Crítica: 7×09 de Brooklyn Nine-Nine faz você ficar atento aos detalhes

Critica Brooklyn Nine-Nine 7x09

Você não vai querer perder nenhum detalhe desse episódio em um caso brilhante que movimentou a 99

A 99 está com uma nova força tarefa e Jake está de olho no comando em Brooklyn Nine-Nine. Mas para isso, teria de convencer Holt a indicá-lo para o cargo.

Continua após as recomendações

Entretanto, o capitão não parece a favor da ideia e o detetive tenta convencê-lo quando acontece uma explosão fora da sala. Além de ter feito um estrago na sala, a bomba de “Glitter” acionada por Scully também danificou uma evidência de crime que estava na mesa de Peralta. Com medo do incidente afetar sua indicação ao novo cargo, Jake prefere culpar o policial Howard Booth por ter deixado a prova em sua mesa, vendo como uma oportunidade solucionar o caso e ganhar pontos com Raymond.

O que ele não contava era com o capitão da 99 chamando o melhor detetive que ele já trabalhou: Dillman – o que deixou Peralta enciumado.

Continua após a publicidade

Afinal quem é Dillman?

Com um estilo à la Holt, Dillman é um cara de poucas palavras e misterioso, que chega a conclusões rapidamente. O fato incomoda um pouco Peralta, deixando-o inseguro. Então, Jake tenta resolver o caso antes do recém-chegado detetive, mas é uma tentativa frustrada. Pois acusa Terry e Holt por terem planejado a “pegadinha” da bomba. Porém, ele é desmentido e acaba descobrindo que Raymond queria na verdade que Charles ficasse no comando da nova força tarefa.

Dillman x Peralta

Enquanto isso, Dillman conduz sua investigação observando todos os detetives e interrogando a misteriosa Rosa Diaz e descobre que ela não está envolvida. Levando-o a acusar Peralta, através das evidências encontradas e também por uma possível tinha motivação – resolver o caso o colocaria mais próximo do cargo que almejava. Sem pensar duas vezes, Holt suspende Peralta que passa a ter uma ideia de quem armou tudo. Ele volta a 99 com evidências que comprometem o detetive Dillman que não é quem diz ser e também está de olho no cargo na força tarefa.

Elementar minha cara 99…

Em uma reviravolta inesperada, Boyle, elucida o caso. Como eu disse anteriormente é preciso estar atento para não perder nenhum detalhe. Focados mais em quem foi o culpado e tentando impressionar Holt, os detetives não prestaram atenção no que foi destruído, e quem estava lá. Mas isso não passou despercebido por Boyle.

Ele observou a evidência destruída era a única para incriminar um suspeito preso. Por isso passou a investigar o suspeito e acabou descobrindo que policial Booth era cunhado do suspeito e autor do atentado. Ele previu, assim, a situação de Charles manda prender o policial, salvando o amigo Jake da suspensão. Jake entende porque Holt queria Boyle no comando na força tarefa e pede desculpa pelo seu comportamento inadequado.

Vocês gostaram do episódio? Deixem nos comentários. Além disso, fiquem ligados no Mix de Séries para todas as novidades da séries.

Abaixo, um vídeo promocional do próximo episódio.

 

Nota do episódio9
Crítica do nono episódio da sétima temporada de Brooklyn Nine-nine, exibido nos Estados Unidos pelo canal NBC, intitulado Dillman.
9

No comments

Add yours