O Problema dos 3 Corpos está causando grande polêmica

O Problema dos 3 Corpos está enfrentando uma polêmica enorme por causa de algumas cenas da primeira temporada.

O Problema dos 3 Corpos

A série “O Problema dos 3 Corpos” da Netflix pode estar prestes a enfrentar um problema na China devido à sequência de abertura da série. Ela se passa em 1966 durante a Revolução Cultural Chinesa. Como muitos produtos de Hollywood que têm sido questionados pela China, com representações do povo chinês acusadas de serem negativas e prejudiciais à imagem das autoridades do país.

As cenas de abertura de “O Problema dos 3 Corpos” mostram um professor de física sendo brutalmente espancado pelos Guardas Vermelhos Comunistas na universidade de Pequim por não se conformar com as ideologias do governo. Tudo isso acontece diante dos olhares atentos de uma multidão. Segundo a CNN, as pessoas inundaram as redes sociais com uma onda de “raiva nacionalista” direcionada à série.

No entanto, os criadores da série, David Benioff, Dan Weiss e Alexander Woo, provavelmente anteciparam essa questão. Em 2022, por exemplo, Benioff explicou que estavam muito conscientes de que havia muitos paralelos entre a Revolução Cultural e os tempos atuais que não podiam ser negados.

Ele disse na época:

Costumamos nos mover em ciclos em termos de história humana, e estamos passando por um certo período do ciclo agora. Existem muitas diferenças significativas entre o momento atual e a Revolução Cultural. Mas também existem algumas semelhanças. Nunca foi algo em que pensamos, ‘devemos fazer esse programa porque queremos fazer um comentário sobre isso’. Mas é interessante que os paralelos estejam lá e sejam difíceis de ignorar.

Leia mais sobre “O Problema dos 3 Corpos“:

No ano passado, a Tencent adaptou “O Problema dos 3 Corpos” em uma série de 30 episódios na China, intitulada “Three-Body” em inglês. Ela não incluiu as cenas que causaram tanto debate na versão da Netflix. No entanto, essa cena em si não é o único aspecto das diferentes adaptações a causar discurso na internet.

Enquanto alguns acusaram o Partido Comunista Chinês de tentar remover a Revolução Cultural da história do país em programas de TV e filmes populares, outros criticaram a versão da Netflix por relocar a história para Londres e incluir um elenco diversificado que se desvia de seu material de origem chinês original. Para a atriz Rosalind Chao, por exemplo, que interpreta a versão adulta de Ye Wenjie na série, a importância de uma adaptação feita internacionalmente é enorme ao retratar partes da história que alguns prefeririam esquecer. Ela disse:

“Acho importante ter uma versão internacional da história.

“Eu amo que isso tenha sido feito de forma mais internacional para um público mais amplo. Provavelmente vão me colocar mais na lista negra na China por dizer isso. Eles não falam sobre a Revolução. É tão enraizado não discutir isso, enquanto é uma parte enorme da história e o fato de que pode ser contado aqui de uma forma que também abraça o gênero de ficção científica, é meio empolgante. É importante, então, as pessoas entenderem a história mundial e o que faz as pessoas serem como são.”

Sobre o autor
Avatar

Matheus Pereira

Coordenação editorial

Matheus Pereira é Jornalista e mora em Pelotas, no Rio Grande do Sul. Depois de quase seguir carreira na Arquitetura, enveredou para o campo da Comunicação, pelo qual sempre nutriu grande paixão. Escritor assíduo na época dos blogs, Matheus desenvolveu seus textos e conhecimentos em Cinema e TV numa experiência que já soma quase 15 anos. Destes, quase dez são dedicados ao Mix de Séries. No Mix, onde é redator desde 2014, já escreveu inúmeras resenhas, notícias, criou e desenvolveu colunas e aperfeiçoou seus conhecimentos televisivos. Sempre versando pelo senso crítico e pela riqueza da informação, já cobriu eventos, acompanha premiações, as notícias mais quentes e joga luz em nomes e produções que muitas vezes estão fora dos grandes holofotes. Além disso, trabalha há mais de dez anos no campo da comunicação e marketing educacional, sendo assessor de imprensa e publicidade em grandes escolas e instituições de ensino. Assim, se divide entre dois pilares que representam a sua carreira: de um lado, a educação; de outro, as séries de TV e o Cinema.

Baixe nosso App Oficial

Logo Mix de Séries

Aproveite todo conteúdo do Mix diretamente celular. Baixe já, é de graça!