Stranger Things, explicado cena chave de Will na 4ª temporada

Stranger Things mostrou um momento emocionante entre Will e Mike.

Stranger Things
- Publicidade -

Will Byers (Noah Schnapp) é o garoto que começou tudo na série da Netflix. Na primeira temporada de Stranger Things, ambientada em 1983, Will é a primeira pessoa de Hawkins a desaparecer no Mundo Invertido. Desde então, Will não teve a infância mais fácil. De estar preso no submundo a ser possuído por seu mestre, é seguro dizer que Will realmente passou por uma situação bastante difícil. Acrescente as circunstâncias do mundo real de ser “diferente” em um tempo e lugar onde isso poderia matá-lo, e fica bem claro por que Will se sentiu muito isolado nas últimas três temporadas que antecederam a quarta temporada.

- Publicidade -

A sexualidade de Will tem sido um tema de discussão sobre Stranger Things há anos. E enquanto o elenco e a equipe do programa estão relutantes em chamá-lo do que é, depois de algumas conversas muito importantes no Volume 2, fica claro que Will, no mínimo, não é heterossexual. Em uma entrevista, os criadores da série, Matt e Ross Duffer, falaram sobre o discurso de Will para Mike (Finn Wolfhard) no episódio 8. No capítulo, Will revela sua pintura do Volume 1 e explica as complexidades dos sentimentos de El e Mike um pelo outro. Para Mike, ele está falando sobre Eleven (Millie Bobby Brown), mas para Will, Jonathan (Charlie Heaton) e o público, podemos ver que ele também está falando sobre si mesmo.

Momento foi marcante no volume 2 de Stranger Things 4

Os irmãos Duffer escreveram e dirigiram esses dois episódios finais, e através desta cena, em particular, eles usam uma variedade de ângulos de câmera para criar uma sensação de dualidade em cima do discurso de Will. Vemos Jonathan assistindo a conversa se desenrolar através do espelho retrovisor, a inocência inconsciente de Mike enquanto Will derrama seu coração, e a mágoa total de Will enquanto ele esconde as lágrimas de seu amigo. Mais tarde, também temos uma conversa entre Will e Jonathan, onde Jonathan deixa bem claro para Will que o ama exatamente por quem ele é. Como uma pessoa queer, a afeição cuidadosa e intencional de Jonathan por seu irmão mais novo fala muito.

- Publicidade -

Leia também: Will Byers é gay em Stranger Things? 4ª temporada responde

Matt Duffer falou sobre a cena, dizendo: “Noah é incrível. Ele é simplesmente incrível naquela cena. Eu também amo aquela cena entre ele e seu irmão, Jonathan. Seu irmão estando lá para ele.”, fazendo referência ao fato dele, possivelmente, ser gay.

Will será peça fundamental do desfecho

Quando perguntado sobre o que eles poderiam compartilhar sobre o futuro de Will na 5ª temporada, Matt Duffer continuou explicando: “Will será uma grande parte [do quinto ano]. É realmente tudo o que posso dizer da 5ª temporada.” Ross Duffer acrescentou: “Estamos voltando para um círculo completo de volta à 1ª temporada. Acho que você verá isso com alguns personagens, não apenas com Will. Mas também com Steve e Nancy, e seu relacionamento com Jonathan, onde as coisas não estão totalmente resolvidas. Os personagens talvez deram passos, como no caso de Will, mas essa jornada ainda não acabou. Tudo isso terá um papel enorme.

Em um elenco cheio de atores talentosos, Schnapp sempre foi um dos mais naturais e subestimados do grupo. Ouvir que Will estará no centro das atenções novamente na 5ª temporada é uma perspectiva emocionante para os fãs de longa data da série. Stranger Things não tem escassez de personagens relacionáveis, e para quem se vê em Will Byers, saber que ele pode finalmente se tornar seu eu mais autêntico e não encontrar nada além de amor e apoio de seus amigos e familiares é definitivamente um farol de esperança.

- Publicidade -
Stranger Things
Imagem: Divulgação.

Resposta sobre Will pode estar clara desde o princípio

É comum no meio televisivo que roteiristas criem “bíblias” sobre seus projetos. Assim, eles podem estabelecer todas as regras e detalhes sobre o universo e seus personagens. Com isso, fica mais fácil vender a ideia para canais e produtores interessados.

Leia também: Crítica: Stranger Things 4ª temporada parte 2 traz o que ela tem de melhor

Os irmãos Duffer fizeram exatamente isso. Eles escreveram uma bíblia com todos os principais elementos de Stranger Things (na época, o projeto se chamava Montauk). No documento, ao descrever Will Byers, os roteiristas já deixam claro que o menino é diferente, e se sente diferente dos demais. Ele tem problemas para se encaixar e se entender e isso é grande parte de sua personalidade.

As dúvidas de Will, portanto, são temas centrais do personagem e da série desde antes da série ganhar vida.

- Publicidade -
- Publicidade -