Virgin River: a verdade por trás da série da Netflix é revelada

Virgin River a verdade série Netflix

Virgin River tem segredo por trás de sua produção

Virgin River é uma das séries de maior sucesso da Netflix. Mas ela esconde um segredo de produção que poucos sabem – e que quase a fez não ser produzida.

Continua após as recomendações

A série, que está hoje se encaminhando para sua terceira temporada, na verdade foi um “teste” para ver se a Netflix poderia investir em produções deste gênero. Mas, em uma jogada que quase não aconteceu, a plataforma de streaming apostou certo e criou uma mina de ouro.

A Netflix queria testar séries de romance originais

Virgin River foi a primeira série original da Netflix a enveredar para o lado de histórias de romance. E a plataforma de streaming resolveu ingressar nesse gênero devido a um outro sucesso que começou lhe chamar atenção.

Continua após a publicidade

As séries do Hallmark Channel presentes em seu catálogo, incluindo Chesapeake Shores e When Calls the Heart, começaram a fazer um sucesso estrondoso na plataforma.

Logo, a Netflix começou a se articular para encontrar uma história que pudesse servir como “piloto” desde gênero, e foi quando ela encontrou os livros de Virgin River.

Virgin River verdade Netflix

Imagem: Divulgação

Virgin River abriu filão

Em 2018, a Netflix anunciou que havia adquirido os direitos dos livros de Virgin River, e a autora Robyn Carr ficou extremamente feliz com o contrato.

Ela, que já tinha escrito mais de 50 livros desde os anos 1980, é responsável por escrever 21 volumes da série Virgin River. Eles juntos, aliás, venderam mais de 13 milhões de cópias. Foi então que a Netflix entendeu que tinha material de sobra para explorar, caso fizesse sucesso.

A ideia era seguir na “pegada” de Chesapeake Shores, embora, como a própria Carr falou na época, entendeu que a Netflix poderia fazer movimentos mais ousados, ao invés de ficar apenas em uma história mais “light”.

“Eu realmente pensei que os livros de Virgin River dariam uma boa série de televisão. Tem todos os componentes que funcionaram para outras séries como Longmire e coisas assim, então achei que seria muito bom. Tivemos muito interesse ao longo dos anos. Só que raramente deram certo. Mas, desta vez, eu sabia desde o início que iria funcionar.

Eu estava em uma teleconferência com o produtor e o showrunner, e eles sabiam os nomes de todos os personagens de todos os livros. Foi então que pense pensei: “Oh, essas pessoas sabem o que estão fazendo.”

Graças à série outras vieram

Na ocasião que a Netflix adquiriu Virgin River, já havia um ensaio da plataforma de investir no gênero, uma vez que os livros da franquia Doces Magnólias e Bridgerton também faziam parte do pacote.

Mas, enquanto Bridgerton acabou indo para a produtora de Shonda Rhimes, Virgin River e Doces Magnólias seguiram em uma pegada que transitava entre o leve do Hallmark e a ousadia da plataforma.

Acabou que deu certo. Na primeira semana de estreia, ela foi a série mais assistida no mundo todo, e uma segunda temporada foi rapidamente confirmada. O mesmo aconteceu com Doces Magnólias e a própria Bridgerton, que virou a série mais assistida da Netflix de todos os tempos.

Graças à Virgin River, a Netflix entendeu que precisava investir em mais tramas deste gênero, uma vez que a plataforma de streaming se viu presa a muitos gêneros adolescentes, ou séries mais adultas – como Ozark. Embora o gênero que Orange Is The New Black e House of Cards traçou dentro da Netflix já quase não existe mais.

Imagem: Divulgação.

Portanto, hoje você consegue ver dois gêneros predominantes na Netflix: o adolescente, que também mescla heróis e histórias mais descompromissadas, e o romântico, que segue a linha de Virgin River.

Ou seja: essa série de romance provavelmente não irá a lugar algum, tão cedo.

Trama envolvente

Virgin River conta a história de Mel Monroe, que a atriz Alexandra Breckenridge, de This Is Us, vive. Ela é uma enfermeira que deixa Nova Iorque para recomeçar a vida na pequena cidade que dá nome à série.

Ela foge de um passado complicado e de um relacionamento que acabou de forma trágica. Mas, ao chegar na cidade, ela vive algumas surpresas. O médico local, por exemplo, já é um homem mais maduro, que não aceita ajuda e passa a dificultar sua estadia na cidade.

No entanto, ela acaba encontrando apoio em Jack, o dono do bar que é interpretado por Martin Henderson, de Grey’s Anatomy. Os dois acabam se tornando amigos, a ponto de Mel enxergar em Jack uma oportunidade de também recomeçar no amor.

E então, você gostou da série? Está ansioso para a terceira temporada? Deixe nos comentários e, igualmente, continue acompanhando as novidades do Mix de Séries.