Semelhança? As vezes em que La Casa de Papel nos lembrou Prison Break

Imagem: Netflix Divulgação/FOX Divulgação

La Casa de Papel vem sendo um sucesso na Netflix, não há quem possa negar! Esse sucesso se deve tanto por seus personagens marcantes, como também, pela brilhante trama do seriado.

Mas ela, certamente, busca inspirações em outras produções já existentes, e não tem como não lembrar de um outro grande sucesso que teve um ritmo bem parecido com La Casa de Papel: trata-se de Prison Break.

Para provar tal inspiração, o Mix de Séries selecionou 5 fatos da série que nos lembrou de Prison Break. Aquela mesmo, que o personagem principal realiza um crime apenas para entrar na cadeia para resgatar seu irmão. Confira abaixo:

CONTÉM SPOILER DA SEGUNDA TEMPORADA

 Sara Tancredi x Raquel Murillo – O Amor inesperado

Imagem: Fox Reproducao/Antena3 Reproducao

Em Prison Break, Michael Scofield estuda a dedo a médica da cadeia, aproximando-se aos poucos da doutora para usa-lá em seu plano de fuga. Porém, ao fim, Scofield acaba se apaixonando por Tancredi. Já em La Casa de Papel, o professor se aproxima de Raquel, a inspetora encarregada por capturar os criminosos, como estratégia para ficar próximo da polícia. Como em PB, o que o professor não imaginava era que iria se apaixonar pela pessoa que poderia colocá-lo atrás das grades.

Pessoas extras no plano

Imagem: Fox Reproducao/Antena3 Reproducao

Inicialmente, o plano de Scofield era usar Abruzzi por conta do avião, Westmoreland pelo dinheiro, Sucre por dividirem a mesma cela e, claro, Lincoln. Mas os planos mudaram ao decorrer da série e eles acabaram incluindo mais pessoas. Em La Casa de Papel foi apenas uma: Monica Gaztambide. Levar a secretaria do banco não estava nos planos dos criminosos, mas depois de diversos acontecimentos, o grupo decidiu levá-la com eles para fora.

Mortes em momentos importantes dos planos

Imagem: Fox Reproducao/Antena3 Reproducao

Westmoreland era uma peça chave para o plano de Scofield para quando eles fugissem da cadeia, porém no momento da fuga, Charles morre com um corte na barriga, após uma luta com o policial para salvar o restante do plano. Já em La Casa de Papel, a perda é também significativa: Moscou, a pessoa encarregada por cavar o túnel para a fuga do grupo. Devemos lembrar que ele, assim como Charles, também morreu por um trauma na barriga. E  também foi causado pela policia, após ajudar no resgate de uma das principais  peças do plano.

Professor x Scofield

Imagem: Fox Reproducao/Antena3 Reproducao

Devo lembrar a esse ponto da leitura, que esse texto não é uma comparação. Apenas mostramos fatos que nos remetem uma série à outra. Logo que os personagens foram introduzidos ao público, ficou claro que a genialidade do professor era algo incrível. A maneira que ele sempre tinha uma carta na manga, a postura do personagem, a inquietude… Scofield nos mostrou em 4 temporadas essas características marcantes e essa excêntrica performance. Assim como Scofield, o professor ficará marcado como um dos personagens mais incríveis que já tivemos na TV.

Berlím x T-Bag – O caso de amor e ódio 

Imagem: Fox Reproducao/Antena3 Reproducao

Esses criminosos são a linha tênue entre o amor e ódio, diante de apresentações notáveis dos personagens, nos pegamos em questionamentos com nos mesmo: Devo ou não gostar dele? Nosso eterno T-Bag tinha tudo para ser odiado; seus crimes são repugnantes e o personagem faz cagada atrás de cagada, porém a carisma e diálogos risíveis do mesmo, nos faz torcer e simpatizar por ele. Berlím segue a mesma linha: em alguns momentos com discursos machistas e inconveniente, a figura nos presenteia com uma apresentação impecável e até mesmo, amável em alguns momentos. Há quem jure que os dois personagens são detestáveis, porém, se não fosse T-Bag e sua sala na 4ª temporada, Scofield nunca teria conseguido Silla; e sem a postura de Berlím na Casa da Moeda, o plano certamente não teria vingado.

Acrescento que as duas séries são incríveis e dignas de maratonas. E você, lembra de mais algum momento?

 

Share this post

Letícia Garcia

Paulista, porém mora na Carolina do Norte. Jornalista e apaixonada por séries e futebol. Grey's Anatomy é a série da vida, mas também é fã de Spartacus, Supernatural, Vikings e Friends. No Mix de Séries escreve as reviews de Vikings, Prison Break, 13 Reasons Why e Riverdale.