Crítica: Chicago PD destacou o bebê de Burgess e Ruzek no episódio 7×11

Critica 7x11 de Chicago PD

Burgess e Ruzek se deram conta de que realmente serão pais em Chicago PD

O décimo primeiro episódio de Chicago PD acabou sendo meio morno, mas aproveitou para começar a apresentação do ‘baby Burzek” ao mundo.

Diálogo

É inegável que Burgess e Ruzel precisarão conversar mais. Burgess está com um total de zero paciência sobre o assunto, incluindo a proteção que Ruzek está fazendo.

Eles precisarão ter mais calma e realmente sentar e discutir o mais importante: o filho. Burgess está assim, com os nervos à flor da pele, pois como ela mesmo disse, ela vai ter o filho, e não tem nenhuma certeza sobre como será o trabalho depois disso. Bem como não tem certeza sobre onde vai trabalhar até perto do parto, não tem certeza se o stress no job é bom para o baby, e não tem certeza que estará em plena forma para voltar depois da licença.

Continua após a publicidade

Da mesma forma que Burgess está nadando em dúvidas, também ficamos sobre o fato dela contar ou não para a Inteligência. No final, ela acaba contando para Voight, e logo depois recebendo um caloroso abraço, o que é bom sinal. Mas o que podemos tirar desse episódio sobre o futuro dessa ‘casal’ com o baby?

O futuro de Burgess em Chicago PD

Os pensamentos para o lado de Burgess não estão muito positivos. A vida de muitas mães que trabalham são complicadas, e as estatísticas estão aí: muitas delas são demitidas depois do retorno, pois seu “desempenho muda”.

As prioridades mudam, e o desempenho pode, sim, mudar, mas só as mulheres sofrem disso. Podem ter certeza que Kim vai sofrer com isso, Adam não. A preocupação dele durante as operações em Canaryville são coerentes, e eu também me preocuparia. Porém Burgess não quer cuidado, nem privilégios.

Como já disse, esse plot vai dominar a temporada, e eles podem fazer muitas coisas boas, e muitas ruins com isso. Eu realmente espero que ela fique na base policial, trabalhando como o Jay ficou enquanto esteve em recuperação. Mas que depois ela volte. A não ser que ela não queira.

Jordan

Esse irmão do Kevin, que dominou o “caso da semana” desde o último episódio, é meio bobo e ingrato. Desculpem, mas o que Atwater fez por ele é coisa grande. Com a namorada assassina presa, Jordan ficou furioso com Kevin? Francamente, Voight tem razão, pois Kevin precisa interferir até um certo limite. Jordan é bem adultinho e vacinado. Deixa ele viver, pois o próximo passo seria prender ele em casa, pois quando sai, só faz “cagada”.

Família

Gostaria muito, mesmo, que Kim fosse um pouco de família para Ruzek, e vice versa. Agora com o baby isso pode ser possível. Assim como Platt é família de todos eles, sempre ajudando e presente, desejo isso aos outros, que parecem sempre muito avulsos. Platt dando aquela caneca de “mãe policial” para ela foi DEMAIS. Sinto falta um pouco disso na família Chicago toda.

A maioria parece solteiro, sem família, e filhos de chocadeira. Sabemos que o foco é policial, mas eles poderiam mostrar as famílias. Mas entendo também que isso seria contratar mais atores. É mais barato contratar uns amigos que aparecem e somem, às vezes.

Bem, Kevin sabe do baby Burzek, e acho que ele tem uma cara ótima de padrinho. Fica a dica. Sobre o pedido de casamento, francamente, nem vou falar que Ruzek precisa rever a dimensão das suas ações. Nem homens a moda antiga casam mais, quando a mulher está grávida. Eles se amam? Sim, eu acho. Mas eles são destrutivos juntos. O filho pode mudar isso? Quem sabe, espero que sim.

E vocês, o que acharam do episódio de Chicago PD? Deixem nos comentários e continuem acompanhando as resenhas aqui no Mix de Séries. Abaixo, segue o vídeo promocional do próximo episódio.

 

Nota do episódio8
Crítica do décimo primeiro episódio da sétima temporada de Chicago PD, intitulado "43rd and Normal", exibido nos Estados Unidos pelo canal NBC.
8
Tags Chicago PD
Caroline Marques

Caroline Marques

Engenheira de Alimentos, mestre em química de alimentos, um tanto quanto viciada em séries, filmes e livros. Fã de Hannibal, Dexter, Grey's Anatomy, Demolidor, Sherlock e Stranger Things. Reviewer de Chicago PD.

1 comment

Add yours

Post a new comment