La Casa de Papel é baseada em uma história real? A resposta é surpreendente

La Casa de Papel é real?

Há pouco mais de uma semana, La Casa de Papel retornou para sua 3ª parte na Netflix. E acredite se quiser: muita gente se pergunta sobre a inspiração da trama da série, bem como se ela é baseada em algum fato real. Porém, a resposta para esta pergunta torna-se ainda mais curiosa, e o Mix de Séries traz com exclusividade para você.

Na segunda temporada, o grupo conseguiu roubar cerca de 1 bilhão de euros da Casa da Moeda da Espanha, durante um assalto de 11 dias – e descobrimos que Pedro Alonso (Berlin) é o irmão mais velho do professor, mas que o gênio por trás do assalto era o pai deles.

Com uma tonelada de novos desenvolvimentos nas obras para uma nova temporada, é natural se perguntar se as histórias envolventes – que muitas vezes parecem super reais – são baseadas em eventos da vida real.

Continua após a publicidade

A resposta curta? Não, mas há aspectos do show que se inspiram na história.

Leia também: Saiba spoilers e previsão da 4ª temporada de La Casa de Papel

Como aprendemos na primeira temporada, os ladrões se disfarçam com máscaras que lembram o rosto do artista espanhol Salvador Dalí. O mesmo, inclusive, que ostentava um bigode exagerado. Por que ele? Bem, muito do trabalho de Dalí foi criado durante o movimento Dada de Zurique, que, de acordo com a Oprah Mag, ocorreu no início do século 20. O movimento, além disso, tratava de rejeitar a sociedade capitalista moderna.

Suas filosofias e de artistas similares se alinham com os dos ladrões centrais da La Casa de Papel. De fato, além de querer ficar rico, eles realmente planejam devolver o dinheiro para as pessoas com os seus… trabalhos.

“Bella Ciao”

Todavia, existe uma canção emblemática na atração. Frequentemente ouvimos a versão de “Bella Ciao” de Manu Pila durante todo a série. De acordo com as artes e o terror de Vladimir L. Marchenkov, essa é uma canção folclórica italiana que foi adotada como o hino da resistência antifascista.

É uma música que sempre fez parte da trilha sonora da minha vida“, disse Álex Pina, o criador do programa à NSS Mag. “Uma canção que me faz lembrar da infância e que o mundo inteiro sabe, um hino de resistência da mesma forma que a série é. Desde que haja resistência, há esperança, mesmo que eles não tenham a menor ideia se vão conseguir sair de lá.“, refletiu.

Considerando que o slogan da parte três é “junte-se à resistência”, este é mais um elemento da vida real que foi introduzido no programa. Em última análise, essas mensagens ocultas permitem que os espectadores saibam que o programa não é simplesmente sobre ladrões de banco, mas também uma história sobre resistência.

A parte 3 de La Casa de Papel já está disponível na Netflix.

Anderson Narciso

Anderson Narciso

Mestre em História, criador de conteúdo, é o editor responsável e idealizador do Mix de Séries. Eterno órfão de Friends, One Tree Hill e ER, acompanha séries desde que se entende por gente. No Mix é editor de colunas e de notícias e resenha séries semanalmente.

1 comment

Add yours

Post a new comment