer lugar do mundo. Os preconceitos que orientações sexuais sofrem por não se encaixarem em “padrões”; Ou simplesmente, por tratar com tamanha naturalidade assuntos considerados tabus.

Os protagonistas cometeram diversos crimes ao longo das temporadas e, neste último episódio, a sentença deles através de um julgamento será definida. Igualmente, através de um flash misterioso, nos perguntamos “Quem matou Annalise?”, mas talvez a principal pergunta seria “Annalise está mesmo morta?”. Só descobriremos quando assistirmos.

Obrigado How To Get Away With Murder. E Obrigado Viola Davis. Ficaremos órfãos, pois a TV precisa de mais combinações – e inspirações – como vocês.

E você, assistia a série? Vai sentir falta? Deixe nos comentários. Além disso, continue acompanhando todas as novidades do mundo das séries aqui no Mix de Séries.

Anderson Narciso

Anderson Narciso

Criador, editor e redator do site Mix de Séries, é apaixonado por séries desde sempre. Fã incondicional de One Tree Hill, ER, Friends, e não perde um episódio da Franquia Chicago.

1 comment

Add yours

Post a new comment