Emmy 2021: muitas surpresas na edição mais insana do prêmio

Emmy

Toda manhã de indicações ao Emmy é uma loucura. Para quem escreve e se interessa sobre o assunto, acompanhar a divulgação dos nomeados é um teste de paciência. Assim, enquanto os nomes vão surgindo na tela, indignações vão aflorando, opiniões se atropelam e tudo isso é só o começo. A Academia ainda tem diversas outras categorias importantes que sequer são anunciadas ao vivo. Ou seja, o sofrimento não se atém à transmissão online dos indicados.

Continua após publicidade

Desta vez, o Emmy foi insano. Não que os outros anos tenham sido muito sãos, mas este levou o prêmio. Em um ano indiscutivelmente fraco, os votantes da premiação encontraram uma lista enxuta de concorrentes e uma porção de coisas novas e estranhas. Grandes medalhões estão de fora, pois não tiveram episódios exibidos durante o período de elegibilidade. É o caso de Succession, Stranger Things e tantos outros votos seguros.

Continua após a publicidade
Cobra Kai cena fãs Karate Kid esperaram 35 anos
Imagem: Divulgação.

O Emmy olha para o outro lado… e acerta

Isso fez com que o Emmy se obrigasse a olhar para outro lado. E só isso explica séries que, em outros anos, passariam completamente batidas. Quando seria possível imaginar Cobra Kai e The Boys indicadas nas categorias principais da festa? Não que estes programas não mereçam. Pelo contrário, ambos representam pontos altos da TV recente. Mas o fato inquestionável é que estes títulos não são as escolhas típicas dos votantes. Acostumados a manter votos seguros, pouco arriscados, ano após ano, a Academia se obrigou a diversificar. Logo, os resultados são agridoces, mas interessantes.

Continua após publicidade

Nos dramas…

A surpresa: The Boys, é claro. A série da Amazon estava bem colocada nas apostas e sua indicação era esperada. Ainda assim, é atípico ver uma produção do tipo chegar ao topo da maior premiação televisiva. Mereceu? Sim, por que não? É um dos projetos que mais movimenta o ano televisivo.

O que faltou: sou um fã de The Mosquito Coast, e a série merecia mais destaque. Tanto o elenco quanto os quesitos técnicos mereciam espaço na manhã desta terça-feira. Além disso, For All Mankind e We Are Who We Are são títulos melhores que…

Continua após publicidade

Não era para entrar: …Bridgerton e This is Us. A primeira está muitíssimo aquém das expectativas e do alto gabarito do Emmy. Superestimada por público e crítica, acabou se destacando na premiação. Já This is Us já deu tudo o que tinha para dar. Está apenas ocupando vagas que poderiam ser de outros projetos e pessoas.

Nas comédias…

Surpresa: Cobra Kai é uma inegável surpresa. Sucesso de público e defendida pela crítica, a série parecia escapista demais e “clássica” demais para os moldes da Academia. Os votantes compraram e, felizmente, uma vaga é dela.

O que faltou: Zoey’s Extraordinary Playlist e Mythic Quest são ótimas.

Não era pra entrar: Emily in Paris, por outro lado, está fazendo hora extra. O xeque deve ter sido polpudo…

Nas minisséries…

Surpresa: Sem surpresas por aqui. Em um ano forte para as minisséries, os únicos choques são relativos às grandes produções que ficaram de fora.

O que faltou: Em um ano como este, tão bom para as séries limitadas, fazem falta Small Axe (absurdamente ignorada em toda a premiação), Fargo, The Good Lord Bird, Your Honor, The Third Day e muitas outras.

Não era pra entrar: WandaVision é uma das produções mais superestimadas do ano. É boa, mas definitivamente não é melhor que Small Axe.

Mj Rodriguez, Pose
Imagem: FX/Divulgação

E nas atuações?

Elogiáveis são as presenças de MJ Rodriguez, por Pose (ela é a primeira trans indicada a Melhor Atriz) e quatro atores negros na categoria principal dos Dramas. Sem grandes surpresas, a ausência mais sentida é a de Justin Theroux, por The Mosquito Coast. Felizmente o Emmy não caiu na armadilha de Ryan Murphy e deixou a tragédia que é Ratched de fora.

Na comédia, Jean Smart deve engolir Kaley Cuoco, ao passo que é uma pena nenhum dos rapazes de Cobra Kai serem indicados. Nas minisséries, é sentida a ausência de Thuso Mbedu, por The Underground Railroad. Entre os atores, é CRIMINOSA a ausência de Ethan Hawke por The Good Lord Bird. O ator liderava a lista de apostas, mas ficou de fora da final. Dentre os coadjuvantes, uma porção de indicações fazem torcer o nariz. Quatro (!) atores de Ted Lasso foram indicados (todos bons, mas nem todos mereciam), três atores e quatro atrizes de The Handmaid’s Tale. Ainda que o último ano tenha sido limitado de produções, não faltavam boas performances para reconhecer no lugar de tantas repetições e exageros.

E as categorias técnicas?

O Emmy oferece uma boa diversão para quem curte categorias técnicas. E é preciso deixar claro: muitas das categorias “menores” definem o rumo das coisas e nos dão pistas do amor dos votantes por determinados projetos. Pose, por exemplo, conquistou importantes vagas em Roteiro e Direção. O mesmo ocorre com The Crown e The Handmaid’s Tale. The Mandalorian, por exemplo, abocanhou duas vagas em roteiro, uma em direção e várias outras técnicas, incluindo edição, fotografia e trilha sonora.

The Handmaid's Tale

O estado da corrida: se o Emmy fosse amanhã, quem venceria?

A categoria de Comédia parece definida: Ted Lasso é o grande favorito. Dentre as minisséries, a corrida parece dividida entre The Queen’s Gambit e Mare of Easttown. A primeira, favorita desde o princípio, teve o reinado ameaçado com a chegada do surpreendente sucesso da segunda.

Entre os dramas, a disputa é mais interessante. Das oito indicadas, pelo menos cinco têm chances reais de vitória. Assim, vejamos:

Leia também: Bridgerton, This Is Us… As Séries Indicadas Ao Emmy 2021

The Crown: era a favorita. A favor está o apoio da crítica, as diversas indicações importantes do elenco e da equipe e os prêmios que venceu nos últimos anos. Contra ela: não é todo mundo que ama o programa e a última temporada não foi a melhor.

The Handmaid’s Tale: depois da revelação dos indicados, parece a favorita do momento. A favor está o fato de que foi exibida há pouquíssimo tempo. Além disso, o show tomou conta das categorias de atuação, revelando um amor dos votantes que é maior do que o imaginado.

Pose: é a última temporada e é um marco da TV contemporânea. Os votantes demonstraram amor pela última temporada, indicada a todas as categorias importantes. Com as indicações, cresceu e tem boas chances.

Lovecraft Country: não fosse o cancelamento precoce pela HBO, poderia ser uma das grandes favoritas. Desta forma, os votantes podem não querer homenagear um programa que não retornará no futuro.

The Mandalorian: contra ela está só o fato de ser uma fantasia/ficção-científica. Está indicada em diversas categorias e é um sucesso de público.