O escândalo de The Big Bang Theory que os fãs não sabiam

Portal revelou história que fãs não conheciam.

the big bang theory escandalo

The Big Bang Theory foi um enorme sucesso durante sua corrida de doze temporadas nos Estados Unidos, através do canal CBS. No Brasil, ela também foi sucesso nas transmissões do canal Warner Channel.

Continua após publicidade

Ao longo dos anos, os fãs assistiram Leonard Hofstadter (Johnny Galecki), Sheldon Cooper (Jim Parsons), Howard Wolowitz (Simon Helberg) e Raj Koothrappali (Kunal Nayyar) se transformarem, de nerds idiotas sem namoradas para homens distintos em relacionamentos sérios. Bem, todos, exceto Raj, que terminou a série solteiro. Em parte, eles conseguiram isso fazendo amizade com a aspirante a atriz Penny (Kaley Cuoco) que trabalhava como garçonete. Ela acabou nos braços de Leonard, grávida de seu filho e trabalhando como representante de vendas de produtos farmacêuticos para a esposa de Howard, Bernadette (Melissa Rauch).

Continua após a publicidade

No entanto, muito poucos espectadores da série sabiam de um escândalo sombrio que ficou escondido ao longo de todos os anos. Tal escândalo permaneceu no sistema judiciário americano por muito tempo, enquanto a série ainda estava no ar. E este escândalo secreto de The Big Bang Theory aconteceu logo no início, durante a primeira temporada. Mas, agora, o Looper trouxe a revelação dele em uma matéria exclusiva.

Continua após publicidade
The Big Bang Theory escandalo
Imagem: Divulgação.

Soft Kitty” causou sérios problemas para a Warner Bros. por causa de The Big Bang Theory

No episódio da 1ª temporada, “The Pancake Anomaly“, Penny canta uma música chamada “Soft Kitty” para Sheldon em uma tentativa de acalmá-lo, enquanto ele está doente. A música se tornou uma espécie de grude na série e os personagens a cantaram várias vezes ao longo de sua execução. No entanto, foi “Soft Kitty” que causou alguns problemas legais para o programa, em um verdadeiro escândalo.

Leia também: O verdadeiro motivo por que The Big Bang Theory acabou

De acordo com o The New York Times, em 2015, Ellen Newlin Chase e Margaret Chase Perry processaram a CBS e sua produtora, a Warner Brothers. As irmãs acusaram The Big Bang Theory de tirar a letra e a música de “Soft Kitty” de sua mãe, Edith Newlin. Eles disseram que a professora do ensino fundamental publicou um poema chamado “Warm Kitty” em um livro de 1937, intitulado “Songs for the Nursery School“, com uma frase extremamente semelhante. E, dessa forma, alegou que os produtores do programa haviam cometido violação de direitos autorais.

Continua após publicidade

Em uma reviravolta interessante, a Willis Music – que detém os direitos autorais de “Songs for the Nursery School” – afirmou na época que havia feito um acordo para usar o poema com a gigante da mídia antes de “The Pancake Anomaly” ir ao ar. “Os escritores queriam a música porque um deles se lembrava dela quando era criança. Eles também queriam mudar ligeiramente a letra e eu realmente não tenho certeza do motivo dessa mudança”, disse um comunicado no site da empresa.

The Big Bang Theory
Imagem: Divulgação.

De acordo com a Reuters, o processo tramitou no sistema legal por mais dois anos antes de ser julgado improcedente em 2017. Mas até chegar a este ponto, o escândalo causou uma tremenda dor de cabeça para a Warner e os produtores de The Big Bang Theory. De acordo com o Looper, a juíza distrital dos EUA, Naomi Reice Buchwald, determinou que Chase e Perry não conseguiram provar que possuíam os direitos autorais de sua mãe sobre “Warm Kitty“. E, assim, a série conseguiu liberação para usar e reproduzir a canção como quisesse.

Embora a questão esteja resolvida há muito tempo, é definitivamente o escândalo mais interessante e inédito de The Big Bang Theory.

The Big Bang Theory fez história na TV

Mesmo diante de várias controvérsias, os fãs sempre se lembrarão com carinho de The Big Bang Theory. A atração ainda é extremamente popular no Brasil, como afirmou alguns dados cedidos pela Warner Channel.

Leia também: Fãs de The Big Bang Theory expõem buraco na trama

A série de comédia que conta a história de um grupo de amigos nerds – Sheldon e Leonard são físicos e trabalham no Instituto Tecnológico da Califórnia – foi um sucesso desde a sua estreia e, mesmo depois de dois anos do final, isso não mudou. A sitcom foi o programa mais visto pelos jovens entre 25 e 34 anos na Warner Channel durante o terceiro trimestre de 2021, com um aumento de 80% em sua audiência, comparado ao primeiro trimestre, nas 24 horas.

Ao longo de 12 temporadas, foram 10 Emmy Awards, incluindo quatro prêmios de melhor ator em comédia para Jim Parsons. O último episódio da série foi ao ar, no Brasil, em julho de 2019, mas sua popularidade continua intacta. Além dos millennials, os jovens da geração Z, entre 18 e 24 anos, também são fãs da série, que é a mais vista entre esse público nos últimos dois meses.

E então, você é fã de The Big Bang Theory? Sabia deste escândalo?

Criador do Mix de Séries, atua hoje como redator e editor chefe do portal. Especialista em SEO e construção de textos para internet, também atua como webwriter com foco em textos para o Google. Autor na internet desde 2011, passou pelos portais TeleSéries e Box de Séries. Fã de carteirinha de Friends, ER e One Tree Hill, é aficionado pelo mundo dos seriados. Também é fã de procedurais, sabendo tudo sobre o universo das séries Chicago, Grey's Anatomy, e séries de sucesso como La Casa de Papel e Lucifer. Também é fã da DC Comics, e acompanha produções inspiradas em personagens da editora, como Titans e até o mais recente produto da editora, Sweet Tooth.