The Flight Attendant é a melhor série do HBO Max e vale assistir

The Flight Attendant
Imagem: Divulgação.

Com a chegada da HBO Max ao Brasil, um dos títulos mais aguardados era The Flight Attendant. Com Kaley Cuoco na linha de frente, depois de anos presa a The Big Bang Theory, o projeto parece ideal para se dar o pontapé inicial em uma plataforma de streaming. Isso porque The Flight Attendant atira para vários lados e acerta praticamente todos. Da comédia ao suspense, a série acaba visitando quase todos os gêneros da cartilha. No processo, constrói um interessante estudo de personagem que jamais deixa de entreter.

Continua após publicidade

O motivo é simples: diferente de outras produções, que complicam tramas e personagens apenas para parecerem mais cultas, The Flight Attendant é objetiva e divertida. Os flashbacks chegam a ser tolos de tão simples e as visitas à psique da protagonista não poderiam ser mais banais e escancaradas. Assim, em alguns momentos, os artifícios podem até soar baratos, mas sempre movem a trama adiante e envolvem.

Continua após a publicidade
Imagem: Divulgação.

The Flight Attendant tem várias referências e inspirações

Na trama, uma comissária de bordo (Cuoco) conhece um sujeito bonito durante uma de suas viagens. Pensando em uma noite divertida e sem compromisso, a jovem dorme com o desconhecido. Ao acordar na manhã seguinte, encontra o homem morto na cama. O pior de tudo? Ela não tem nenhuma lembrança da noite anterior. É aí que a série se desenvolve: com base nas investigações da personagem e os poucos flashes de memórias que surgem de tempos em tempos.

Continua após publicidade

Nestes lapsos, Cassandra, a comissária, conversa com a imagem/espírito de Alex, a vítima. Os papos entre os dois são muito breves e poderiam ser melhor explorados até em favor da comédia. Por sorte, os encontros não soam expositivos, embora sejam um truque simples e barato do roteiro para fazer as engrenagens rodarem.

Enquanto a jovem lembra um pouco mais de cada detalhe, Flight Attendant parece uma mistura de muitas coisas. Tem doses de Hitchcock e até de Amnésia, de Christopher Nolan. Apesar das referências e explicações, não se engane: a série quer mais divertir do que fazer pensar.

Continua após publicidade
Imagem: HBO Max/Divulgação

Kaley Cuoco é o grande trunfo da série

O grande diferencial de Flight Attendant, porém, é Kaley Cuoco. Depois de anos como a Penny de The Big Bang Theory, a atriz tem a chance de ter um show para chamar de seu. E a atriz aproveita a oportunidade, colocando em prática todo o timing cômico que desenvolveu na última década.

Mas não é só no humor que Cuoco se garante: ao apelar ao drama, a atriz surpreende com controle e conteúdo. Cassandra, afinal, é daqueles personagens ricos para qualquer artista. Sem raízes, com passado misterioso e claros problemas psicológicos, a comissária de bordo parece sempre à beira de um ataque de nervos.

Praticamente garantida entre os indicados ao Emmy de Comédia, The Flight Attendant ainda deve dar o prêmio a Cuoco. Em um ano atípico e com várias estreias cotadas à estatueta, o projeto da HBO Max encontrou um espacinho para se destacar. No processo, o show começou a estabelecer a dinâmica da plataforma, principalmente se comparada à HBO tradicional. O projeto não tem o peso ou a liberdade de experimentação garantidas pelo canal de TV, mas já revela uma personalidade interessante por parte do streaming que tem tudo para crescer mundialmente.

Leia também: HBO Max: 20 melhores séries para assistir

E então, o que achou de The Flight Attendant? Deixe nos nossos comentários aqui no Mix de Séries.

Nota: 4/5