As Telefonistas, Safe, Segurança em Jogo, Netflix

Netflix divulga lista das séries e filmes mais maratonados de 2018; confira

As Telefonistas, Safe, Segurança em Jogo, Netflix

Imagem: Netflix/Divulgação (03)

Com o final do ano no horizonte, a Netflix divulgou nesta semana a lista das suas séries e filmes originais que foram mais maratonados de 2018. Alguns são surpreendentes, outros nem tanto. As informações são da CNN.

Abaixo o leitor observa três listas. As duas primeiras mostram apenas produções originais lançadas em 2018 que tiveram “o maior número em média de visualizações por sessão”. Embora sejam dados limitados ao Brasil, eles não tem qualquer relação com a audiência total que cada uma delas teve.

Séries

1. O Bosque – 1ª temporada
2. A Catedral do Mar – 1ª temporada
3. The Seven Deadly Sins: Ressurreição dos Dez Mandamentos
4. On My Block – 1ª temporada
5. Segurança em Jogo
6. As Telefonistas – 3ª temporada
7. Safe – 1ª temporada
8. 21 Thunder – 1ª temporada
9. A Maldição da Residência Hill – 1ª temporada
10. Lost In Space – 1ª temporada

Redes Sociais (Instagram)

A empresa ainda divulgou uma terceira lista com o número de seguidores que cada talento de uma produção original sua possui. O ranking visa destacar, principalmente, a relevância da Netflix e a capacidade em lançar talentos até então desconhecidos (como Noah Centineo) ao estrelato.

1. The Fab Five (Queer Eye)
2. Lana Condor (Para Todos os Garotos que Já Amei)
3. Joel Courtney (A Barraca do Beijo)
4. Miguel Herrán (Elite e A Casa de Papel)
5. Jaime Lorente Lopez (Elite e La Casa De Papel)
6. Maria Pedraza (Elite e La Casa De Papel)
7. Noah Centineo (Para Todos os Garotos que Já Amei e Sierra Burgess é uma Loser)
8. Joey King (A Barraca do Beijo)
9. Hannah Gadsby (Nanette)
10. Kiernan Shipka (O Mundo Sombrio de Sabrina)

A lista mostra uma tendência do streaming em apenas divulgar informações que são boas. Desde quando a Netflix começou a fazer grandes sucessos, tenta-se encontrar uma forma de medir sua audiência. Foram divulgadas algumas métricas, mas a plataforma negou-os apontados erros de aferição.

Tags Netflix

Share this post

Bernardo Vieira

Catarinense e estudante de direito. Escrevo sobre entretenimento desde 2010, mas comecei com política internacional depois da campanha americana de 2016. Adoro uma premiação e um debate político, mas sempre estou lendo ou assistindo algo interessante. Quer saber mais? Me pague um café e vamos conversar.