Crítica: Decisão de Burgess no 7×08 de Chicago PD poderá mudar tudo

Imagem de Burgess no 7x08 de Chicago PD

Chicago PD revelou que Burgess está grávida

O oitavo episódio desta sétima temporada de Chicago PD deu uma sacudida na história e poderá mudar os rumos daqui para frente.

Continua após a publicidade

O ship Burzek (Burgess e Ruzek) voltou com tudo, e agora teremos um mascote para o time da Inteligência. Durante 45 minutos, assistimos nossa querida Kim Burgess lutar com a ideia de ter um filho nesse momento.

Burgess está consolidada no time de investigadores de Voight, tem sua confiança e finalmente consegue viver em harmonia com Ruzek. A última recaída levou a uma gravidez surpresa, e sua primeira decisão foi não ter o filho por agora. Para não entrar na discussão do aborto, podemos apenas analisar os motivos da decisão dela. Como vejo sempre This Is Us, aprendi que depois dos filhos as preocupações nunca param. E foi exatamente isso que disse uma das mulheres resgatadas na trama de sequestro desse episódio.

Claro, acredito que realmente não há dúvidas de Kim poder ficar no time, caso ela tenha o bebê, mas provavelmente sempre teremos ela preocupada com o filho daqui para frente.

Além disso, com Ruzek por perto, tenho medo que ele comece a cuidar demais dela, zelar em excesso pelo seu bem estar. Se isso acontecer, irritará todo mundo. Porém, Burgess resolveu manter o baby por enquanto, e realmente entendi seu ponto. Escolher perder a oportunidade de ser mãe, se ela sempre quis isso, não é legal. A reação do Ruzek foi de surpresa inicialmente, de apoio e um pouco de alívio – depois quando ela disse que iria tirar. Posteriormente, quando ela decidiu manter, ele apresentou apoio novamente. Gostei do respeito dele, admitindo que ela é independente e, portanto, ele ESCOLHE estar na vida do filho.

As mulheres raptadas…

Quanto ao caso da semana, foi daqueles pesados e que sempre chamam a atenção nas séries. Raptos. Duas mulheres foram mantidas durante anos por um maluco, presas, violentadas, até que uma apareceu morta dando brecha para tudo ser solucionado. Aliás, o caso é resolvido, porém o trauma da sobrevivente não. Apesar de que achei ela bem lúcida depois de ter ficado anos presa, onde até teve um filho. Esses casos me fazem ficar com medo de chamar pessoas em casa para fazer serviços.

O ponto alto

Eu dei um pulo quando Hailey estava interrogando o suspeito inicial do rapto. O professor de música apenas perguntou se ela e Voight não acreditavam em amor verdadeiro, e Upton fez os olhinhos de Voight brilharem, encostando o cara na parede com a mesa e desenhando no ar para o cara entender que o problema era a diferença de idade. Pois a vítima tinha apenas 17, na época do rapto. Eu li os pensamentos do Hank Voight na hora, “Essa pode ocupar minha cadeira!”. Pena que não duraria muito. Jogando limpo sempre!

O próximo episódio é fall finale. Ou seja, temos apenas mais um episódio no EUA este ano.

Assistam a promo, Jay Halstead estará em grande perigo. Continuem acompanhando nossos textos aqui no Mix de Séries e até a próxima.

 

Nota do episódio9.5
Crítica do episódio oito da sétima temporada de Chicago PD, intitulado "No Regrets". Episódio foi exibido nos EUA pela NBC.
9.5
Tags Chicago PD
Caroline Marques

Caroline Marques

Engenheira de Alimentos, mestre em química de alimentos, um tanto quanto viciada em séries, filmes e livros. Fã de Hannibal, Dexter, Grey's Anatomy, Demolidor, Sherlock e Stranger Things. Reviewer de Chicago PD.

No comments

Add yours