Mãe de dublê morto em Walking Dead diz que acidentes são escondidos tanto quanto assédios

Imagem: IMDB/AMC (Mirror)/Divulgação

Continua após as recomendações

A mãe do dublê John Bernecker, morto em julho do ano passado durante as gravações de um episódio de The Walking Dead, concedeu uma recente entrevista ao Deadline em que comentou sobre o episódio e a consequência dele, meses depois.

Bernecker morreu após cair mais de 20 pés de altura de uma varanda na Georgia, que lhe causou lesões fatais na cabeça. Embora a cena tivesse de terminar uma queda, o dublê perdeu o equilíbrio e atingiu um concreto.

Continua após a publicidade

Na semana passada, a AMC foi multada com a penalidade máxima sobre a violação grave das regras de segurança federais. Mas a mãe do dublê, Susan Bernecker, disse que desde então tem ouvido de amigos do filho sobre a insegurança dos sets de Hollywood.

Se você tirar a palavra ‘sexo’ e colocar ‘segurança’, é a mesma coisa“, disse ela ao Deadline. “Isso é paralelo na minha mente. Existem as mesmas pressões e os mesmos riscos, ao se falar de assédio sexual e segurança no trabalho“, completou.

As pessoas têm medo de falar porque têm medo de que nunca mais voltem a trabalhar ou que sejam chamadas a atenção“.

Além disso, Susan comenta que muitas questões sobre o episódio daquele dia ainda são nebulosas. “Levou uma hora para levá-lo ao hospital, e esse é um grande problema para mim – além do que aconteceu“, destacou. “Há muitas respostas que eu não tenho“.

Em resposta à multa, a produtora de The Walking Dead emitiu um comunicado. “Este foi um trágico e terrível acidente. Levamos a segurança de nossos funcionários extremamente a sério em todos os nossos conjuntos e cumprimos – e freqüentemente excedemos – a segurança padrão da indústria.”

Anderson Narciso

Anderson Narciso

Criador, editor e redator do site Mix de Séries, é apaixonado por séries desde sempre. Fã incondicional de One Tree Hill, ER, Friends, e não perde um episódio da Franquia Chicago.

No comments

Add yours