Crítica: 15×10/11 de Supernatural testou a sorte dos Winchester

Critica Supernatural 15x10

A sorte dos irmãos foi testada nos últimos dois episódios

Além disso, tivemos aparição de um personagem icônico. Garth voltou a aparecer em Supernatural, ou seja, poderíamos esperar um grande episódio. Por mais que a trama esteja seguindo uma linha principal, sabemos que a série ainda intercala seu enredo com histórias aleatórias. Na busca incessante por Chuck, os irmãos se viram em uma maré de azar que não tinham desde o pé de coelho nas primeiras temporadas.

Continua após as recomendações

O que, novamente, foi um tanto nostálgico e ótimo de assistir. A trama tenta conectar diversos pontos que faltam e precisam de um fim. E um deles é Garth. Agora como lobisomem e vivendo com sua família – também lobisomem. O divertido aqui foi ver os filhos do amigo levando o nome de Sam e Castiel.

A falta de Chuck – e de sorte

A briga da temporada é contra Chuck, ou seja, Deus. Por consequência, eles acabam lutando contra a força maior do universo. Assim sendo, os irmãos perderam diversas ajudas que foram essenciais para eles ao longo das outras temporadas, e uma delas: sorte. Como lutar contra qualquer coisa – ou pessoa, sem ter no mínimo sorte? Foi diferente vê-los sofrendo com problemas reais do dia a dia, como por exemplo, dor de dente, cartão de crédito rejeitado, dor de estômago, pneu furado.

Continua após a publicidade

Ao longo de todas as temporadas, os Winchester carregaram esse papel de invencíveis e quebrar esse paradigma foi bom (mesmo que no fim da série). No entanto, isso levanta uma questão: então toda vez que eles venceram algum ser sobrenatural ou lutaram, foi sempre com a ajuda do Chuck? É triste e bem deprimente pensar que sim.

Ida ao Alaska atrás de sorte

Com ajuda de Garth, os irmãos partem ao Alaska atrás do jogo da sorte. Novamente, mais um momento nostálgico, que nos lembrou o episódio 5×07 – episódio esse em que os irmãos deveriam jogar uma partida de poker para, assim, ganharem anos de vida. No entanto, nesse caso eles jogariam sinuca para ganharem sorte.

Assim que a competição começou, sabia que ao final, os irmãos ganhariam – assim como ganharam no poker. Mesmo que Supernatural às vezes nos surpreenda, sabemos que algumas coisas não mudam. Pelo contrário, eles perderam e ainda a deusa da sorte – decidiu “ficar do lado deles” nesse embate contra Chuck. Na verdade, até mesmo para um dos deuses, ouvir que alguém irá contra Chuck, parece absurdo.

A volta de outro personagem importante em Supernatural

No episódio 15×11 de Supernatural, tivemos a volta de Jack. O que foi para lá de importante e surpreendente, já que ao que tudo indicava, o ator não retornaria para a série. Muitos se perguntavam se ainda existia história para Jack na trama, já que o mesmo havia sido morto e retornado como outro personagem e, logo após, havia sido morto novamente.

No entanto, Jack é o único que pode dar um fim a essa história toda. Ele tem um poder absurdo e me parece a melhor ajuda para lutar contra Chuck. Claro que a ajuda de Miguel também será pra lá de importante, e se unirem forças, teremos um grande fim de temporada.

Por outro lado, o seu retorno traz novamente o lado vulnerável dos Winchesters – e de Castiel também. O personagem é muito especial para eles, e mesmo que ele seja muito mais poderoso que Dean e Sam, o instinto dos irmãos faz com que os mesmos queiram sempre protegê-lo. O que pode desencadear aquela trama chata de defesa novamente.

Agora com a sorte de volta e ajuda de Jack, os irmãos irão partir em busca de Chuck para enfim, derrotá-lo. Supernatural entra em hiatos e só retorna no dia 16 de março, sendo exibido lá fora as segundas-feiras.

Confira o vídeo promo do próximo episódio:

 

Nota do Episódio8.5
Review do décimo episódio e décimo primeiro episódio da décima quinta temporada de Supernatural, da CW,, intitulados "The Heroes' Journey" e "The Gamblers".
8.5