Elite: 4ª temporada tem preocupante caso real na Netflix

Histórias da vida real inspiraram trama específica da quarta temporada de Elite.

Elite 4 temporada história real

Elite retornou na semana passada na Netflix com sua quarta temporada. E, como sempre, rodeada de polêmicas. Incluindo uma história que tem inspirações em casos da vida real (via Los Angeles Times).

Continua após publicidade

Com oito novos episódios que estrearam na sexta-feira, 18, a quarta temporada não pisou no freio em muitos sentidos.

Continua após a publicidade

A série, que seguia três estudantes da classe baixa que se transferem para Las Encinas enquanto estabelecem relacionamentos – e cometem crimes – em todo linhas socioeconômicas, mergulha de cabeça no fascínio e nos perigos de misturar sexo, câmeras e dinheiro.

Continua após publicidade

Aliás, foi assim que no TikTok e no Twitter surgiram discussões sobre como tais sites necessitam distinguir a temática sexual adulta, da preparação digital de adolescentes para este mundo.

“Queríamos manter o DNA da série. Temos temas adultos, mas queríamos ir até o fim com esses novos personagens”, disse o criador de Elite, Carlos Montero, ao The Times.

Continua após publicidade

Queríamos falar sobre o que acontece em certas páginas online, como OnlyFans. Onde você pode acessar algum tipo de [trabalho mais adulto].

Elite 4 temporada
Imagem: Divulgação.

Trama intensa na quarta temporada de Elite

Nesta temporada, Las Encinas dá as boas-vindas a quatro rostos novos, incluindo a realeza Phillipe Florian (Pol Granch) e os irmãos Blanco que são bem paparicados. Entre eles, a filha mais velha Ariadna “Ari” (Carla Díaz), seu sedutor irmão gêmeo Patrick (Manu Rios) e a mais jovem e incompreendida Mencía (Martina Cariddi).

Continua após a publicidade
O MIX DE SÉRIES atingiu 10 milhões de visitas mensais e vamos ensinar tudo que aprendemos nessa caminhada! Aumente o tráfego do seu site com técnicas avançadas de SEO.
Faça seu pré-cadastro aqui!

Quando a administração draconiana de seu pai assume o poder, os irmãos entram em confronto com seus novos colegas. E isso causa uma fissura mais profunda entre Mencía e seu pai Benjamín (Diego Martín).

“No momento em que Mencía é isolada do pai ou não recebe tanto dinheiro quanto gostaria, ela acessa esse cliente acidental”, disse Montero. “Ela concorda, facilmente. Então queríamos falar sobre como isso está acontecendo com mais frequência na vida real e como isso está mais normalizado hoje em dia.

Ao mesmo tempo teimosa e desesperada, Mencía vai contra a corrente, sentando-se ao lado de seus colegas em seu protesto contra Don Benjamín. E chamando a atenção da heroína Rebe, abreviação de Rebeca (Claudia Salas).

Reviravoltas

Após as prévias da temporada e breves historias recentemente adicionadas, os fãs têm desejado que Rebe, que é bissexual, finalmente tenha um interesse amoroso feminino após três temporadas.

No entanto, o relacionamento inicial é quase frustrado por Benjamín, o comportamento evasivo de Mencía e as cicatrizes emocionais de Rebe.

“A questão é que [Rebe] não tem problema em explorar um relacionamento gay. Seu problema é abrir seu coração para um novo relacionamento… porque ela teve um grande desgosto com Samuel”, disse Montero, lembrando o breve relacionamento de Rebe e Samuel na 3ª temporada. “Mencia é capaz de fazer com que ela, aos poucos, abra o coração.”

Imagem: Divulgação.

A conexão culmina em uma Rebe preocupada, que brigou com Mencía por causa de seu segredo. No processo, Rebe, a ex-“Narco Barbie”, prova que a desconfiança de Benjamín por ela é equivocada.

Ao usar um avental vermelho e argolas de ouro exclusivas, Rebe se faz passar por uma trabalhadora de hotel, oferecendo serviço de quarto e champanhe. Quando o cliente abre a porta da suíte, Rebe acerta sua virilha com o capacete e o expulsa. Depois de ajudar Mencía a escapar por pouco de um encontro traumatizante, Rebe pergunta a ela o que todos nós estamos nos perguntando: “Que diabos?”

Trazendo caso real à tona

Com as mulheres em destaque nas novas histórias, a série investiga como o sexo, sobrevivência e status se manifestam na vida cotidiana dessas adolescentes. E enquanto dois triângulos amorosos se fermentam e o caos se instala, “Elite” ultrapassa os limites dos personagens.

“Esta temporada em particular é baseada principalmente no conceito de privilégio”, disse Montero. “[Os ricos] têm tudo e querem mais, então nunca é o suficiente. Esta [temporada] é repleta de uma grande carga emocional e assuntos muito poderosos. É para as pessoas assistirem um episódio após o outro – e não poderem parar.”

A temporada termina em um momento de angústia. Logo, esta não será a última vez que você verá a equipe em Las Encinas, no entanto. A quinta temporada vem aí, e mais histórias breves também poderão estrear na Netflix.

Leia também: Explicamos o final da 4ª temporada de Elite

E então, o que você achou da quarta temporada? Deixe nos comentários e, igualmente, continue acompanhando as novidades do Mix de Séries.