Crítica: Chicago Fire estreia 8ª temporada com episódio triste, mas empolgante

Cruz chora no leito de morte de Otis em Chicago Fire.

Emoção tomou conta da estreia da 8ª temporada de Chicago Fire

Se existe algo que Chicago Fire pode fazer sem esforço, é nos emocionar. E foi na estreia da oitava temporada, exibida nos EUA pela NBC, que o drama dos bombeiros mais amado da TV conseguiu elevar ainda mais este potencial. Se a sétima temporada foi acusada de ser morna, e muitas vezes entediante, este ano promete ser agitado, empolgante e claro… bastante emocionante.

Continua após as recomendações

A temporada começa exatamente onde deixamos os personagens no fim da sétima temporada, em um incêndio numa fábrica de colchões. Diversos personagens encontraram-se em situação de risco, e uma explosão acabou por atingir Otis gravemente. O bombeiro sobrevive no local, mas acaba tendo o corpo completamente queimado, de forma grave. Em um dos momentos mais angustiantes da série, toda a equipe tentou salvá-lo, fazendo absolutamente de tudo. No entanto, já no hospital, Otis acabou não sobrevivendo. Sim, nosso amado Brian se foi em uma cena triste e que fez nosso coração parar. Mas antes de morrer, o personagem acabou pronunciando algumas palavras em russo, deixando os espectadores curiosos.

Além disso, vale ressaltar, ainda no momento do incêndio uma lage desabou, deixando Brett gravemente ferida. Só que a laje desabou apenas após a ordem de Casey, sob a certificação de Bolden. E naquela situação de pânico, mal sabiam eles que isso voltaria contra o Batalhão mais tarde.

Continua após a publicidade

Três meses depois

Após o primeiro bloco do episódio, avançamos três meses no tempo. É então que começamos a explorar os desdobramentos deste incêndio de grandes proporções. No Batalhão, nenhum bombeiro preencheu a vaga de Otis. Além disso, Brett está de mudança para o Texas, onde irá se casar com o Capelão. Assim, um novo paramédico chega ao local – mas que acaba não agradando muito.

Tudo parece entrar nos eixos, em termos. Isso porque todos ainda sentem muito a morte de Otis. Inclusive, foi triste ver sua foto no “in memorian“, ao lado de Shay, que nos deixou tragicamente no começo da terceira temporada. Reviver momentos assim, certamente, são dolorosos para os fãs de Chicago Fire.

Porém, o grupo fica surpreso quando os desdobramentos da investigação do incêndio recaem sobre a imprudência de Casey, que autorizou parte de sua equipe a entrar no local instantes antes dele desabar. Assim, o personagem acaba sendo julgado pelos seus atos – mas salvo, na fala de Bolden, que assume toda a responsabilidade do Batalhão. Mas o público entendeu que Casey autorizou, e mesmo que ele não soubesse das circunstâncias, este é um sinal de que o personagem não está bem.

Aliás, Matthew vem andado bem instável desde a saída de Gaby, e isso tem deixado o personagem um pouco “perdido” no seu caminho. Só eu acho que um romance com Brett pode “acalmar” o personagem? Mas vamos ter calma… Esta relação precisa ser trabalhada e não pode ser jogada “do nada” para os espectadores. Acredito que a série ainda vá trabalhar na história deste romance, mas irá desenvolver a conexão entre esses dois com calma. Eu estou torcendo, e vocês?

Despedida em Chicago Fire

Em um dos momentos mais tristes e emocionante do episódio (assim como da série), temos a inauguração de um memorial para Otis – e para todas as vidas que são perdidas em combate a incêndios. Neste momento, Bolden acaba revelando para Cruz o que Otis disse em seu leito de morte. Isso porque Cruz ficou receoso de descobrir, uma vez que ele poderia estar sofrendo de dor, ou dizendo algo que poderia abalar ainda mais o bombeiro.

Entretanto, Bolden diz que as últimas falas de Otis foi “Irmão, eu vou sempre estar com você”, em uma linda declaração para o melhor amigo. Cruz, neste exato momento, cai em prantos – e nós também!

Ufa, que estreia agitada e emocionante. Essa temporada promete ser incrível. Eu estou animado para o que vem por aí. Mas ao mesmo triste por ver um personagem tão querido como Otis partir dessa forma trágica…

E vocês, o que acharam da estreia do episódio? Deixem nos comentários. E continue acompanhando semanalmente nossas críticas no Mix de Séries.

Nota do Episódio10
Crítica do primeiro episódio da oitava temporada de Chicago Fire, intitulado "Sacred Ground". Episódio foi exibido nos EUA no dia 25 de setembro de 2019. No episódio, descobrimos os desdobramentos do incêndio na fábrica de colchões, onde um dos personagens originais acaba morrendo.
10
Anderson Narciso

Anderson Narciso

Criador, editor e redator do site Mix de Séries, é apaixonado por séries desde sempre. Fã incondicional de One Tree Hill, ER, Friends, e não perde um episódio da Franquia Chicago.

No comments

Add yours