Netflix lidera indicações ao Oscar 2020 e deixa “rótulo” das séries para trás

Netflix Oscar 2020

Netflix fez bonito nas indicações ao Oscar 2020

A Netflix quer mesmo deixar o rótulo de somente produzir séries prestigiadas para trás, e agora está pronta para dominar a produção de longas metragens consagrados – o Oscar que o diga.

Continua após a publicidade

A gigante do streaming fez história em Hollywood novamente nesta segunda-feira (13), conquistando ao todo 24 principais indicações ao Oscar 2020, marcando a primeira vez que a empresa ganhou mais indicações do que qualquer grande estúdio ou distribuidor especializado (via The Hollywood Reporter).

Melhor filme no Oscar

Não por menos, a plataforma alcançou duas cobiçadas indicações na categoria de Melhor Filme com O Irlandês, de Martin Scorsese, e História de um Casamento, de Noah Baumbach. O filme de Scorsese, além disso, recebeu um total de 10 indicações, empatando com Once Upon a Time em Hollywood, de Quentin Tarantino (Sony) e 1917, de Sam Mendes (Amblin/Universal). No entanto, a Warner Bros.  bateu o número de indicações com um mesmo título: Coringa foi o grande nomeado do Oscar 2020 com 11 indicações.

A Netflix está sendo vista na indústria

Parece que a Netflix quer mesmo superar a indústria do entretenimento em todos os sentidos, investindo em grandes produções do cinema. O reconhecimento do Oscar, sem dúvidas, é um grande passo para tal.

Indo além dos longas badalados, História de um Casamento e Dois Papas também receberam vários acenos para a Netflix, com seis e duas indicações, respectivamente.

E ainda precisamos ressaltar que o Brasil recebeu sua única indicação ao prêmio justamente através da Netflix: o documentário Democracia em Vertigem, de Petra Costa, foi indicado como Melhor Documentário. A fita conta os fatos que envolveram o impeachment da ex-Presidente Dilma Rousseff, e como que foi interpretado por parte da nação brasileira.

Evolução da Netflix nos Oscars

No ano passado, a plataforma de streaming recebeu 15 indicações no prêmio, incluindo a primeira vez em na categoria de Melhor Filme com Roma. Mais recentemente, seus filmes originais receberam 17 indicações ao Globo de Ouro da indústria, embora na cerimônia do dia 5 de janeiro tenha tido uma única vitória com Laura Dern como Melhor Atriz Coadjuvante em História de um Casamento.

Mas afinal, a Netflix merece todas essas indicações? Bem, ela vem irritando os proprietários de cinemas e muitos chefões da indústria cinematográfica por não aderirem a um lançamento teatral tradicional. Também, não são reveladas as receitas dos títulos da Netflix em cinemas selecionados, incluindo a safra deste ano de indicados ao Oscar. Mas, honestamente, isso não faz qualquer diferença.

A presença da Netflix na premiação ressalta que a Academia está apta a abraçar a modernidade, e que as vezes é necessário ceder as tendências – como é o caso de assistir produções em serviços de streaming. Claro que nada substitui a magia do cinema de assistir em uma grande tela, mas nem por isso as produções da Gigante do Streaming precisam ser esnobadas. Suas qualidades estão mais do que provadas, e o reconhecimento finalmente veio.

Claro que, se formos apostar, as chances de vitória são baixas – nossa grande torcida, de fato, vai para Laura Dern em História de um Casamento. Mas lembrem-se que lendas do cinema como Al Pacino, Joe Pesci (O Irlandês) e Anthony Hopkins (Dois Papas) estão ali para lembrar da união entre o clássico e o moderno, sendo as grandes estrelas da Netflix na premiação.

Certamente, estamos na torcida!

Confira abaixo os títulos da Netflix indicados ao Oscar, e os números totais de indicações.

  • O Irlandês: 10 indicações.
  • História de um Casamento: 6 indicações.
  • Dois Papas: 3 indicações.
  • Klaus: 1 indicação.
  • Democracia em Vertigem: 1 indicação.
  • Perdi Meu Corpo: 1 indicação.
  • Indústria Americana: 1 indicação.
  • A Vida em Mim: 1 indicação.

Leia também: Critics Choice Awards 2020 – Confira os vencedores

Todos os títulos estão disponíveis na Netflix. A cerimônia dos Oscars 2020 acontece no dia 09 de fevereiro, em Los Angeles. No Brasil, a transmissão acontece na íntegra pela TNT, e parcialmente na TV aberta pela Rede Globo.

Anderson Narciso

Anderson Narciso

Mestre em História, criador de conteúdo, é o editor responsável e idealizador do Mix de Séries. Eterno órfão de Friends, One Tree Hill e ER, acompanha séries desde que se entende por gente. No Mix é editor de colunas e de notícias e resenha séries semanalmente.

No comments

Add yours