Crítica: 5×14 de Chicago Med jogou verdades na cara de quem precisa

Critica Chicago Med 5x14

Trama envolvente marcou episódio

Como fã da Franquia Chicago, nunca escondi que sempre achei Chicago Med a série mais fraca do combo. Para quem acompanha minhas resenhas, aqui no Mix de Séries, sabe que eu constantemente faço críticas rigorosas ao enredo da série.

No entanto, Chicago Med está melhorando. Ultimamente, as histórias estão sendo bem interessantes, e estou bem contente com isso. Como abordei na resenha passada, a atração está se desvinculando de conflitos amorosos e dando mais destaque para o envolvimento dos médicos com os pacientes – e isso, sem dúvidas, está sendo um grande acerto.

Verdades sinceras precisam ser ditas

O subtítulo acima pode soar um pleonasmo, mas é a melhor forma de definir o que está acontecendo para alguns personagens em Chicago Med. Isso porque, ao longo das temporadas, muitos personagens obtiveram panos quentes, tendo atitudes incoerentes sendo aclamadas. Isso nunca foi legal.

Continua após a publicidade

Neste décimo quarto episódio, por exemplo, houve uma trama da Dra. Manning com o Dr. Marcel: eles receberam um casal que sofreu acidente, e que deram entrada na emergência. Porém, a moça tinha sinais de abuso – mesmo ela não confirmando. Quando o marido entrou em estado crítico coube a ele decidir, se ele iria amputar a perna ou esperar para que acordasse e ele decidisse seu melhor tratamento. Só que claro, quando mais demorasse, mais poderia ser crítico. Acontece que a esposa estava, na verdade, arrumando uma forma do marido morrer, uma vez que ela não queria ser mais abusada. Só que a Dra. Manning percebeu tudo e claro, precisou intervir!

Portanto, ela foi até a diretoria do hospital, contra a vontade de Marcel, e conseguiu uma autorização para que o hospital tomasse a decisão sobre o marido, uma vez que a esposa não estava em condições de decidir. No final das contas? O marido se estabilizou, mas acabou morrendo porque a esposa desligou os aparelhos.

Crockett, depois que viu tudo, acabou falando umas boas verdades para Natalie, que claro, comemorei. Basicamente, ele disse que ela foi “enxerida”, tentando arrumar uma situação que já estava problemática. Ela não se colocou no lugar da esposa, deixando seu ego falar mais alto. Essas verdades, inclusive, precisavam ser ditas para boa parte dos médicos de Chicago Med, uma vez que constantemente eles tomam atitudes duvidosas, em “prol do cuidado do paciente”. Espero que essas palavras ecoem na mente da médica, e faça dela um ser humano melhor. Afinal, todos precisamos evoluir, não é mesmo?

Erros nas vidas pessoais

Alguns médicos gostam de cometer atrocidades dentro do hospital de Chicago Med, mas tem alguns que gostam de repetir os erros em suas vidas pessoais. É o caso de Will Halstead, vulgo o personagem mais perdido da série.

Eu até que estou gostando de sua trama, envolvendo o centro clandestino de aplicação de drogas. Só que ele é bem perdido. Agora, resolveu se envolver com a médica a qual ele estava preocupado devido ao vício com as drogas. Sério Will, qual o seu problema? Não sei se ele deixou o envolvimento acontecer para que ela confiasse ele na obtenção de ajuda, mas se for isso ele está muito errado. Caso não seja, ele está mais errado ainda em se aproximar de uma pessoa tão vulnerável quanto a ginecologista viciada. Só quero ver aonde essa história vai parar.

Se eu puder enquadrar alguém nas categorias de erros, também colocaria April, que insiste em arrastar o seus sentimentos por Marcel, mesmo ela negando. Além disso, ela também segue mantendo a vida com o Dr. Choi normalmente – como se nada, dentro dela, estivesse acontecendo. Ela vai esperar engravidar pra contar toda a verdade? Ai que preguiça de você, April!

Para fechar, gostei muito da trama do Dr. Charles neste episódio, que trabalhou com a Srta. Curry em um diagnóstico errado de estado vegetativo. Eu vi muito potencial na estudante, e quero que a série explore mais ela. Sem dúvidas, é uma personagem que pode crescer.

Eu estou gostando muito dos rumos da série, e acho que a temporada deu uma boa estabilizada. E vocês, o que estão achando? Deixem nos comentários. Além disso, continuem acompanhando todas as novidades de Chicago Med aqui no Mix de Séries.

Abaixo, o vídeo promocional do próximo episódio. Até lá!

Nota do Episódio9.5
Crítica do décimo quarto episódio da quinta temporada de Chicago Med, intitulado “It May Not Be Forever”. Episódio foi exibido nos EUA pelo canal NBC.
9.5
Anderson Narciso

Anderson Narciso

Mestre em História, criador de conteúdo, é o editor responsável e idealizador do Mix de Séries. Eterno órfão de Friends, One Tree Hill e ER, acompanha séries desde que se entende por gente. No Mix é editor de colunas e de notícias e resenha séries semanalmente.

2 comments

Add yours

Post a new comment