O Poder e a Lei: vale a pena assistir a série da Netflix?

Eis o veredito sobre O Poder e a Lei.

O Poder e a Lei
Imagem: Divulgação.

O Poder e a Lei (The Lincoln Lawyer) estreou na Netflix e, rapidamente, ela alcançou o Top 1 da plataforma de streaming. Tudo isso apenas dois dias depois de estrear.

Continua após publicidade

O alcance na plataforma é sinal de que a série está ganhando apelo popular, principalmente em uma época em que não estamos tendo tantas estreias de qualidade na Netflix.

Analisando o panorama como um todo, afinal, vale a pena investir tempo em O Poder e a Lei? Vamos discutir!

Continua após publicidade

A História de O Poder e a Lei

Na série, as coisas estão finalmente melhorando para o advogado de defesa Mickey Haller (Manuel Garcia-Rulfo). Depois de dois anos de voltas erradas, Haller está de volta ao tribunal. Quando o advogado de Hollywood Jerry Vincent é assassinado, Haller herda seu maior caso: a defesa de Trevor Elliott (Christopher Gorham), um proeminente executivo de estúdio acusado de assassinar sua esposa e seu amante.

Leia também: O Poder e a Lei, 2ª temporada na Netflix, data de estreia e mais

Mas, enquanto Haller se prepara para o caso que pode lançá-lo no grande momento, ele descobre que o assassino de Vincent pode estar vindo atrás dele. Então, entra Harry Bosch.

Determinado a encontrar o assassino de Vincent, ele não se opõe a usar Haller como isca. Mas, à medida que o perigo aumenta e as apostas aumentam, esses dois solitários percebem que sua única opção é trabalhar juntos.

Continua após publicidade
O Poder e a Lei série
Imagem: Divulgação.

Vale a pena assistir O Poder e a Lei? Eis o veredito!

O Poder e a Lei é uma produção de David E. Kelly, produtor de várias séries badaladas da atualidade como Big Little Lies e Nine Perfect Strangers. No entanto, com O Poder e a Lei, Kelly retorna às suas origens, pois ele estourou com séries de advogados como Ally McBeal e Boston Legal.

A proposta de O Poder e a Lei é se inspirar na franquia de livros The Lincoln Lawyer, que já ganhou uma adaptação para o cinema em 2011. No entanto, ao contrário do filme, que segue a história do primeiro livro, Kelly optou por descartar aquela história e já logo começar pela trama do segundo livro.

De qualquer forma, O Poder e a Lei é o tipo de série que não se prende muito a explicar o passado dos seus personagens à primeira vista. O próprio advogado, Mickey Haller, tem apenas pequenas citações sobre seus vícios e o fato dele trabalhar dentre de um carro por muito tempo. Ou seja, a série estabelece que Haller já teve um passado. Mas que ele não é muito necessário para entendermos a história que a série da Netflix deseja contar.

Continua após publicidade

Leia também: O Poder e a Lei, final explicado, Trevor é culpado?

O Poder e a Lei, na verdade, lembra muito as séries de investigação que o canal CBS produz, como NCIS e Hawaii Five-0. No entanto, O Poder e a Lei tem um caso principal – que é a defesa de Trevor -, que chama atenção e faz com o que espectador fique curioso para ver o que irá acontecer.

Imagem: Divulgação.

Com uma trama simples, mas envolvente, O Poder e a Lei é o tipo de série que irá agradar fãs de Lucifer, por exemplo. Aliás, muito dos aspectos de direção e produção dos episódios lembram a série protagonizada por Tom Ellis. Somando-se o fato das duas se passarem em Los Angeles, temos um prato cheio para os fãs nostálgicos.

No fim das contas, O Poder e a Lei não é uma série de premiações, muito menos com alguma novidade em sua trama. Mas ela serve para passar o tempo, distrair o espectador, ou simplesmente ficar passando enquanto você faz alguma tarefa na frente da TV.

Portanto, vale a pena assistir O Poder e a Lei e ficar por dentro da principal série da Netflix neste momento.

Criador do Mix de Séries, atua hoje como redator e editor chefe do portal. Especialista em SEO e construção de textos para internet, também atua como webwriter com foco em textos para o Google. Autor na internet desde 2011, passou pelos portais TeleSéries e Box de Séries. Fã de carteirinha de Friends, ER e One Tree Hill, é aficionado pelo mundo dos seriados. Também é fã de procedurais, sabendo tudo sobre o universo das séries Chicago, Grey's Anatomy, e séries de sucesso como La Casa de Papel e Lucifer. Também é fã da DC Comics, e acompanha produções inspiradas em personagens da editora, como Titans e até o mais recente produto da editora, Sweet Tooth.