Daniella Perez, a verdade definitiva do documentário na HBO

Glória Perez finalmente conseguiu contar o que ela tentou por trinta anos.

Daniella Perez

Pacto Brutal, o documentário de Daniella Perez no HBO Max, definitivamente agitou o país, com um impacto tão grande quanto a repercussão da morte da atriz em 1992.

Continua após publicidade

Um crime que chocou o Brasil, Daniella Perez foi morta com diversas perfurações, e a encontraram completamente sem vida em uma estrada escura, próximo a Barra da Tijuca. Uma região inabitada na época, e que sem dúvidas passava medo.

Com a repercussão de Pacto Brutal, o documentário de Daniella Perez serviu para que o público se perguntasse, “então é essa a verdade definitiva” sobre o caso?

Continua após publicidade

A voz que Glória Perez buscou ao longo de décadas

Daniella Perez
Imagem: Divulgação.

O crime de Daniella Perez, em si, foi massivamente explorado ao longo dos anos pela mídia por diversas maneiras. Mas a forma como o HBO Max conta o documentário, é de uma perspectiva que necessitou de espaço e voz durante os últimos 30 anos.

A luta incansável de Glória Perez, desde o dia 28 de dezembro de 1992, era a condenação dos assassinos. Bem como a tentativa de mudar e impactar o cenário do Brasil, para que crimes como esse não mais acontecessem. Ou que, ao menos, certificasse que a lei fosse firme e decisiva para os autores de crimes como estes.

Leia também: Documentário de Daniella Perez faz grande revelação nos novos episódios

Pacto Brutal, dessa forma, não é apenas o “documentário de Daniella Perez“. Mas uma verdade definitiva que Glória Perez sempre buscou, diante do circo que a mídia criou em torno do assassinato, e das possíveis dúvidas que muita gente acabou tendo, sobre o quão Daniella Perez pudesse ter provocado sua própria morte.

Continua após publicidade

Qual a causa da morte de Daniella Perez?

Daniella Perez morreu por 18 estocados, feitas pelo também ator Guilherme de Pádua, e sua esposa na época, Paula Thomaz. Essa versão, todos conheceram.

Embora os assassinos, ao longo dos anos, tenham negado ou contado várias versões, o Brasil todo sabia que eram eles os autores. Mas entender a motivação, e ainda, a frieza de ambos, era necessária para que o público realmente entendesse a causa da morte de Daniella Perez: ambição.

Leia também: Guilherme de Pádua hoje: onde está o assassino de Pacto Brutal?

Foi através da ambição de Guilherme de Pádua, que o documentário do HBO Max conta com bastante detalhes, que o crime de Daniella Perez aconteceu. Foi por medo de ser tirado da novela que ambos protagonizavam, mas também por revolta. E, além disso, uma obsessão que Pádua desenvolveu pela filha de Glória Perez, que nunca fora correspondido.

Continua após publicidade

Glória Perez também explica que as estocadas, na verdade, eram pra ela. Mas como Guilherme de Pádua não tinha acesso a Glória Perez, ele acabou atingindo o alvo mais fácil, que ele tinha acesso: Daniella.

Fotos de Daniella Perez morta no documentário

Pacto Brutal Daniella Perez
Imagem: Divulgação.

Para isso, o documentário de Daniella Perez utiliza de alguns artifícios chocantes, como as fotos do corpo da atriz no local do crime. Esse tipo de artifício pode chocar muitas pessoas, mas acaba sendo necessário para expressar o quão brutal foi a morte de Daniella Perez.

Aliás, Gloria Perez explica no documentário que a utilização das fotos de Guilherme de Pádua e Daniella Perez, juntos, em capas de revista depois da morte da atriz, foi na verdade mais brutal do que as fotos de Daniella morta, em si. Na voz da autora, “isso é matar minha filha duas vezes”.

Leia também: Pacto Brutal: por que Guilherme de Pádua matou Daniella Perez?

Perez também lembra como que insinuaram um caso entre os dois atores por anos. E que isso diminuía a gravidade do caso, da morte, e que por vezes também culparam Daniella por sua morte. Com isso, o documentário da HBO utiliza de tudo o que pode para contar uma verdade definitiva que a autora buscou ao longo de trinta anos, e essas fotos se tornam “peças chaves” para essa narrativa.

Documentário “True Crime” com excelência

Por fim, o documentário de Daniella Perez tem uma excelência em sua narrativa, que o qualifica como um dos melhores produtos do meio. De fazer escola, “Pacto Brutal” mostra como que um documentário “True Crime” precisa seguir sua linha narrativa. Ecomo que é necessário expor a verdade, a partir da condenação e do que a justiça decretou.

Glória Perez apenas ressaltou a dor de sua família, perante a um caso julgado e condenado, de duas pessoas qualificadas como “psicopatas” e que, acredite se quiser, estão soltas e andam livremente entre nós.

A sensação que fica, portanto, é que devemos lutar para que crimes brutais como esses aconteçam cada vez menos. E que documentários como “Pacto Brutal” sejam cada vez mais feitos para, dessa forma, expor a verdade necessária, que possa influenciar ou ajudar a alcançarmos esse objetivo em comum.

Criador do Mix de Séries, atua hoje como redator e editor chefe do portal. Especialista em SEO e construção de textos para internet, também atua como webwriter com foco em textos para o Google. Autor na internet desde 2011, passou pelos portais TeleSéries e Box de Séries. Fã de carteirinha de Friends, ER e One Tree Hill, é aficionado pelo mundo dos seriados. Também é fã de procedurais, sabendo tudo sobre o universo das séries Chicago, Grey's Anatomy, e séries de sucesso como La Casa de Papel e Lucifer. Também é fã da DC Comics, e acompanha produções inspiradas em personagens da editora, como Titans e até o mais recente produto da editora, Sweet Tooth.